30 de novembro de 2012

Feliz aniversário Hidequel

elenycesantos.blogspot.com
Deus é maravilhoso, brindou minha vida com sua presença.
Permitiu que meus dias fossem mais felizes com seu nascimento,
e assim dediquei minha vida a levá-la pelo caminho do bem e ensinar,
ensinar que viver é se dedicar as coisas boas da vida
com alegria, harmonia e paz.

Obrigado meu filho por me dar tanto orgulho, e assim como eu confiar
no amor de Cristo por nós.

Desejo meu filho que sua vida seja um verdadeiro
paraíso, que nenhum mal se aproxime de ti, pois eu estarei
sempre ao seu lado te parabenizando por suas vitórias
e apoiando nos momentos difíceis.

Conte comigo sempre filho. Eu te amo, e não permitirei
que nada nem ninguém te faça sofrer. Tenho certeza de que seu futuro
será brilhante, e que todos os seus sonhos se realizarão.

Feliz aniversário meu querido!
 parabéns por este dia, seu pai, sua mãe e toda sua família!

25 de novembro de 2012

Acorda Irmão estamos em guerra

elenycesantos.blogspot.com

Acorda Irmão estamos em guerra Curta nossa Página!


Textos básicos:
I Pedro 4
12 Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse;
I Pedro 5
6 Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;
7 Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.
8 Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
9 Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.
10 E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá.
Efésios 6
10 No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.
12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.

Texto áureo:

Tiago 4
7 Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.

Verdade central:

A vida cristã é um conflito espiritual sem tréguas, que envolve dois poderes distintos e contrários entre si, os filhos de Deus X os poderes das trevas!

Objetivo:
 Alertar para a necessidade de permanecermos vigilantes.
 Avisar os crentes, que a distracção pode ser fatal!

Esboço:

Não existe luta entre Deus e o diabo:
? Então de quem é a luta?
? A que nível ocorre essa batalha?
Estamos em guerra:
? Qual o nosso propósito:
? Qual é o propósito de satanás:

O modo de atuação do inimigo:

? Ciladas, sofismas, pensamento e tentações.
Como podemos vencê-lo:
? O poder do sangue:
? A fortaleza da humilhação:
? As armas de Deus:

Não tenhais medo:

? Maior é o que está em nós
? Condições para ser um vencedor!

Introdução:

Há 18 anos à trás, quando me encontrava no serviço militar, no corpo de tropas pára-quedistas, em Portugal, foi nos comunicado pelos nossos superiores, que iríamos fazer um exercício militar, como o nome código ?Júpiter?, nessa altura, foi-nos determinado que nos preparássemos, pois dentro de poucas horas, partiríamos para o exercício, por alguns dias. Nessa altura, a minha ideia imediata foi, como diminuir o meu sofrimento e cansaço, como posso aliviar a minha carga (mochila)? Então comecei a avaliar o material que me estava distribuído e perguntei para mim mesmo? Para que preciso das estacas o suporte e mesmo da tenda? Vou deixa-los no quartel, e o cobertor? Também vai ficar. Para que trazer uma muda de roupa? afinal são apenas alguns dias, para que muda de roupa interior e de meias, arrumei a minha mochila, bem leve por sinal. Mais tarde quando formamos na parada para embarcar no avião C130 Hércules, os sargentos, vendo o volume de algumas mochilas, quase que vazias, sem o material necessário, apenas deram uma gargalhada então embarcamos! Seguimos algumas horas de avião e após chegarmos no local, saltarmos.

Quando chegamos ao solo, notamos que a vegetação não possui abrigos naturais, notamos ainda que fazia muito frio, e pensamos pior do que está não pode ficar! Pouco tempo depois começou a chover. Os que não haviam transportado todo o material, como eu, apesar de estarmos um pouco mais descansados, durante à marcha de vários quilómetros, começamos a perguntar-nos e agora, como nós vamos abrigar da chuva, como vamos passar a noite? Como não havia mais nada a fazer coloquei-me dentro do meu saco-cama e me cobri com a capa da chuva. De manhã eu estava completamente molhado, da cabeça aos pés, sem qualquer muda de roupa. Enquanto que outros mais experientes e cautelosos, menos preguiçosos que eu! Haviam passado uma noite confortável dentro de suas tendas, estavam secos, mudaram sua roupa interior e continuaram o exercício mais seguros e bem dispostos, enquanto eu me lamentava da minha sorte, quase em estado hipotermia devido ao frio!

Está acontecimento de minha vida, ilustra perfeitamente a distracção e a falta de vigilâncias de muitos filhos de Deus, que apesar de avisados pelos Senhor, para tomarem todo a armadura de Deus, decidem tomar apenas parte dela, ficando vulneráveis aos ataques do inimigo! Deixando várias brechas em suas vidas para o inimigo atacar! Irmãos nós está-mos em guerra! Por isso pensemos com soldados experimentados e não como meninos em Cristo! Tomemos sobre nós toda a armadura de Deus, não apenas parte dela, pois só assim poderemos resistir eficazmente, contra as ciladas de Satanás.

Revesti-vos da armadura de Deus:

A luta espiritual (6:10-13). Imagine acordando um dia e achando sua casa bem no meio de um campo de batalha com bombas explodindo ao seu redor, os disparos de metralhadoras e os gritos dos feridos, qual seria o seu primeiro pensamento? Se levantaria para ir ao serviço? Iria para a escola? Lavaria o carro? A sua primeira reacção certamente seria a sua sobrevivência e da sua família, não é?

Mesmo quando não percebemos a guerra ao nosso redor, isso não significa que ela não exista, que não seja real. O apóstolo Paulo escreve que o mundo é um campo de batalha espiritual (6:12). Nós precisamos despertar para essa realidade!

Essa batalha não é terrena e sim espiritual. Então, como alguém pode sobreviver/resistir/sair vencedor? Precisamos ser "fortalecidos no Senhor e na força do seu poder" , devemos vestir "toda a armadura de Deus" (6:11,13).
Um conceito errado: Não existe luta entre Deus e o diabo:

Muitos erradamente pensam que é Deus que está em guerra contra satanás! Mas eu vos afirmo, que se essa fosse a realidade, já a muito tempo satanás teria sido vencido! Poderia alguma coisa a criatura, contra o criador? Ele seria imediatamente lançando no inferno! Lugar que lhe está reservado no dia do Juízo! Bastaria o sopro da boca de Deus para o derrotar!

? E satanás ?bate continência? na presença de Deus. Tudo o que ocorre no mundo espiritual está debaixo da soberania de Deus. O próprio satanás depende da autorização de Deus para fazer seus actos malignos.

? E satanás tem confundido diversos crentes e mesmo pastores que assumem uma posição passiva em relação a está batalha espiritual!

?Pois a nossa luta não é contra carne e sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da maldade nas regiões celestes.? (Ef. 6.12)
Entãom de quem é a luta?

? Eis uma boa pergunta: Se Deus não luta contra o diabo, porque vivemos em batalha? Porque é o povo de Deus que vive em guerra espiritual?

? Existe uma única resposta: A luta é entre o homem e satanás.
? Alguns poderão nunca iniciar a batalha espiritual, mas todos nós precisamos encarar o fato: O diabo começou uma batalha contra nós. Portanto, é essencial discernir as áreas (brechas), em nossa vida, que estão abertas aos seus ataques!

? Quais são as áreas onde você é vulnerável ao ataque satânico?

Onde ocorre esta batalha: Nas nossas almas!
? Devemos desenvolver a mentalidade de guerreiro, pois o diabo procurará fazer-nos pecar, ele andará ao derredor de nós, ele não descansará até que nos faça cair em pecado!

Um dos grandes ensinamentos que qualquer militar aprende é: Não subestime o inimigo. Na segunda guerra mundial, um dos factores que quase desgraçou os americanos foi, o facto de terem subestimado os seus inimigos, os vietnamitas! Eles criam que por causa do humilde armamento, dos soldados vietnamitas, eles não poderiam sequer resistir-lhes! Contudo eles usaram como estratégia, seu conhecimento do terreno, e ao invés de os enfrentarem em massa, numa luta corpo a corpo, refugiavam se em buracos camuflados e de noite, aproveitando o cansaço dos americanos, faziam-lhe ciladas (astutas ciladas), depois tornavam a esconder-se, causando o pânico aos americanos que não viam o inimigo, conseguindo durante muito tempo resistir aos seus ataques. Se não fosse a bomba atómica, os americanos jamais teriam vencido a guerra!

Porque motivo Deus permite essa batalha:
Um dos principais motivos é remover de nossas vidas as nossas vaidades e superfluidades (separar a palha do trigo)! Mortificar em nossas vidas nossa tendência natural para agradar e satisfazer a nossa velha natureza!

Lucas 22
31 Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo;
32 Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos.
33 E ele lhe disse: Senhor, estou pronto a ir contigo até à prisão e à morte.
Apocalipse 12
10 E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.
11 E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.

O propósito de satanás nesta guerra: É nos fazer desistir, nos desmoralizar, nos tornar inoperantes, fazer-nos pensar que não possuímos qualquer protecção vinda de Deus, que vivemos uma ilusão!

No entanto a boa notícia para Pedro e para nós é que satanás nunca conseguirá permissão da parte de Deus, para destruir os santos, os filhos de Deus. Ele está limitado por Deus, a peneirar-nos "como trigo".

? Satanás já não pode mais nós matar, pois agora pela fé em Jesus Cristo, somos propriedade exclusiva de Deus, fomos selados pelo Espírito Santo, comprados pelo precioso sangue de Jesus e este facto não pode ser alterado! Contudo ele ainda pode através da sua astúcia, nos roubar (a alegria da vitória, o gozo, a paz) e destruir (nossa união, nosso casamento, nossos sonhos, planos, ambições) se estivermos distraídos! Por isso devemos permanecer vigilantes, devemos estar consciente dos seus ataques e constantes ciladas! Devemos resistir-lhes firmes na fé, usando as armas que Deus colocou ao nosso alcance!

? Estamos em luta irmãos e uma coisa sabemos o inimigo não tem misericórdia de ninguém!

? Não subestimes o nosso adversário!

Ainda existe palha dentro de cada um de nós, por esse motivo Deus permite, que satanás nos peneire, para retirar de nós todo o orgulho, (palha) e produzir maior humildade em nossas vidas.

A nossa velha natureza precisa morrer, para que a nova natureza domine (Trigo), produza seus frutos. A palha e a casca foram necessárias para nos proteger das rudezas desta vida. Mas antes que Deus possa nos usar, verdadeiramente precisamos ser peneirados.

O modo de atuação do inimigo:

O apóstolo Paulo define uma fortaleza como "...argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus." (IICor.10:5). Uma fortaleza demoníaca, são pensamentos que se exaltam acima do conhecimento de Deus, pelo qual se dá ao diabo um lugar seguro de influência no pensamento de um indivíduo.
É uma casa feita de pensamentos, lugar para actividades satânicas.
Guerra Espiritual em Nível de Ocultismo 2 Co.10:3-6 Paulo fala que nossa luta não é segundo a carne!
O que é um a fortaleza?
"Pois, embora vivamos como homens, não lutamos segundo os padrões humanos. As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas..." (II Cor.10:3-5).
Uma fortaleza é uma habitação fortificada, usada como um meio de protecção!

As Fortalezas contra as quais lutamos são: Raciocínios, pensamentos: "Argumentos falsos, fruto da imaginação, da lógica humana, da sabedoria humana. Ex.
 Maldições hereditárias
 Idolatria estabelecida
 Bruxaria e satanismo
 Filosofias de vida.

Cada crente é vigiado por um demónio que o conhece e tem um registro de todas as seus defeitos e fraquezas".
Estamos em guerra:

 Fazer guerra espiritual é tirar do cativeiro de Satanás aqueles a quem ele cegou o entendimento. "O deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos"
 Somente o povo de Deus, pode fazer com que as forças espirituais da maldade recuem e Jesus Cristo entre na vida das pessoas!
 Deus escolheu o seguinte método: O homem salvo ora e prega o Evangelho de Jesus (Que é o poder de Deus), e o Espírito Santo age no interior da pessoa que ouve, salvando-a dos seus pecados!
 Nós somos o plano de Deus, para derrotar e desmascarar os projectos/obras do diabo. Por isso devemos permanecer vigilantes, para não sermos atingidos pelas suas ciladas, preparando-nos em todo o tempo, para sermos vencedores!
 Sem a pregação da Palavra de Deus, não haverá salvação!
Como podemos vencê-lo:
 Eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho" (Apocalipse 12:11).
O PODER DO SANGUE:
1. O Sangue foi estabelecido por Deus para protecção (Êxodo 12:23);
2. O Sangue foi estabelecido por Deus para purificação do pecado (I João 1:7 e Hebreus 9:22);
3. O Sangue foi estabelecido por Deus para consagração:

? O sangue de Jesus está sobre todo o meu ser. O sangue de Jesus está sobre minha esposa, meus filhos, meu lar, meu trabalho, minha igreja.

? Quero que o Teu sangue, Senhor Jesus, flua através da minha vida, purificando-me de todos os meus velhos pecados, da minha velha natureza.

? Quero ser lavado pelo teu sangue Senhor!
Lutando em Oração:

? O Sangue de Jesus me garante a vitória.

? O Sangue de Jesus me purifica de todos os meus pecados.

? O Sangue de Jesus me protege do inimigo.

? Eu estou coberto com o Sangue de Jesus, por isso minha vida lhe pertence!

? Eu fui comprado pelo Sangue de Cristo.

I Coríntios 15
57 Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.
58 Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Orar Sempre: Em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, para combatermos as hostes espirituais da maldade!

 Diariamente vemos satanás operando por todos os meios: na comunicação, na educação, no governo, nas famílias, nas religiões.
 Que fazer? Não é hora de calar-se, acovardar-se. Temos que lutar, com todas as armas que Deus colocou ao nosso alcance! Sempre em submissão ao General o Senhor Jesus Cristo!
Não tenhais medo.
É curioso descobrirmos que a armadura de Deus, não possui protecção para as costas!
I João 4
4 Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.
5 Do mundo são, por isso falam do mundo, e o mundo os ouve.
6 Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.

Usando as armas de Deus:

? 1 - O Nome de Jesus (Possui autoridade)
? 2 - A Palavra de Deus (Defesa contra a tentação)
? 3 - Anossa Fé em Jesus (Torna-nos confiantes/inabaláveis)
? 4 - O Snguie do Cordeiro (Nos purifica (pecado), consagra(na obra), protege(de Satanás)
? 5 - A Oração da Fé (combate e anula as fortalezas espirituais)
? 6 - Toda Armadura de Deus (Nós capacita a resistir eficazmente à satanás)
? 7 - O louvor e Adoração (Comovem o coração de Deus)
Exortação Final:

1. A preguiça e a distracção, têm impedido, que muitos filhos de Deus se equipem convenientemente contra Satanás!
2. Muitos têm subestimado o poder do inimigo, pensando que me poderá fazer Satanás, afinal não é Deus o meu próprio pai!
3. Devemos vigiar, para que o mundo nos não distraia com coisas secundárias!
4. O poder do Filho de Deus reside na sua comunhão constante com Cristo!
5. O filho de Deus é comparado a uma criança, que quando se encontra aflita, quando foge de outras crianças, que lhe querem fazer mal, corre e pega na mão do seu pai!

? Não te distraias nem sejas preguiçoso!
? Não subestimes o inimigo!
? Na caias em pecado, abrindo oportunidade ao inimigo!
? Toma toda armadura de Deus!

Submeta-se a Deus:

Tiago 4
7 Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
8 Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.
9 Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza.
10 Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.

Para sermos vitoriosos em batalha espiritual, precisamos discernir nossos próprios corações; precisamos andar humildemente com nosso Deus. Nossa primeira acção deve ser "Submetermos - nos a Deus." E "...resistirmos ao diabo!

A fortaleza da humildade /humilhação:

E satanás teme a virtude; tem horror da humildade e a odeia. Quando ele vê alguém humilde até se arrepia. Seu cabelo fica em pé quando os cristãos se ajoelham, pois a humildade é a rendição da alma a Deus. O diabo treme diante do humilde, porque nas mesmas áreas, onde ele anteriormente tinha acesso, ali agora está o Senhor, e satanás se aterroriza diante de Jesus Cristo, Ele é o Senhor!

? Precisamos entender que: satanás se alimenta/vive de nossa natureza terrena, da carne! Temos que encarar o fato de que a nossa natureza carnal, será sempre alvo do diabo.

Esta área da nossa vida se não for mortificada, concederá legalidade a actuação de Satanás!
Cada vez que um cristão se envolve em pecados sexuais, pornografia, lascívia e aborto, ele abre uma porta (brecha) para satanás.
De igual modo as murmurações, calúnia e traições, abrem a porta para acção do inimigo!

Lembrate:
Quando satanás bater à porta do teu coração com tentações; deixa que Deus atenda à porta, pois Dele é a casa (tua vida).
Quando o acusador vier condená-lo, por você não ter amor suficiente, sua resposta deverá ser, "É verdade, eu não tenho amor suficiente. Mas o Filho de Deus morreu por todos os meus pecados, inclusive pelo meu amor imperfeito!
? Submeta-se a Deus e peça lhe o amor e o perdão de Cristo!

Portanto, a chave principal para derrotar o diabo é a humildade. Humilhar-se é recusar-se a defender a própria imagem: você é corrupto e cheio de pecado em sua velha natureza!

Um fato verídico:

?Um certo ministro de libertação era usado com grande poder e autoridade na batalha espiritual. Um certo dia, ao expulsar um demônio, o inimigo olhou para ele e disse: me aguarde, eu ainda te pego. E saiu.

Meses depois, este ministro estava na rua, e uma jovem o pediu informações... conversa vai; conversa vem; quando se viu estavam entrelaçados em um hotel. O ministro distraiu, deu brecha. Em determinado momento, ao beijar a jovem, ela mordeu metade de sua língua, arrancando-a.

No mesmo instante, ela olhou para ele com voz trêmula e disse: Eu não disse que te pegaria!?
Perguntas para reflexão:

Sabendo que estamos num campo de batalha espiritual, o que deve ser a prioridade em nossa vida?

O homem é capaz de providenciar sua própria armadura na batalha contra poderes espirituais? De onde vem a armadura certa?

Qual parte da armadura precisamos para vencer o inimigo? (6:11,13).

Mateus 26
41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

I Coríntios 16
13 Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos.


A REALIDADE DA GUERRA ESPIRITUAL PESSOAL

elenycesantos.blogspot.com



A REALIDADE DA GUERRA ESPIRITUAL PESSOAL
Texto Básico: Daniel 1:1-19

INTRODUÇÃO:
Vivemos num conflito espiritual sem tréguas. Satanás não tira férias, nem folga nos finais de semana. Ele sempre está planejando contra nós, mesmo quando sofremos alguma perda. Ele não respeita o nosso luto ou sofrimento, é neste estágio de maior vulnerabilidade emocional e psicológica, que ele desfere os seus golpes malignos. Satanás não conhece o que é luta limpa. Ele é mau, perverso e destruidor. Precisamos, portanto, conhecer os seus desígnios para que ele não leve vantagem sobre nós. (2 Co. 2:10b-11)
Escolhemos o livro de Daniel para mostrar com clareza as estratégias sinistras do diabo, a fim de varrer de sua memória à LEI DE DEUS, contextualizando-o à cultura babilônica.

  1. PARTE HISTÓRICA:
AUTOR: Daniel, membro da família real, nascido em Jerusalém, em 623 a.C., aproximadamente durante a reforma do Rei Josias e no princípio do Ministério de Jeremias. Foi levado à Babilônia, por ocasião do 1 exílio, em 605 a.C. pelo monarca Nabucodunozor que não dispunha de número suficiente de cultos para a cúpula governamental. Por isso o Rei levou jovens saudáveis, de boa aparência e de alto nível cultural.

2. CENÁRIO RELIGIOSO DE JUDÁ:
Época mais sombria do judaísmo. Todos os alicerces da sua fé pareciam ter desaparecido. A cidade escolhida por Deus fora arrasada, o Templo projetado e habitado pelo Senhor, tornara-se um montão de cinzas e o povo fora levado cativo à terra idólatra da Babilônia. Foi nesse período que surgiram as sinagogas onde os judeus adoravam e liam a TORÄ. Da fé judaica só restavam as Escrituras com as promessas da aliança do Senhor para com os antepassados.
  1. CENÁRIO RELIGIOSO DA BABILÔNIA:
A religião da Babilônia centralizou-se em Bel Merodaque (Marduque) num grande templo. Ele era o senhor ou Bel (cognato de Baal), do panteão dos deuses da Babilônia. Anualmente, os sacerdotes traziam todos os deuses ou estátuas por ocasião da festa de Nisã, ao templo de Merodaque (deus supremo).
Nabucodonozor não se mostrou apenas um gênio militar, amante do luxo, edificador de monumentos,jardins e canais, mas também um homem muito religioso.
4.  ESTRATÉGIAS SINISTRAS E DESTRUIDORAS DE SATANÁS:
§  MUDANÇA DE NOMES: (Vs.7)
Sutileza maligna: Eles precisavam de cidadania babilônica.
Propósito: Varrer da memória deles o nome de "Jeová" , e consagrá-los aos deuses da Babilônia.
DANIEL: "Deus é meu juiz" = Betessazar: "Bel proteja a sua vida"
HANANIAS: : Jeová é gracioso" = Sadraque: "Servo de Aku" (deus lua)
MISAEL: "Quem é igual a Deus?" = Mesaque: "Quem é igual a Aku?"
AZARIAS: "Jeová ajuda" = Abede-Nego: "Servo de Nego = deus da sabedoria ou estrela da manhã.
§  ALIMENTAÇÃO: (Vs.5-6)
Sutileza maligna: alimentá-los com a comida do Rei
Propósito: Fazê-los pecar contra à Lei de Deus e entorpecer a mente (Oz.4:11).
§  EDUCAÇÃO:
Sutileza maligna: Ensiná-los a cultura e a língua dos caldeus.
Propósito: Contradizer os retos ensinos da Lei de Deus e construir sofismas (argumentos, teorias e razões da mente).
(2 Co.10:4-5) "As armas da nossa batalha espiritual não físicas (armas de carne e sangue), mas elas são poderosas em Deus, para demolição de fortalezas, refutando argumentos, teorias e razões, e todo orgulho que se levanta contra a verdade e conhecimento de Deus, levando todo pensamento e propósito cativo a obediência de Cristo" (Amp.)
  1. PASSOS PARA A VITÓRIA:
§  DETERMINAÇÃO (resolução, decisão, coragem, afoiteza): (Vs.8-13)
Resultado: Saúde e robustez (Vs.15)
§  PRUDÊNCIA (virtude que faz prever e procura evitar as inconveniências e os perigos: cautela, precaução):
Resultado: Sabedoria e inteligência 10 vezes mais (Vs.17-20)
§  FIDELIDADE (mesmo em face à morte): (Dn.3 e 6)
Resultado: A exaltação de Deus e livramento

TEMA: O PERFIL DO GUERREIRO
Texto básico: 1 Samuel 16:18
Exército de Deus
INTRODUÇÃO
Indiscutivelmente vivemos os últimos dias que antecedem o regresso do Senhor Jesus para arrebatar a Sua Igreja. Teólogos, leigos e, até a ciência, atestam unânimes que nos aproximamos do fim de todas as coisas. CRISTO JESUS ESTÁ VOLTANDO! Sua noiva se prepara com todo esmero para as bodas, desejando-a com o coração repleto de amor e ansiedade (maranata). A criação de Deus também geme (Rm.8:20-22), aguardando o momento da libertação do cativeiro da corrupção a que foi sujeito. A palavra profética cumpre-se, aceleradamente, diante dos olhos perplexos daqueles que a acompanham.

Não há dúvida, O FIM SE APROXIMA! "O dia do Senhor vem, já está próximo: dia ardente como fornalha; todos os soberbos serão como restolho; mas para os que temem o nome do Senhor nascerá o sol da justiça trazendo salvação em suas asas..." (Ml.4:1,2).
Estamos diante do momento mais importante de toda história da Igreja: "Os dias do fim", profetizado pelo apóstolo Paulo como tempo difíceis (II Tm.3:1-9).
Há crises pôr todos os lados e em todas as áreas: crises morais, sociais, existenciais, emocionais, políticas, econômicas, espirituais, etc. . Satanás tem levado o homem e o planeta Terra a conhecer o caos. Mas em meio a este quadro degradante, uma notícia animadora: DEUS LEVANTA O SEU EXÉRCITO com poder e glória, com força e ousadia para se opor e resistir ao avanço do mal em todas as suas formas.
Saiba-se em toda a terra e nas profundezas do inferno que os GUERREIROS DO SENHOR DOS EXÉRCITOS marcham pôr toda a parte, armados de toda a força do Espírito Santo, com a Palavra do todo poderoso que não pode falhar, cheios da autoridade de Jesus, o comandante em chefe, que os constituiu, sobre as nações e os reinos, para arrancar e derribar, para destruir e arruinar, e também, para edificar e plantar (Jr.1:10).
VOCÊ FAZ PARTE DESTE EXÉRCITO?
O general lhe convida para engrossar as fileiras do Seu Exército e tornar-se um herói de guerra condecorado. Nunca você conhecerá a derrota mas somente a vitória! (Rm.8:37).


20 de novembro de 2012

Estudo p/ Jovens na AD Alexandria RN em 19-11-2012 Tema: A intimidade do casal de namor...

elenycesantos.blogspot.com
Mensagens Diarias: Dia dos Namorados – A intimidade do casal de namor...

A intimidade do casal de namorados

É comum que um casal de namorados concorde com qualquer conceito que favorece o relacionamento deles. Mas, se algo dificulta usufruir do grande amor que um tem pelo outro, então isso não é bem-vindo, mesmo que venha da Bíblia e de Deus. Os apaixonados são cúmplices, se entendem muito bem e acham que ninguém é capaz de compreender a dimensão do amor que têm.
Alguns casais acham que ter relações sexuais no namoro, é um meio de se conhecerem melhor e provarem o amor mútuo, mesmo que esse seja um argumento simplista demais. Pelo fato de namorarem a alguns meses, acham que “se conhecem muito bem”. Muitos quando começam o namoro, não concordam com isso, mas, como “o amor é cego”, com o tempo esse pensamento cai por terra. Os anticoncepcionais facilitam essa prática.
Quando o casal está de acordo, essa aventura se concretiza facilmente. Porém, o que muitos não sabem é que na hora mais esperada as coisas não acontecem como imaginadas. A falta de experiência, o sentimento de culpa, o medo de serem descobertos e a necessidade de manterem o fato escondido, se torna um tormento e não um prazer. Sem falar na possibilidade de uma gravidez indesejada e possíveis doenças sexualmente transmissíveis. E aí, aquilo que poderia ser um prazer, pode se tornar um terror que poderá permanecer por toda a vida, pois a consciência é a única namorada da qual jamais poderemos nos livrar. Quanto à falta de experiência, ninguém precisa treinar para isso, ela acontece naturalmente no casamento. Os órgãos genitais não se atrofiam e facilmente se ajustam, pois são feitos de músculos.
A chamada “prova de amor” com o sexo antes do casamento, é exatamente falta de amor. A Bíblia diz que “o amor não pratica o mal contra o próximo” (Rm 13.10). E o sexo no namoro é um mal a si e ao próximo, pelas razões já citadas e tantas outras. A desconfiança paira na relação. Se ele e ela não foram capazes de esperar até o casamento, poderão suportar um caso dentro casamento? Se não foram capazes de dizer “não” antes do casamento, qual será a resistência para não dizerem um outro “sim” fora do casamento? Que modelo darão aos filhos ao ensinarem os bons princípios de conduta nessa área? É claro que Deus perdoa esse pecado, mas a cicatriz fica.
A intimidade do casal deve ser no coração, não nos órgãos genitais com carícias e relações sexuais. Um casal de namorados que não desenvolve uma verdadeira amizade, se torna mais vulnerável, mesmo depois do casamento. O calor da paixão na adolescência é pouco consistente como prova para os anos seguintes. Essa é uma fase de mudanças rápidas no corpo e nas emoções. Sabe-se que um adolescente pode se apaixonar em média até cinco vezes antes de completar vinte anos. Cada um deve se guardar para aquela pessoa com a qual se viverá por toda a vida depois do casamento.
Volto a citar os anticoncepcionais, para dizer que eles não fazem bem para uma menina adolescente. Por impedir a ovulação, eles alteram o ciclo menstrual, podendo até provocar esterilidade. Se o uso de pílulas acontecer por muito tempo, a moça poderá ter sua menstruação completamente interrompida, exigindo um complexo tratamento posterior. Em nome do amor paixão, não compensa abusar do próprio corpo com pílulas e práticas sexuais com uma pessoa que você não tem aliança com ela. A satisfação de alguns minutos não podem superar a tortura de dias, meses e anos pela frente. Por mais que se queira negar, é impossível viver em paz no pecado.
As implicações das intimidades físicas no namoro são muito abrangentes. Os pais não concordam e sofrem com elas na vida de seus filhos. Que amor é esse que provoca lágrimas quentes no rosto de uma mãe e de um pai com uma filha que perdeu a virgindade com o namorado, ou com uma gravidez inesperada? Que pai ou mãe se orgulha de ter um filho com fama de garanhão? Quem gostaria de conviver com lembranças indesejadas quando na cama com seu cônjuge e lembrar de outras relações sexuais com uma pessoa que faz parte do passado?
Enquanto escrevo esta página, estou completando 29 anos de namoro com minha esposa. Ela foi minha primeira namorada e eu fui seu primeiro namorado. Éramos adolescentes quando começamos o namoro, sem experiências e muitas instruções, mas Deus nos preservou maravilhosamente com sua graça. Eu tenho dito que não temeria mostrar literalmente o filme de nosso namoro para ninguém. É verdade que tivemos nossos momentos quentes de emoções fortes, mas nada que nos comprometesse à luz dos padrões de Deus revelados em sua Palavra, a Bíblia. O que nos ajudou a ter um namoro positivo, foi o nosso compromisso com Deus e o seu Reino. Sempre fomos envolvidos com a obra do Senhor, líamos a Bíblia e orávamos juntos. Isso certamente fez a diferença.
Estou escrevendo sobre a intimidade dos namorados, mas não posso deixar de mencionar a importância da intimidade dos pais com seus filhos. Não tenho dúvidas em afirmar que muitos namoros indecorosos são reflexos de filhos carentes de afeto e amor por parte de seus pais. Todos nós temos uma espécie de balão emocional. Os pais são os primeiros responsáveis em manter esse balão cheio na vida de seus filhos. Isso acontece na vida comum do lar, com palavras, ações e reações. Quando a criança cresce e chega à adolescência com esse balão vazio, ela se torna presa fácil em uma paquera e pouco se faz necessário para ela se entregar incondicionalmente a alguém, devido o vazio que precisa ser preenchido. Antes de qualquer outra coisa, o jovem quer amizade, afeto, respeito, carinho. Quando ele tem isso, muitas vezes não acontece a intimidade física no namoro. Ela é reservada para o casamento.
A intimidade física no namoro não compensa. O que é feito em nome do amor, tantas vezes acaba com a auto-estima. Muitas moças engordam muito na adolescência com o uso de anticoncepcionais. Isso sem falar em muitos gastos na tentativa de superar as conseqüências de uma decisão sem sabedoria. Ninguém terá uma vida sexual saudável fora do casamento. Deus estabeleceu isso e ninguém será capaz de mudar. Quando tentamos quebrar as leis, na verdade estamos quebrando a nós mesmos.
Acima de tudo, a intimidade do casal deve ser com Deus. A Bíblia diz: “O SENHOR confia os seus segredos aos que o temem, e os leva a conhecer a sua aliança” (Sl 25.14). E mais: “Deleite-se no SENHOR, e ele atenderá aos desejos do seu coração. Entregue o seu caminho ao SENHOR; confie nele, e ele agirá” (Sl 37.4-5). Deus deve ser o centro de um namoro abençoado. Se ele for colocado em primeiro lugar, o casal terá toda a direção, sabedoria e equilíbrio para lidar bem com todas as situações. O prazer da comunhão com Deus nunca pode ser subestimado pelo prazer da intimidade no namoro. Se assim for feito não será Deus que atenderá os desejos do nosso coração, mas nós mesmos satisfazendo os desejos carnais, egoístas e contrários à vontade de Deus, o que só trará tristezas, mesmo que precedidas de efêmeras alegrias. Quem tem intimidade com Deus, tem intimidade certa, na hora certa, com a pessoa certa devidamente. Não devemos nos amoldar ao padrão de namoro deste mundo, mas nos mantermos firmes na Palavra de Deus, renovando a mente com tudo o que for verdadeiro, nobre, correto, puro, amável, de boa fama, e tudo o mais que for excelente e digno de louvor (Rm 12.2; Fp 4.8).
Que Deus nos abençoe
Antônio Francisco
http://www.achologia.com

Pureza e propósito no namoro

http://www.facebook.com/msgdiarias
Pureza e Propósito no Namoro
Querer namorar é natural na vida dos solteiros. Durante os séculos recentes, a prática do namoro para conhecer e escolher um parceiro para o casamento se tornou comum na nossa sociedade. Podemos nos admirar ao notar que a Bíblia fala muito pouco a respeito do namoro, mas precisamos lembrar que o namoro não era a maneira comum de caminhar para o casamento na época bíblica. Os pais freqüentemente arranjaram os casamentos dos filhos, como ainda é o costume em muitas culturas. O amor romântico e as emoções da paixão não eram destacados como são hoje.
Algumas pessoas citam a falta de orientação específica nas Escrituras para justificar a aceitação dos padrões do mundo em relação ao namoro. Até jovens que se dizem cristãos, às vezes, começam a namorar sem pensar nos princípios bíblicos que devem governar o seu comportamento. Despreparados, facilmente caem nas ciladas que o Diabo armou. Alguns cometem imoralidade, enquanto outros namoram de olhos fechados e escolhem mal os seus parceiros. Em ambos os casos, as conseqüências podem ser desastrosas.
Embora a Bíblia não apresente uma lista de regras para o namoro, encontramos nas suas páginas muitos princípios que podemos e devemos seguir para ter namoros puros que caminhem para casamentos bons e felizes.
Fatos e princípios importantes
Trate a sua namorada como se fosse sua irmã. O homem cristão deve tratar “às moças, como a irmãs, com toda a pureza” (1 Timóteo 5:2). Tal atitude certamente se aplica ao namoro. A sua namorada não é um objeto feito para seu prazer, e sim uma pessoa feita à imagem de Deus. Respeite-a.
Evite o egoísmo, pois é pecado (2 Timóteo 3:2). Muitas pessoas namoram e até se casam por motivos egoístas. O amor verdadeiro “não procura os seus interesses” (1 Coríntios 13:5), e sim procura o bem-estar do amado. O amor de Jesus para a igreja não é egoísta. Ele se sacrificou por ela, e pede a mesma coisa do homem em relação à esposa (Efésios 5:25-33). Este amor puro e verdadeiro deve começar no namoro.
Estimule o amor e as boas obras (Hebreus 10:24). Os dois devem crescer no namoro, um ajudando ao outro a realizar seu potencial, especialmente no sentido espiritual. Um namoro que ocupa todo o tempo livre da pessoa, e que dificulta o seu serviço a outros, não ajuda o desenvolvimento pessoal.
Seja criterioso (Tito 2:6). Diz-se que o amor é cego, mas que o casamento abre os olhos! Deve se namorar com os olhos abertos, observando o comportamento e o caráter da outra pessoa. Ele a traiu durante o namoro? Será que se mostrará fiel no casamento? Ela mente aos outros? Será que sempre lhe dirá a verdade? Ele é explosivo e fisicamente violento agora? Acha que vai controlar esses impulsos depois de se casar? Em muitas conversas com casais que enfrentam problemas no casamento, eu pergunto se as atitudes erradas se apresentaram no namoro. Na maioria dos casos, a resposta é sim. Mas, quase sempre, acrescenta-se um fato: “Mas eu não me incomodava com aquilo, porque eu estava apaixonado e queria casar”. Precisa-se namorar de olhos abertos!
Evite pecados de sensualidade. A sociedade decadente atual perverte muito o sentido do namoro. Programas de televisão fazem concursos de beijos sensuais. O “Dia dos Namorados” é conhecido por aumentos de vendas de lingerie e propaganda de motéis. Para muitos, a prática sensual de “ficar” vem antes de conhecer o nome da pessoa, e sem nenhum compromisso pessoal. Em muitas escolas, relações sexuais ilícitas são consideradas normais, e até incentivadas pelas conversas entre alunos e professores. A vontade de Deus é outra. Independente das atitudes liberais da sociedade, Deus considera errada qualquer relação sexual fora do casamento. Relações íntimas fazem parte do casamento conforme o plano de Deus, porém “Deus julgará os impuros e adúlteros” (Hebreus 13:4). O servo de Deus precisa fugir da impureza, porque a imoralidade é pecado contra o próprio corpo, que é o santuário do Espírito Santo (1 Coríntios 6:18-20; veja também Gálatas 5:16,19; 1 Coríntios 7:9).
Não é só o ato sexual em si que é pecaminoso. Devemos evitar, também, as atividades e as conversas que alimentam desejos sexuais. Pessoas do mundo podem considerar passeios à praia, noites numa danceteria ou horas a fio agarrados no portão da casa atividades normais para os namorados, mas os cristãos não seguem o padrão sensual do mundo. Algumas perguntas podem ajudar a evitar a imoralidade. O seu nível de contato físico os aproxima de Deus, ou os afasta dele? A sua roupa aumenta o respeito que seu namorado tem por você, ou cria nele desejos que podem ser difíceis de controlar? Se assistirem àquele filme, serão edificados ou enfraquecidos?
Respeite o papel dos pais durante o namoro. Durante o namoro, alguns jovens quase evitam os pais e não freqüentam as casas das famílias, sempre procurando sair para outros lugares. Na Bíblia, observamos que os pais freqüentemente aconselhavam os seus filhos na escolha de seus parceiros. Em alguns casos, os filhos já eram adultos, mas ainda respeitavam a orientação dos pais (veja Gênesis 24:3-4; 28:6; 34:4-6). Os pais normalmente têm muito a oferecer, porque já passaram pelas fases do namoro, do noivado e do casamento. Têm aprendido de outros casais, também, ao longo dos anos. Seria um grave erro não aprender com a sabedoria dos pais. “Filho meu, guarda o mandamento de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe” (Provérbios 6:20). Muitos casais sofrem hoje porque se mostraram teimosos e não respeitaram os pais no namoro.
Estejam um ao lado do outro no namoro. Entendemos que o namoro tem em vista, como propósito principal, a escolha de um bom parceiro para o casamento. Gênesis 2:20-24 mostra que Deus criou a mulher para auxiliar (do lado de) seu marido. A vida do casal deve ser dedicada ao serviço a outros (filhos, parentes, vizinhos, irmãos em Cristo, Deus, etc.). Se será assim no casamento, deve começar assim no namoro. Procurem ser uma equipe de servos, os dois trabalhando juntos para fazer o bem.
Casais bem-sucedidos
Durante o namoro devem se espelhar em casais bons. Observar casais conhecidos que têm relações especialmente boas ajuda bastante. Agora, considere esses casais à luz das Escrituras. Achamos instruções e exemplos de casais bem-sucedidos.
Áqüila e Priscila trabalharam juntos no ensinamento de Apolo (Atos 18:26) e foram considerados por Paulo cooperadores em Cristo (Romanos 16:3). Uma igreja se reunia na casa deles (Romanos 16:5).
O casal em Provérbios 31 é uma equipe. Este capítulo, a partir do versículo 10, descreve as características da mulher virtuosa. Em parte por causa da dedicação dela, o marido é respeitado na sua cidade. Ela é, acima de tudo, uma serva.
Presbíteros e diáconos e suas mulheres cooperam no serviço a outros. Observamos nas listas de qualificações desses homens (Tito 1:5-9; 1 Timóteo 3:1-13) que eles se preparam para os seus papéis na igreja, em parte, por suas experiências na família. Se não tivessem esposas dedicadas trabalhando em prol da família, esses homens não teriam condições de cumprir papéis especiais na igreja do Senhor. Esta atitude de cooperação, um servindo ao lado do outro, deve começar já no namoro.
Olhando nas direções certas
Muitos namoros levam a casamentos fracassados por um simples motivo. Durante todo o período do namoro, os dois olham nas direções erradas. Olham para si mesmos, procurando satisfazer desejos egoístas. Olham um para o outro, esquecendo do resto do mundo e perdendo oportunidades para servir. Passam horas admirando a beleza física do outro, ou exagerando o contato físico. Embora precise ser realista sobre as suas próprias necessidades, e precise observar o comportamento e as atitudes do outro, o namoro bom mantém seu foco fora do próprio casal. Deve-se olhar para onde?
Deve-se olhar para Deus. Em todas as circunstâncias da vida, devemos olhar em primeiro lugar para Deus. Jesus disse: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento” (Mateus 22:37-38). O namoro que tira a sua atenção das coisas de Deus não ajudará o seu crescimento espiritual. Se, de fato, você ama o seu namorado, faça tudo para ajudá-lo chegar ao céu. Não se esqueça de olhar para cima!
Deve-se olhar para os seus próximos. Jesus continuou: “O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22:39). Quando um casal de namorados se isola, dedicando quase todo o seu tempo ao namoro, desobedece o mandamento de Jesus. O namoro, como a vida, deve ter como fundamento os princípios de serviço a outros. Não se esqueça de olhar para as pessoas ao seu redor!
Sugestões práticas
Quer um namoro que seja bom para você e para seu namorado? Quer estabelecer a base para um bom casamento que durará a vida toda? Quer, acima de tudo, agradar a Deus no seu namoro e na sua vida? Procure aplicar na prática os seguintes princípios:
Limitem e controlem o contato físico, evitando criar ou alimentar desejos sensuais.
Respeitem um ao outro como irmãos, criados pelo mesmo Pai celeste.
Não se isolem durante o namoro. Sejam abertos para servir a outros.
Dêem prioridade para as coisas espirituais. Participem juntos de estudos e períodos de louvor. Estudem a Bíblia juntos.
Procurem oportunidades para servir.
Cultivem uma relação espiritual e saudável que incentive o crescimento dos dois.
Orem juntos, pedindo que Deus abençoe seu namoro, e mais ainda seu futuro casamento!
-por Dennis Allan