21 de outubro de 2012

Quando o Líder Erra

Quando o Líder Erra
Durante essa caminhada com Cristo eu já errei muitas vezes. Errei com amigos, com namoradas, com líderes e liderados. Já fui amado, odiado, inocentado e outras vezes julgado sem direito a defesa.
Já tive líderes burocráticos, materialistas, amorosos e outros falsos. Já vi complô, nepotismo, jogo de interesses, mas também já presenciei homens de fé, dedicados a oração, pagando um preço alto para se manterem fiéis e dedicados ao rebanho.
Já fui relativista e já tive momentos de extremista. Já disse: “não tem nada a ver” assim como: “ou isso é do diabo ou isso é do Senhor”.
Magoei e fui magoado. Ajudei muitos a se achegarem ao Senhor e outros tantos a crescerem na fé, mas também decepcionei.
Contudo neste tempo de caminhada com o Senhor aprendi três coisas que levo para a vida toda e quero compartilhá-las com vocês:
1 – Não sou um Super-Homem
Lamento te decepcionar, mas eu não sou um super-homem. Sou de carne e osso, pecador e miserável como qualquer um e necessito a cada dia da graça de Deus para me manter de pé.
Qualquer um que pense o contrário está fadado a depositar em si mesmo a confiança e com isso tirar o mérito da cruz e da graça e colocar em si mesmo. Julgar-se-á superiores aos outros, subjugará o povo e imporá os seus desejos ao povo e não os anseios do Senhor;
Sou ser humano, posso errar. O que não devo de forma alguma é me entregar ao erro e permanecer nele.
Paulo, o apóstolo, que se dizia, o principal dos pecadores, nos deixou um texto lindo e que guardo em meu coração:
“Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!” (1Co 10.12)
2 – Não se condenem no que você aprova
Outro erro com que vejo é o peso espiritual que muitos de nós líderes, colocamos no rebanho. Apertamos as rédeas do povo, mas afrouxamos as nossas. Não faça isso!
Se você prega dizimo, seja um exemplo de dizimista; se fala sobre relacionamentos, que sua família seja referência no mesmo, cuide de sua esposa, filhos; se você se declara evangelista, vá subir morro, pregue na rua, ônibus, o que não falta é lugar, mas, por favor, não viva uma vida de aparências com um discurso que você mesmo não segue. Ou mude de vida ou de discurso.
Jesus quando caminhou sobre a terra encontrou um grupo de ‘santarrões’ fariseus e a eles disse o seguinte em Mateus 23.2-3:
“Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam.
Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los.”
Não se condene naquilo que você aprova.
3 – Amor acima de tudo
Você foi chamado para cuidar de vidas, o foco são pessoas e não objetos.
Antes de julgar, ame. Antes de proferir uma sentença, ame. Foi magoado, ame. Irmãozinho caiu em pecado, ame. Só assim atrairemos prostitutas, homossexuais, drogados, assassinos, estupradores, ladrões para dentro da igreja e somente assim eles poderão ter a chance de mudar de vida. Afinal, a igreja é para isso, não é?
Lembre-se, não é você que convence o homem do pecado, da justiça e do juízo, esse papel não é seu, é do Espírito Santo, contudo o seu papel é amar. Que forma linda de mostrar o quanto Deus é amor quando alguém enxerga Deus através de você.
Se você foi ofendido por um líder entenda que ele também está nesta caminhada rumo à estatura de varão perfeito que só teremos na glória (Ef 4.13). Assim como você, ele é humano. Abra seu coração.
Se você é líder e ainda não entendeu que é humano e o foco são pessoas, te convido a rever seus conceitos, sua fé e seu ministério. Se não o fez por falta de acompanhamento, entenda também que caminhar sozinho é suicídio. Líderes também erram e também precisam de aconselhamento e consolo. Se você vê pessoas como objetos ou forma de ganhar dinheiro, quero te lembrar da oportunidade de mudar de “profissão” o mais rápido possível, vá ser medico, padeiro, gari. Porque uma das certas promessas de Deus é que Ele vingará o rebanho dos maus pastores (Jr 23).
No mais sou só eu, um jovem que ainda tem muito que aprender, mas que sentiu o desejo de compartilhar com cada um de vocês algumas experiências e dizer que eu acredito nas pessoas. Acredito no ser humano, acho que podem ser melhor e fazer melhor. Acredito na Igreja do Senhor e que Ele mantém vivo os seus remanescentes que não se vendem nem se corrompem e estão dispostos a pagarem o preço pela sua fé, mesmo que não seja necessário, mas estão dispostos, e, pela graça e somente pela graça sou um deles.
Na paz dAquele que levanta o caído e nos faz amados e renovados,
Att.
Pr. Felipe Heiderich
www.felipeheiderich.com