16 de agosto de 2012

Reação a tempos difíceis


Reação a tempos difíceis






"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:

há tempo de nascer e tempo de morrer;

tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;

tempo de matar e tempo de curar;

tempo de derribar e tempo de edificar;

tempo de chorar e tempo de rir;

tempo de prantear e tempo de saltar de alegria;

tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras;

tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;

tempo de buscar e tempo de perder;

tempo de guardar e tempo de deitar fora;

tempo de rasgar e tempo de coser;

tempo de estar calado e tempo de falar;

tempo de amar e tempo de aborrecer;

tempo de guerra e tempo de paz."

(Eclesiastes 3:1-8)

É muito fácil viver dias de risos, ganhos e paz. Não temos nenhuma dificuldade em aceitar passar por dias felizes, mesmo que não mereçamos os mesmos.

Porém (e isso é bíblico), também teremos dias difíceis, de lutas e tristezas, os quais, por muitas vezes, questionamos ao Senhor o que fizemos para merecê-los.

E a diferença entre o ímpio e o justo é justamente a forma como este último reage (ou pelo menos, deveria reagir) a esse "tempo".

O Deus que nos ama, quer cumprir seu pleno propósito em nossas vidas. Ocorre que se algo não ocorre da maneira como projetamos, ficamos desiludidos, achando que o Senhor se esqueceu de nós. Porém, devemos lembrar que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, e por isso, até os momentos difíceis podem ser transformados em edificação. Portanto, não pergunte ao Senhor:

"Por que estou passando por isso ?" mas sim, "Para que estou passando por isso ?

O que o Senhor quer de mim ?"

Tenha certeza de que Ele lhe dará uma nova visão, e mostrará os valores que deverá extrair, até mesmo das piores situações.