29 de fevereiro de 2012

Cinco coisas que o Senhor não pode fazer

elenycesantos.blogspot.com

Cinco coisas que o Senhor não pode fazer


Sl 24.1

Introdução:
Deus é todo poderoso, não há nada impossível para Ele, porém encontramos na Bíblia Sagrada que existe algumas coisas que Ele não pode fazer:

1) Não pode mentir.
Tt 1.2 ? Em esperança da vida eterna, a qual Deus , que não pode mentir, prometeu antes dos tempos Cinco coisas que o Senhor não pode fazer
Sl 24.1
? (Jo 3.16), (Nm 23.19) ? Deus não é homem para que minta...? (Jo 8.32) Mas sim homem da verdade.

2) Não pode salvar pessoas que desprezam sua graça.
Jo 3.5 ?... aqueles que nasceram da água e do espírito não podem entrar no reino de Deus.? (Hb 10.26) ?Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifícios pelo pecados.?

3) Não pode condenar os que estão em Cristo.
Rm 8.1) ? Nenhuma condenação há para quem está em Cristo Jesus...?? (Jo 3.18) ? Quem crer nele não é condenado, mas quem não crer já está julgado...? (Rm 8.34) ?Quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes quem ressurgiu dentre os mortos...?

4) Não pode rejeitar nossa oração
Jo 16.23b ? ... tudo quanto pedirdes a meu pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.? (At 12.5) ?... mas a Igreja orava com insistência a Deus por ele.?

5) Não pode abandonar aquele que nele crer.
Sl 37.25 ? Fui moço, agora sou velho, mas nunca vi desamparado o justo nem a sua descendência mendigar o pão. (Hb 13.5b ) ? ...ele disse: não te deixarei, nem te desampararei.? (Jo 14.18) ? Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.?

Acorda dorminhoco!

elenycesantos.blogspot.com


Acorda dorminhoco!


Desperta, ó tu que dormes!
?Pelo que diz: desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e cristo te esclarecerá.? Efésios 5.14 (arc).

Despertar: Acordar, tirar do sono.
O sono e a morte são equiparados entre si; e ambas essas coisas servem de figuras simbólicas da alma que, devido a morte espiritual e às trevas, ficam separadas da fonte de luz e vida que é Cristo Jesus. A vereda descendente pode começar com o que se pensa ser algo de somenos. As ninharias se multiplicam na vida do indivíduo, e não demora que ele comece a tolerar os pecados antigos, sendo destruído por eles, perdendo a luz de Cristo em sua vida. (nti)


Deixe a mentira

Pelo que deixai a mentira e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
Efésios 4.25. (arc).
?....mentira....? No grego é ?pseudos?, qualquer tipo de ?falsidade?, proferida ou vivida. O anticristo é retratado no N.T. como quem realizará ?prodígios da mentira?, isto é, supostos milagres que iludem, como também meras palavras podem ser usadas para enganar. (Ver II Tes. 2:9). A mentira é uma das características do diabo, por ser ele o ?pai da mentira? (ver João 8:44). E pode-se mentir tanto com as palavras como com a conduta diária. (nti).

Tenha linguajar puro

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.
Ef. 4. 29. (arc)
?...palavra torpe...? é tradução do termo grego ?sapros?, que significa ?podre?, ?decadente?, usada para indicar peixe, carne ou vida vegetal estragados, ou seja, figuradamente, ?mau?, ?corrupto?, ?imoral?, dando a idéia de ?torpeza?. (nti).

Não seja imoral

Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicador, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus.
Ef.5. 5. (arc)
O apóstolo Paulo sabia, bem como os efésios, com certeza absoluta, que todos os indivíduos (quer dentro da igreja, quer fora dela), sendo imorais, impuros ou avarentos (i.e., amando as coisas do mundo mais do que a Deus) estavam fora do reino de Cristo. Os profetas do AT assim ensinaram com forte convicção (ver Jr 8.7 nota; 23.17 nota; Ez. 13.10 nota), bem como os apóstolos e a igreja do NT (ver I Co 6.9 nota; Gl. 5.21 nota). Quem cometesse tais pecados evidenciava claramente que não era salvo; que não tinha vida em Deus (ver Jo. 8.42 nota; I Jo. 3.15 nota). (bep).

Não se deixe enganar

Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.
Ef.5. 6. (arc).
Paulo sabia que alguns falsos mestres diriam aos efésios que não precisavam temer a ira de Deus contra eles, por causa de sua imoralidade. Por isso, ele os admoesta: ?Ninguém vos engane?. Fica claro, aqui, que alguém pode ser enganado a ponto de crer que pessoas imorais têm herança no reino de Cristo. (bep).

Ande como filho da luz

Porque, noutro tempo, éreis trevas, mas, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.
Ef. 5. 8. (arc).
Paulo deseja que os crentes façam mais do que se abster das coisas que trazem a ira de Deus. Eles devem viver como filhos da luz (Cl. 1.13, nota). O resultado da união dos crentes com Cristo, aquele que é ?a luz do mundo? (Jo. 8.12; 9.5), é que eles também são feitos ?luz do mundo? (Mt 5.14). (beg).

Condene as obras das trevas

E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas, antes, condenai-as.
Ef. 5. 11. (arc).
Aquele que é em tudo leal a Cristo, não pode ser neutro, nem manter silêncio quanto às ?obras infrutuosas das trevas? (v.11) e à imoralidade (vv.3-6). Deve sempre estar pronto a desmascarar, repreender e denunciar o mal em todas as suas formas. Bradar sinceramente contra toda a iniqüidade é odiar o pecado (Hb. 1.9), tomar posição com Deus, contra o mal (Sl. 94.16) e permanecer fiel a Cristo, o qual também denunciava as obras das trevas (Jo. 7.7; Is 15.18-20; cf. Lc. 22.28). (bep).

Desperte do sono espiritual

E isto digo, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.
Romanos 13. 11. (arc).
?...despertarmos do sono...? A preguiça e a sonolência espiritual devem deixar de caracterizar o crente. Essa palavra dá a entender um estado de estupor mundano, de descuido ou negligência, ou de simples insensibilidade ou indiferença para com as realidades espirituais, atitudes errôneas essas que caracterizam até mesmo muitos crentes que fazem profissão de dar crédito no fim próximo de nossa era ou dispensação, devido ao segundo advento de Cristo. (nti).

Conserve vivo o dom de Deus que você recebeu

Por este motivo, te lembro que despertes o dom de Deus, que existe em ti pela imposição das minhas mãos.
II Timóteo 1.6. (arc).
?...despertes o dom de Deus...? O ?dom? (gr.charisma) concedido a Timóteo é comparado a uma fogueira (cf. I Ts. 5.19) que ele precisa manter acesa. O ?dom? era, provavelmente, o poder específico do Espírito Santo sobre ele para realizar o seu ministério. Note aqui que os dons e o poder que o Espírito Santo nos concede não permanecem automaticamente fortes e vitais. Precisam ser alimentados pela graça de Deus, mediante nossa oração, fé, obediência e diligência. (bep).

Deixe-se admoestar

E tenho por justo, enquanto estiver neste tabernáculo, despertar-vos com admoestações.
II Pedro 1.13. (arc).
Pedro tinha consciência que era sua obrigação, admoestar os cristãos de então a ?despertar?, afim de que estivessem preparados para o encontro com o Senhor nos ares. DESPERTA, Ó TU QUE DORMES!

A Televisão é o meu pastor...

elenycesantos.blogspot.com

A Televisão é o meu pastor...
Leia atentamente o Salmo 23, o salmo do bom pastor, e considere esta paráfrase do outro lado do Salmo 23, dentro de um contexto da televisão:

1. O televisor é o meu pastor e tudo me faltará.
• Me faltará tempo – para ler a Bíblia e para orar; para brincar com meus filhos e ler para eles; para conversar com a minha família; para ter comunhão com meus irmãos e amigos.
• Me faltará esperança – porque os noticiários me encherão de medo do futuro.
• Me faltará amor – porque a violência do meu semelhante vai me incentivar a odiá-lo.
• Me faltará fé – porque a minha mente estará alimentada por sentimentos de derrota, e os meus pensamentos estarão alimentados pelas circunstâncias.

2. Ele me induz a deitar-me sobre a poltrona da acomodação.
• E eu fico preso, horas por dia, aos seus ensinamentos amaldiçoados.
• Quando volto do trabalho, prefiro estar com ele a estar com a minha família, a visitar alguém, a ler ou a conversar.
• Acho difícil me concentrar em reuniões da Igreja (são muito demoradas e maçantes), enquanto que diante da TV não vejo o tempo passar.
• Enquanto o mundo “acontece” diante dos meus olhos, meu tempo de servir a Deus se escoa pelos esgotos imundos.

3. Ele me leva a beber águas poluídas e contaminadas.
• Medito o dia inteiro no que vejo na TV – na injustiça, na pornografia, na violência, na corrupção, na crueldade.
• Vivo entorpecido pelo engano do diabo, pelo pecado, pelo mundanismo e pela minha própria carnalidade.
• Quando não tenho tempo de estar com o meu televisor, sinto saudades dele.

4. Minh’alma vive em tormento.
• Não consigo viver por fé no que Deus promete, se o que “vejo” é tão contrário ao que a Palavra de Deus me diz.
• Passo meus dias preocupado – com o futuro, com o dinheiro, com o suprimento.
• Nem durmo bem à noite, nas poucas horas que o televisor me autoriza a dormir!

5. Guia-me pelos caminhos do pecado.
• Ele apaga da minha mente o sentido da palavra santidade.
• A porta larga é o caminho que estou escolhendo seguir porque acho o caminho estreito de Jesus algo ridículo (e intangível).

6. Ainda que eu visite a Igreja ou leia a Bíblia de vez em quando, mesmo assim, vivo cheio de medo.
• Tenho medo de perder a saúde, o emprego, o dinheiro, a família.
• Tenho medo de ser diminuído, desconsiderado, humilhado, criticado.
• Tenho medo do dia de amanhã.
• Tenho medo da vida; tenho medo da morte.

7. Porque não consigo desligar o meu televisor...
• Todo primeiro dia do ano, prometo, a mim mesmo, que vou começar uma vida nova – com mais compromisso e responsabilidade pelo encargo de Deus.
• Meu televisor não me permite cumprir as minhas promessas.

8. ...o seu domínio me atormenta.
• Se agendo um compromisso, quando “converso” com meu televisor, ele me convence a esquecê-lo, em favor de uma de suas programações convincentes.
• Invento qualquer desculpa para não perder nenhum capítulo dos seus seriados “picantes”.
• Novelas me atraem, filmes me atraem, programas de humor me atraem, noticiários me atraem, programas de auditório me atraem.
• E essa atração me domina completamente.
• Estou praticando a mentira!

9. Quando me defronto com os meus inimigos, sinto-me impotente – e fujo deles correndo!
• Não prego o Evangelho para ninguém, porque sinto vergonha de falar de algo tão “fora da realidade” como a Palavra de Deus.
• Não sou capaz de orar por um enfermo. Afinal, se ele não for curado – como ficará a minha reputação? Mesmo porque, também não acredito que possa sê-lo!
• Se vejo alguém com problemas, eu me calo. Afinal, não consigo vencer nem as minhas próprias lutas...; o que poderia falar a outros?

10. A unção de Deus me falta.
• Se vou orar, não tenho assunto com Deus.
• Tenho facilidade para reclamar e não encontro motivos para louvar a Deus.
• Se passo por dificuldades, vejo milhões de gigantes, e me escondo de Deus.
• Eu poderia chorar diante de Deus, mas me faltam lágrimas.
• Não posso ajudar a ninguém, visto que também preciso sempre de ajuda.
• Eu moro em um deserto e estou completamente seco.

11. Imoralidade, violência e vaidade certamente me seguirão todos os dias da minha vida...
• Não sei o que posso fazer para mudar o curso da minha vida.
• Desligar o meu televisor não posso – não conseguiria viver sem diversão e entretenimento.
• Sinto que o meu futuro será como o presente: cheio de desânimo, incredulidade, resistências espirituais, maldições não quebradas e derrotas.
• Minha “mesa” estará farta de comida podre – recheada de fezes!

12. ...e perderei o Reino do Senhor, padecendo horrores na tribulação longe da Casa do Senhor.
• Não tenho motivação para fazer nada que corte a entrada do mundo, do pecado e dos conselhos de Satanás em minha casa.
• Meu futuro está garantido longo do Reino. Mas isso não importa..., afinal, estou salvo. Não acho que o galardão seja tão importante assim...
• Devo confessar essa palavra, crendo que sucederá: - O Reino virá, mas eu não farei parte dele, porque Deus disse que ele é para os crentes vencedores e eu sou um derrotado!

Oração de combate
“Senhor!
Abre os olhos espirituais dos teus filhos, para que fechem a torneira da enxurrada do mundo em sua mente – ligada diretamente à fonte do propósito de Satanás: matar, roubar e destruir a comunhão, a adoração, a posição e a manifestação daqueles que têm sido chamados segundo o teu propósito!”


A roupa do crente

elenycesantos.blogspot.com



Mas satanás tomando ocasião na vida do homem introduziu o pecado na sua vida. O homem não calculou, ou não raciocinou de maneira sã, e por isso foi despojado por satanás; ele despiu o homem e deixou-o espiritualmente nu.
O agente de satanás, o pecado, quebrou o elo entre Deus e o homem; sua espiritualidade tornou-se medo, desconfiança e subterfúgios, obras do seu imaginário; o homem morreu como advertiu Deus o Senhor.
O homem ferido à margem do caminho retrata a triste condição da humanidade. Depois do inimigo despi-lo, feri-lo, deixou-o à beira do caminho, desalentado e carente e salvação.

Vejamos meus queridos algumas condições ilustradas do Homem:    

1  Adão quando caiu:
Na queda de Adão ele perdeu a espiritualidade que Deus lhe deu:
a)    Percebeu que estava nu ? fala da revelação da condição humana diante de Deus.
b)    Coseu folhas de figueira ? quando o homem perdeu o manto da inocência, os seus atos se tornam um retrato de si mesmo.
c)    O ato de fazer uma roupa para se cobrir ? ilustra muito bem o pensamento de achar que está fazendo o melhor para Deus, na tentativa de ser aceito assim como está.

2  O endemoninhado gadareno:
   
a)    Os espíritos que habitavam naquele homem não se relacionam com Deus ? (que tenho eu contigo)...
b)    Os espíritos exerciam o completo controle da sua vida ? ?pois já havia muito tempo que o arrebatava?...
c)    O homem estava quase em constante prisão ? ?...e guardavam-no preso em grilhões e cadeias?...
d)    Quando o homem se sente livra, satanás lhe quer levar para longe de Deus ? ?...e quebrando as cadeias era movido pelo demônio para os desertos...
e)    Como aquele homem estão muitos hoje: diante de Deus, Nus, sem casa espiritual, sem noção do que é bom, solitários e vivendo debaixo das trevas.

3 ? O homem sem Deus:
O homem sem Deus é uma folha seca caída não; é um vaso vazio; é o Dia sem sol; é a noite sem lua; é alegria sem riso; é a sede que se sente, sem água para saciar; é o corpo sem a vida; e o nada:


a) Descendo de Jerusalém ? retrata o homem deixando a presença de Deus(lugar de paz) para aventurar-se no pecado.
b) Para Jericó(lugar de fragrância) ? o homem caminhando para o que aos seus olhos era bom.
Tiago diz: o homem é tentado quando...
João diz: no mundo há; concupiscência dos, concupiscência da carne e soberda da vida.
A presença de Deus é o lugar da Paz eternal, da felicidade e do amor divino!

4 ? Deus preparou uma veste para o homem e sua mulher:
As roupas do velho homem não servem no novo homem(Mc 2.21-22);
a)    Em Cristo todas as coisas são novas 2Co 5.17.
b)    Isto é providencia de Deus(2Co 5.18);
c)    Não haverá mais nenhuma condenação(Rm 8.1);
d)    Estamos debaixo da misericórdia de Deus ? O Altíssimo(Tt 3.4-5);
e)    E em todas estas coisas somos mais que vencedores (Rm 8.37) .


Conclusão:

A nova roupa que Deus nos proporciona é a Natureza de Cristo. Precisamos crer e obedecer em sua palavra; disse Jesus vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei.


14 de fevereiro de 2012

Celebridade, eu?

elenycesantos.blogspot.com

Celebridade, eu?


Porquanto, qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado ...? Lucas 14:11.

É impressionante como os autores desta novela ?Celebridade? estão conseguindo retratar com exatidão o anseio maior do ?ser humano?: ser reconhecido, ser famoso e com muito money no bolso. Os personagens desta bem engendrada trama vão se moldando às situações para ver se de alguma maneira podem levar vantagem não se importando em usar a cabeça alheia como degrau para a fama. A arte imita a vida, pois quantas Darlenes, Lauras, Renatos estão ao nosso redor, ou será que nós mesmos não somos um deles?

Elenyce E francinildo. Vivendo por que Cristo vive em nós!
Certo é que nosso peso na hora do julgamento para os outros é sempre impiedoso e na auto-análise somos condescendentes extremados. A ética e moralidade são práticas em desuso e são tratadas como ?babaquices? porém, sempre serão absolutas e irrefutáveis.

Temos na Bíblia como regra áurea o seguinte texto em Lucas 6:31 - ?Como vocês querem que os outros lhes façam, façam vocês também a eles?. É ruim, heim! Cremos que a Palavra de Deus é a verdade, sendo assim, querer as coisas e usar as pessoas como simples instrumentos para conseguirmos nossos intentos egoístas trará sobre nós o fruto indesejável da ruína generalizada.

Quando Alexandre, O Grande foi encontrado chorando, espantou a todos e foi inquirido sobre o motivo do choro, pois tinha conquistado todo o mundo, e a resposta nos deixa perplexos: ?estou triste por não ter mais nada para conquistar!? A fúria de poder e ascensão é inesgotável. Outro texto da Bíblia fala claramente sobre a ganância humana: ?Aquele que amar o dinheiro nunca se fartará da renda?.

Buscamos a glória própria em todo o tempo sempre nos achando os melhores e se não chegarmos ao topo é porque os outros não são inteligentes o suficiente para enxergar nossas qualidades notórias. O podium é nossa meta, e saber que lá só ?pode um? nos excita e nos inflama, e perseguimos a aceitação como os cachorros na corrida atrás de um coelho mecânico que está sempre na frente. Precisamos sempre de novas metas para acalmar nossa insatisfação.

Temos na história alguém que viveu contrário aos holofotes alheios, leia com atenção este relato em Filipenses 2:6,7 ? ? Ele, mesmo sendo Deus, não usou do seu direito de ser tratado como Deus, mas se esvaziou, tomando a forma de escravo, fazendo-se semelhante aos homens?. Que ato fantástico o de Jesus, mesmo sendo Deus veio a este mundo para se fazer como um de nós mostrando humildade e amor, não buscando seu próprio interesse, para assim poder nos buscar em nossa condição de deformados buscando o nosso merecido lugar de destaque e aprovação.

Enquanto sonhamos com a glória Jesus buscou a desonra e a maldição, pois, a cruz na cultura judaica e romana era para os indignos da sociedade. Por que tanta mostra de doação assim? Justamente para que Jesus, sendo Deus, fosse em tudo exemplo e caminho para uma vida nova onde saímos do foco e para que busquemos Nele a condição de sermos aceitos pelo Seu sacrifício vicário e que tenhamos uma vida onde não precisemos buscar a celebridade. Pois Jesus nos colocou na posição maior que a de sermos filhos de Deus e para assim, estarmos contentes em tudo, pois a glória deste mundo é efêmera e fugidia, porém, a graça é perpétua.

Quer nadar mais, continue, mas saiba que o mar da vida é intransponível sem o salva vidas gracioso que é Jesus. Descanse na graça vinda de Deus.
Celebridade zero a todos.

Cazuza - Reflita

elenycesantos.blogspot.com

Cazuza - Reflita


 


Repassando. . .

Ao ver o filme "Cazuza - O tempo não para" me deparei com uma coisa estarrecedora. As pessoas estão cultivando í­dolos errados. Como podemos cultivar um í­dolo como Cazuza. Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é no mí­nimo, inadmissível.
Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado.

No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta. São esses pais que devemos ter como exemplo?

Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora. Temos vários talentos que nã são revelados por falta de oportunidade ou que tenha algum conhecido importante.
Cazuza era um traficante, como sua mãe revela no livro ao admitir que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juíz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente, por meu filho adolescente ter visto o filme. Precisei conversar muito para que ele não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá ibope, não rende bilheteria?
Como no comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor.

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi conseqüência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissessem "não" quando necessário?

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor. Não deixem seus filhos a revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar. Não se preocupem em ser amigo de seus filhos. Eduque-o e mais tarde ele verá que você foi a pessoa que mais o amou e foi, é e sempre será o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.

Obs.: Segundo, uma das letras de suas músicas diz:
"...vivo na caridade de quem me detesta..."

Será que Deus consegue detestar alguém?
Eu acho que a única pessoa que já não o suportava mais era ele próprio. 

13 de fevereiro de 2012

Beijo Muuuuuuuuuuuuuito!

elenycesantos.blogspot.com

Beijo Muuuuuuuuuuuuuito!



O comportamento dos adolescentes dessa geração tem me deixado bastante preocupado. A pouco tempo atrás, fiquei sabendo de uma festa no Rio de Janeiro onde centenas de adolescentes se reuniram com o propósito único e exclusivo de Beijar. Na verdade, a proposta era contabilizar quem no final da festa tinha beijado mais pessoas. Lembro que ouvi o relato de uma jovem que afirmava ter beijado mais de 50 rapazes. Um outro, orgulhosamente contava que na tal festa tinha beijado pra lá de 70 moças.
 
Sem sombra de dúvidas essa geração tem como uma de suas marcas a superficialidade. Cada vez mais cedo meninos e meninas são instigados a adentrar ao mundo das relações e infelizmente, pais, familiares, colegas da escola e principalmente a mídia tem injetado, nas cabecinhas de nossos filhos valores absolutamente adoecedores a psique. Junta-se a isso o fato de que também vivemos dias onde a relativização das relações pessoais se faz presente.

Essa geração a qual denomino geração fast-food tem como uma de suas marcas a precocidade. Em nome de um papo-cabeça e da pseudo-espiritualidade tudo se pode e nada é proibido. Neste mundo pós-moderno o chique é ficar, e com quantos mais, melhor.

Não sou contra as relações de namoro que um jovem possa desenvolver com uma moça. Antes pelo contrário, acredito que relações afetivas entre um rapaz e sua namorada contribuem significativamente para o desenvolvimento de uma auto-estima saudável.

Sou contra sim a banalização das relações, sou contra as ?ficações? que contribuem para o adoecimento da alma de nossos pré-adolescentes, sou contra o beijar por beijar!

Salomão em sua grande sabedoria afirmou: ?Existe um tempo determinado para todas as coisas na vida?. Sim, isso mesmo, na vida existe momentos pra tudo! Há tempo de plantar e tempo de colher, há tempo para abraçar e deixar de abraçar, em outras palavras isso significa dizer que existe um tempo determinado por Deus para desfrutarmos de carinhos, afagos, abraços e beijos de alguém. Em contra-partida, isso significa dizer também que existem momentos na vida, que somos chamados a um momento de reclusão onde outros valores necessários a uma existência plenificada nos são trabalhados.

Beijar é bom, no entanto, tudo tem o seu tempo, cabe a nós não deixarmos moldar pelos valores deste sistema, antes pelo contrário, somos chamados a uma vida onde a liberdade e a responsabilidade tranformam-se em marcas de uma geração comprometidada com Deus e consigo mesma.