3 de janeiro de 2012

“A TRANSFORMAÇÃO”


http://a0.ciadescp-com-br.hst.isee1.net/

Texto Base: Isaías 6. 1 – 8.
Introdução: O Rei Uzias reinou 27 anos (de 767 a 740 a.C.) Tendo sofrido de lepra conforme 2º Cr 26.16-21, morreu no ano de 740 a. C. Isaias viu o Filho de Deus. Era uma visão de Jesus na glória à qual voltaria depois de viver e morrer na terra.
A Transformação total torna o homem:
1- Privilegiado“Eu vi o Senhor”......................................................... v.1
“No ano em que o Rei Uzias morreu, eu vi o Senhor! Ele estava sentado em um trono alto e majestoso; todo o templo estava cheio da Sua Glória”.
a) Eu vi = Isaias descreve aqui uma “teofania”, uma manifestação visível de Deus.
b) O Senhor = No hebraico, Adonai, que significa “Soberano”.
c) Trono = O Senhor no Seu Trono, governa os Céus e a Terra.
d) O Templo = Em sua visão, Isaias não viu a templo de Jerusalém, mas o tem-plo Celestial. (Ap 4.1-8).

2- Convicto“Ai de mim”.................................................................... v.5
“Então eu pensei em voz alta: Chegou a minha hora! Vou morrer porque sou um pecador. Cada vez que abro a boca eu peco, e isso acontece com todo o meu po-vo. E agora eu vi o Rei, o Senhor do Universo”.
a) Ai de mim = Tendo anunciado seis “ais!” no cap. 5, o profeta acrescenta um sétimo contra ele mesmo na qualidade de representante de uma nação deso-bediente. Isaias ficou espantado diante da glória de Deus; à semelhança de Pedro, ele ficou com medo. Isaias pronuncia uma maldição oracular contra si mesmo. (Oracular = Palavra, sentença ou decisão inspirada, infalível, ou que tem grande autoridade).

3- Consciente“Sou homem de lábios impuros”....................................... v.5
“Então eu disse: Ai de mim! Estou perdido! Pois os meus lábios são impuros...”.
a) Lábios impuros: = Uma natureza impura que se expressa por enunciação (declaração) inapropriada.
Impuro: Objeto, lugar ou pessoa que, por estarem cerimonialmente sujos, não podiam ser usados ou tomar parte no culto de adoração à Deus. A impu-reza ritual podia ser resultado de: contato com sangue; com o corpo de um morto; como um alimento proibido.)

4- Purificado“Através da brasa do Altar”............................................. v.7
“Ele tocou a minha boca com a brasa e disse: De agora em diante você é consi-derado ‘inocente’ porque esta brasa tocou os seus lábios. Os seus pecados fo-ram perdoados”.
a) Brasa..., boca = Isto é parte do simbolismo da visão. Isaias não foi tocado fisicamente. Vemos aqui um ser humano na presença do Deus Santo é con-denado. Mas o Deus misericordioso toma a iniciativa de oferecer expiação, porque Isaias estava contrito.
b) A minha boca...: = A purificação torna o profeta aceitável como ministro das palavras de Deus.

5- Perdoado“Teu pecado foi perdoado”............................................... v.7
a) O caminho da reconciliação: Reconhecer seus pecados por causa da comu-nhão com Deus; por causa da santidade de Deus.
b) A purificação dos pecados: Providenciada por Deus e aplicada ai indivíduo.

6- Atencioso“Ouvi a voz do Senhor”................................................... v.8
“Em seguida ouvi a voz do Senhor Deus Eterno dizer: ‘Quem é que Eu vou enviar? Quem será o nosso mensageiro? Quem Eu vou enviar ao meu povo? Quem irá?’ - E eu respondi: ’Eu irei, Senhor’. Mande-me!”
a) Ouvi a voz... = O Senhor convidou Isaias a ouvir o que foi tratado na reuni-ão da corte real dos céus. Daquele instante em diante, Isaias tornou-se um servo da corte de Deus e proclamador da mensagem de Deus a reis e ao po-vo em geral.
c) Quem Eu vou enviar? = O profeta agora iluminado, purificado e chamado está pronto para oferecer-se como voluntário para o difícil ministério profé-tico. Só depois de purificado é que Isaias foi designado profeta.
{Esse trecho nos faz lembrar a Grande Comissão de nosso Senhor ressurreto, que ordenou proclamar o Evangelho da Salvação a todo mundo. Se aquela ordem de sair apoderar-se do nosso coração, devemos responder da mesma maneira que Isaias: “Eis-me aqui, envia-me a mim. – Solícito e Obediente.}

7- CONCLUSÃO:
Esse trecho nos faz lembrar a Grande Comissão de nosso Senhor ressurreto, lá em Mateus 28.18-20 que ordenou proclamar o Evangelho da Salvação a todo mundo. Se aquela ordem de sair apoderar-se do nosso coração, devemos responder da mesma maneira que Isaias: “Eis-me aqui, envia-me a mim.
Devemos ser como foi Isaias: Solícito e Obediente.

Pr. Paulo Ludwig Batista
Nova Camboriú