11 de janeiro de 2012

A Atenção do Senhor


A Atenção do Senhor

"Mas as multidões, percebendo isto, seguiram-no;
e ele as recebeu, e falava-lhes do reino de Deus, e sarava os que
necessitavam de cura." Lc 9.11

         Um dos problemas para as pessoas que alcançam alguma notoriedade é o assédio que passam a ter do público que as admira, de forma a verem inteiramente perdida a sua privacidade. Para onde vão, o povo as persegue, e dependendo do tipo de pessoas, de forma até indevida e indelicada.


         Era mais ou menos isto que estava acontecendo com Cristo. Dado o sucesso de seus primeiros contatos com o povo, este se afeiçoara a ele, e passando a apreciar as suas mensagens, ver os milagres que fazia e as curas que realizava, não mais o deixavam em paz. Para onde ele ia, procuravam segui-lo sempre.


         Interessante, nos dias modernos, os artistas, cantores, atletas mais famosos, chegam a se impacientar com este cerco da multidão, passando a fugir dele, ou em muitos casos, a tratar com rispidez e pouco caso o público, procurando sempre afastar-se dele.


         Não foi assim com Jesus. Embora ele tivesse que procurar refugiar-se algumas vezes, pois o seu trabalho lhe exigia isso, o fato é que quando a multidão o cercava, ele a atendia bem. Lembram-se do episódio da multiplicação dos pães'? Os seus discípulos achavam que devia despedir a multidão, mas ele, muito pelo contrário, lhes disse: Dai-lhes vós de comer.


         O versículo acima nos dá uma lição de boa vontade e compreensão de Cristo para com o povo que o procurava. São três verbos que demonstram sua predisposição em favor de cada um de nós hoje também:


         Primeiro, ele nos "recebe", está à nossa disposição; segundo, ele nos "fala", ou seja ouve o nosso clamor e responde à nossa ansiedade; terceiro, ele "sara" a nossa enfermidade e o nosso temor. Já pensaram que coisa maravilhosa'? Cristo o Filho de Deus, nos recebe, nos fala, nos cura!


         Faze-me, Senhor, ter esta alegria de sentir em meu coração que Tu me recebes em minha fraqueza, me falas ao meu interior, me sara da minha enfermidade.