12 de dezembro de 2011

Preocupações Especiais com os Filhos Adolescentes



Muitas das consultas que recebemos envolve a oração pelos filhos, especialmente os filhos crescidos (acima de 12 anos). O sistema mundano faz um bom trabalho e nossos filhos estão sendo bombardeados diariamente pelo humanismo secular, pelos direitos dos homossexuais, pela inversão dos valores e pelo ocultismo. Até mesmo as crianças de bom coração e mentes estão sendo atraídas por conceitos estranhos. Freqüentemente, mesmo não sendo por falta delas próprias, nadam diariamente em um esgoto de idéias tolas e não têm nenhuma noção disso, como um peixe que não tem noção da água em que está nadando, até que morra intoxicado.
Os pais precisam compreender que freqüentemente não é por alguma falta deles que o filho envolveu-se com drogas, sexo, homossexualidade, ou feitiçaria. Todas essas coisas são apresentadas às nossas crianças pelos professores e pela mídia como caminhos maravilhosos e "avanços no estilo de vida". Até mesmo as crianças que recebem educação à distância (educação no próprio lar) ou que estão em escolas cristãs podem se desviar. Pode ser que os pais tenham feito pouquíssima coisa errada. Lembre-se, até mesmo os "filhos" de Deus (Adão e Eva), que viviam em um ambiente perfeito, com comunhão perfeita com o Criador tiveram problemas.
Entretanto, isto posto, ainda é de partir o coração para um pai descobrir que seu filho esteja andando por caminhos claramente fora dos propósitos do Senhor. Quase diariamente recebemos ligações de (presumivelmente) bons pais cristãos cujos filhos envolveram-se em feitiçaria, mormonismo, drogas, sexo ou até mesmo adoração ao Diabo! O que esses pais podem fazer, à luz das questões já apresentadas referentes à autoridade?
A primeira coisa que os pais devem fazer é examinar suas próprias vidas e as dos antepassados. Antes da salvação, estiveram envolvidos em seitas ou com o ocultismo? Tiveram pais ou avós que estiveram envolvidos com isso? Os problemas mais comuns que passam de uma geração a outra [veja Êxodo 20:5] são:
  1. Maçonaria ou envolvimento com seitas
  2. Espiritismo ou outras práticas ocultistas
  3. Embriaguez
  4. Suicídio
  5. Imoralidade sexual
  6. Várias formas de doença mental (não que as doenças mentais propriamente sejam pecado, mas normalmente derivam de alguma maldição hereditária que precisa ser quebrada)
Se qualquer uma dessas práticas existe em suas vidas ou nas vidas dos antepassados, eles devem orar e pedir ao Senhor que quebre todos os pecados hereditários (veja o modelo de oração apresentado anteriormente). Fazer isso pode ajudar 50% na limpeza dos assuntos do jovem.
A próxima etapa é compreender que, de acordo com os princípios de autoridade referidos anteriormente, Deus lhe deu os filhos e a autoridade espiritual final sobre eles. Vocês (pais ou avós) podem literalmente orar COMO SE FOSSEM ELES!! (Compreenda o poder que está por trás dessa verdade espiritual! Você pode ir diante do trono de Deus em oração e arrepender-se por eles, expulsar os espíritos malignos deles, ou pedir as bênçãos de Deus para eles!
Como mencionado anteriormente, isso é absolutamente verdadeiro para todos os filhos até a maioridade. É verdadeiro para as filhas até que elas se casem. É verdadeiro em um grau menor para os homens adultos e para as filhas casadas, mas continua verdadeiro! Embora possa parecer sexista, é bíblico! Existem muitos precedentes bíblicos para esses conceitos. Observe como (conforme mencionado anteriormente) Jó intercedia por seus filhos. Observe como o voto de uma mulher pode ser anulado por seu pai sob certas circunstâncias [Números 30:3 e seguintes]
Portanto, se (por exemplo) seu filho ou filha está se envolvendo com Wicca [uma forma de Magia Branca], você pode perfeitamente ir diante do trono de Deus em oração (assumindo que sua própria vida esteja em boa ordem e que seu relacionamento com o Senhor esteja perfeito) e fazer o seguinte:
1) Repreender Satanás em nome do Senhor Jesus Cristo e reivindicar seu filho como um filho resgatado pelo sangue de Deus (assumindo que ele já recebeu a Cristo em sua vida);
2) Reivindicar a cobertura do sangue do sacrifício de Jesus Cristo no Calvário sobre todos os pecados que seu filho possa ter cometido (você não precisa conhecer os detalhes; Deus já conhece!). Peça que o Senhor perdoe especificamente qualquer pecado de blasfêmia (juramentos, invocar o santo nome de Deus em vão, etc.), rebelião, feitiçaria, e (se você achar que for apropriado) pecados na área sexual.
3) Pedir que o Senhor Jesus interceda por seu filho e tire os dedos do Diabo dos ouvidos do seu filho e tire as mãos do Diabo dos olhos do seu filho para que ele possa ouvir a voz do Espírito Santo novamente.
4) Pedir que o Senhor repreenda e afaste quaisquer espíritos enganadores de perto de seu filho;
5) Pedir que o Senhor corte quaisquer laços ímpios (sexuais ou amizades) entre seu filho e quaisquer associações impuras que ele possa ter - físicas (pessoas) ou na alma (alguns jovens que lutam com masturbação podem na verdade ter atraído castas de demônios da lascívia sexual, chamados de súcubos e íncubus, para perto deles - esses demônios são atraídos por causa das fantasias ou da lascívia sexual);
6) Peça que o Senhor repreenda e afaste os espíritos da adivinhação que possam estar capacitando seu filho a ter a ilusão do poder do ocultismo. Peça que o Senhor Jesus Cristo faça os encantamentos do seu filho cairem por terra e suas tentativas de operar com a magia falhar. Ele fará isso!
7) Peça que o Senhor Jesus revele-se novamente ao seu filho de uma forma soberana e poderosa, de acordo com sua perfeita vontade; que o seu filho seja novamente atraído à verdadeira luz de Cristo.
8) Finalmente, no nome do Senhor Jesus Cristo, e pelo poder de seu sangue, peça diante do trono de Deus pelo bem-estar espiritual do seu filho. Declare no nome de Jesus e pela autoridade que você recebeu como pai ou mãe que Satanás não tem direitos sobre esse filho, pois ele está coberto pelo sangue de Jesus Cristo e é um filho de Deus. Peça que o Senhor Jesus silencie o acusador dos irmãos.
Não subestime a autoridade que você tem, ou como crente em Cristo, OU como um pai que recebeu uma das mais sagradas obrigações - criar um filho até que ele atinga a idade adulta. Deus lhe deu esse filho, e você tem todo o direito de pedir ao Senhor por sabedoria espiritual e orientação para ajudar a criá-lo. Você também tem o direito de ordenar a Satanás que se afaste de seus filhos e vindicar o sangue de Jesus sobre eles diariamente.
Compreenda que ainda assim, isso pode ser uma luta; Algumas vezes, os adolescentes colocam muito do seu ego em seus caminhos rebeldes. Você pode expulsar os demônios e eles podem bem (freqüentemente sem saber) convidá-los de volta por causa do comportamento. É como manter as moscas afastadas do lanche em um piquenique. As moscas tendem a voltar. Você precisa ser persistente. Peça que o Senhor dê ao adolescente um tempo de clareza espiritual para que ele compreenda quão perigosas suas escolhas realmente se tornaram.
Além disso, é importante escolher o campo de batalha com cuidado no relacionamento emocional com o adolescente. Não lançe todo o peso emocional ou espiritual que você tenha em discussões sobre se ele deve ou não tingir o cabelo ou usar uma calça jeans toda rasgada para ir à escola. Essas coisas são relativamente irrelevantes. Desse modo, você ainda parecerá para seu filhos como tendo autoridade moral no que se refere às coisas sérias, como drogas, atividade sexual, ou servidão ao ocultismo.
Descanse nestas palavras das Escrituras:
"Educa a criança no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele." [Provérbios 22:6]
Muitos jovens passam por alguns períodos difíceis em que estão testando as escolhas e desafios que você, como pai ou mãe, gostaria que eles não estivessem passando. Os adolescentes acham que sabem melhor que os adultos ou que os adultos não os compreendem. É uma situação má que é piorada pela cultura juvenil que cresceu em torno deles nas duas últimas gerações. Entretanto, quase sempre eles retornam à sanidade espiritual depois de um certo tempo.
Lembre-se, a idéia de "adolescência" era desconhecida cem anos atrás - para não dizer nos tempos bíblicos. Antes do início do século XX, a maioria dos jovens - ao tempo em que atingiam a puberdade, já estavam trabalhando em tempo integral. (A puberdade também vinha muito mais tarde! Há cem anos, a maioria das pessoas atingia a puberdade somente por volta dos 15 ou 17 anos!) Eles não tinham muito tempo para se rebelar porque sempre assumiam as responsabilidades de um adulto logo cedo. Por exemplo, José e Maria provavelmente tornaram-se noivos quando Maria tinha por volta dos 15 anos!
Nossa cultura secular moderna criou uma zona artificial na vida do jovem chamada "adolescência", que realmente não é bíblica, e então passou a preencher essa zona com todo o tipo de rebelião e com imagens vis - começando no período pós-guerra até o final do século XX, em que sexo, sodomia e rebelião agora são glorificados na cultura da música Rock e na MTV. Não é de se admirar que os jovens (até mesmo os melhores deles) estejam lutando com tantos problemas. Eles estão experimentando coisas que Deus nunca quis que experimentassem.
Lembre-se, porém, que o Senhor não está surpreendido por nada disso. Em Jesus Cristo e no poder da autoridade, ele nos deu os instrumentos necessários para lutarmos pelas nossas famílias. Todo esse "conflito de gerações" artificial foi previsto há 2.400 anos, e uma resposta foi fornecida pelo Senhor:
Malaquias 4:4: "Lembrai-vos da Lei de Moisés, meu servo, que lhe mandei em Horebe para todo o Israel, a saber, estatutos e juízos. Eis que vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR; e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos aos seus pais; para que eu não venha e fira a terra com maldição." O manto da profecia está sobre todos os crentes verdadeiros que têm o testemunho de Jesus Cristo:
Apocalipse 19:10: "E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha, não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia."
Se você tem o testemunho de Jesus Cristo e especialmente, se é o chefe de uma família, pode se mover no espírito de profecia para proclamar nas regiões celestiais que sua família pertence a Deus e que Satanás não tem o poder de interferir - certificando-se que sua própria vida pessoal esteja em ordem diante de Deus.
O segredo está na intercessão paciente, poderosa, baseada nas Escrituras e dirigida pelo Espírito Santo. Peça que ele o dirija em suas orações por toda sua família. Ele fará isso!
Autor: William Schnoebelen (adaptado a partir de um trabalho anônimo). Visite o site do autor, With One Accord.
Tradução: Jeremias R D P dos Santos
Data da publicação: 26/05/2001
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br