12 de dezembro de 2011

O Ataque à Família



O principal esforço de Satanás atualmente é destruir a família. Ele sabe que se puder destruir as famílias, poderá destruir o que resta da base moral da sociedade. Satanás ataca a família de muitas maneiras. Ele usa a opressão, divisão, rebelião, doenças, brigas, divórcio, preocupações financeiras e muitas outras formas. O humanismo secular, que atualmente está sendo ensinado nas escolas públicas, é destrutivo para a família cristã. As doutrinas fundamentais do humanismo secular são: egoísmo, rebelião e auto-exaltação. Esses conceitos estão em oposição direta aos conceitos cristãos de serviço e de humildade.
Uma grande área do ataque de Satanás são as crianças. Ele está atacando as mentes das crianças por meio da televisão, dos jogos de computador e jogos demoníacos [como Dungeon and Dragons (também chamado de Caverna e Dragões), etc.]. Outra área são os brinquedos ocultistas. Ele também está usando as escolas para influenciar as mentes das crianças.
Esses e outros métodos estão sendo usados para criar fortalezas nas mentes das nossas crianças. Fortalezas são mentalidades, estabelecidas por meio das influências demoníacas que fixam mentiras na mente. Três grandes fortalezas que Satanás está colocando nas mentes das crianças são a fortaleza da violência por meio da televisão, uma fortaleza de sexo por meio da pornografia (mas também por meio da televisão e das aulas nas escola), e uma fortaleza de magia e ocultismo por meio da televisão e das escolas.
Deus ofereceu os meios de enfrentarmos os ataques satânicos. Ele responderá às nossas petições quando estiverem de acordo com seus propósitos. Há um requisito que o cristão conduza-se de acordo com os padrões morais do Senhor, para que ele possa responder aos pedidos de ajuda. A autoridade é responsável por enfrentar aos ataques que Satanás lança contra a família. Deus ofereceu os meios de se opor aos ataques satânicos delegando, dentro da posição de autoridade, um acesso ao seu poder. A autoridade funciona de acordo com:
  • Nossa preocupação com a família
  • Nossa persistência na intercessão
  • Nossa compreensão do poder que há no nome de Jesus
  • Nossa conformação com o critério cristão de conduta
  • Nossa capacidade de reconhecer os ataques satânicos contra a família
  • O tempo que dedicamos à leitura e meditação na Palavra de Deus
Aprendemos a vontade de Deus e a nossa posição de autoridade a partir da leitura da Bíblia. O chefe da família precisa crer que a Bíblia é a verdadeira e perfeita Palavra de Deus.
"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra." [2 Timóteo 3:16-17]
Se uma pessoa questiona a inerrância da Bília, a base sobre a qual ela acessa a autoridade de Deus é colocada em dúvida e uma posição eficaz de autoridade não pode ser estabelecida. A pessoa precisa saber na mente e em seu espírito que a Palavra de Deus é tão eficaz hoje quanto era no tempo dos apóstolos. Deus não muda [Malaquias 3:6] e sua Palavra também não muda. A Palavra de Deus é para nós hoje e é tão eficaz quanto nos tempos apostólicos. O chefe da família precisa compreender o significado da vitória de Jesus sobre Satanás.
"E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo." [Colossenses 2:15]

A Autoridade do Crente

Deus designou o marido como o chefe do lar e espera que ele atue nessa posição. Deus também forneceu o poder, por meio do nome de Jesus, para enfrentar os ataques de Satanás. Exatamente como Jesus ordenou que os espíritos imundos deixassem aqueles que estavam afligidos, o chefe do lar pode usar o nome de Jesus para ordenar aos espíritos das trevas que deixem sua família. Se houver briga no lar, o marido deve repreendê-la no nome de Jesus. Quando a natureza de cada problema for discernida, o chefe do lar deve se posicionar contra o problema, repreendendo as forças das trevas que vieram contra o lar. Satanás tentará contornar a autoridade do chefe do lar e trazer seu ataque de outra parte. Se o chefe da família compreender isso, pode derrotar o inimigo toda vez, por meio do uso do nome de Jesus Cristo.
A Bíblia nos diz para resistirmos firmes na batalha. Se os resultados não forem imediatos, ou se Satanás contra-atacar, fortaleça-se na Palavra e confie nas promessas de Deus. Seja persistente, reafirme sua posição de autoridade diariamente, se necessário. Quando Satanás e seus demônios atacarem sua família, repreenda-os no nome de Jesus Cristo, e use a Palavra de Deus contra eles, como Jesus também fez quando foi tentado.
Para o crente, a batalha espiritual também ocorre principalmente na mente. O que você crê define como você se comporta na batalha. O que você sabe da sua posição de autoridade determina a eficácia de como você a utiliza. Você precisa conhecer o que o Senhor oferece. Sem esse conhecimento, está desarmado. Autoridade é poder delegado. Seu valor depende da força que está por trás do usuário. O crente que está plenamente consciente do poder divino que está por trás dele e de sua própria autoridade pode enfrentar o inimigo sem temor. Atrás da autoridade do crente está o poder infinitamente maior que o dos inimigos, e que eles são impelidos a reconhecer.
Para funcionar eficientemente em uma posição de autoridade, a pessoa precisa ser honesta consigo mesma e com Deus. A falta de honestidade mantém certas áreas da vida em trevas. Os espíritos demoníacos se fortalecem nessas trevas. A honestidade ajuda a trazer essas áreas para a luz. Qualquer pecado que não tenha sido confessado ou abandonado dá aos demônios o "direito legal" de assediar. Peça que Deus o ajude a ver a si mesmo como ele o vê e trazer para a luz tudo aquilo que não o agrada.
"Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado." [Salmos 32:5]
"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno." Salmos 139:23-24]
Finalmente, creia que aquilo que pode parecer impossível para nós é possível para Deus, pois nada é realmente impossível para Deus. Ele tem toda a autoridade e todo o poder, e tudo isso está disponível para nós agora por meio do nome de Jesus Cristo. Ele triunfou sobre Satanás e todas as forças das trevas e da maldade. Ele obteve essa vitória para nós. Por meio de Jesus Cristo, somos vitoriosos sobre Satanás e sobre tudo o que ele enviar contra nós! Precisamos compreender que, embora o crente seja comissionado por Deus como seu representante para fazer a obra de Deus aqui na Terra, não temos em nós mesmos o poder de Deus. Exercemos autoridade no nome de Jesus Cristo, mas é Deus quem impõe a obediência.
Se não virmos um efeito imediato das ordens dadas no nome de Jesus Cristo, uma das duas seguintes condições se aplicam: Ou não é de acordo com os propósitos de Deus, ou ainda não é o tempo de ser feito. Há um ensino atual que o homem pode ser participante da natureza divina, que Deus nos permite utilizar seu poder para realizar nossos desejos - que Deus comprometeu-se a prover aquilo que reivindicamos se usarmos o nome de Jesus. Essa doutrina é a inversão dos papéis do servo e do senhor. As Escrituras são bem claras que nós é quem servimos ao Senhor e não o contrário. Chega a ser estranho que isso precise ser explicado, porém essa estranha doutrina está sendo amplamente ensinada, de modo que precisamos estar cientes para não sermos enganados.