27 de novembro de 2011

Cuidado! Olha o que você está cantando!?

elenycesantos.blogspot.com


Um alerta pra você!

Deixo claro que isso não é fanatismo, pelo contrário,
é a pura realidade.

Pessoalmente
eu conhecia o refrão, mas não havia prestado atenção no restante,
exatamente por isso, achei que seria interessante passar este alerta,
caso ainda não o tenham notado e também para que possam
alertar alguém que porventura esteja cantando esta música, em especial alguns jovens.

Trata-se da música:
Poeira - Ivete Sangalo. 



A letra diz em  parte:

'A minha sorte Grande; Foi você cair do céu;
Minha paixão verdadeira...;
É lindo teu sorriso, o brilho dos teus olhos; Meu anjo querubim;
Chegou no meu espaço mandando no pedaço;
Um amor que não e brincadeira;
Pegou me deu um laço Danço bem no compasso, de prazer;
Levantou poeira';

Vamos aos detalhes:
'...Foi você cair do céu';
Quem foi que caiu do céu?
Apocalipse capitulo 12 versículo 9 diz:
'Foi
lançado para baixo o Grande dragão, a serpente original, o chamado
Diabo e Satanás, que está desencaminhando a toda a terra habitada; ele
foi lançado
Para terra';

'... É lindo teu sorriso, o brilho dos teus olhos... '
Olha o que
Ezequiel capitulo 28 versículo 17 diz a respeito de
Satanás:
'Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua
sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei; diante dos
Rei pus, para que te contemplem'
.

?... Meu anjo querubim.. ';
Isto confirma que está se referindo a um anjo e confirma que é Satanás, pois a descrevendo a Satanás,
Ezequiel capitulo 28 versículo 14 diz: 'Tu eras Querubim ungindo para proteger, e te estabeleci, no Monte Santo de Deus;
Estavas, no meio das pedras andavas.

?... Chegou no meu espaço; Mandando no pedaço...'
Quem será que quis adoração só pra si, querendo mandar em Deus, a quem os anjos e humanos deviam servir

?...Pegou me deu um laço... '
Quem é descrito em primeiro a
Pedro capitulo 5 versículo 8 diz:' ...Como leão que ruge procurando a quem devorar ou a quem enlaçar?;






Será
que quando você terminar de ler essa mensagem, você mandará para alguém
ou você não esta seguro do que as pessoas pensarão sobre você se você
enviar!

Falar sobre Jesus Cristo não é um assunto que as pessoas querem ouvir!

Somente querem a Jesus quando estão em grandes apuros!

Quem passará essa mensagem?

Deus perguntou: A quem enviarei?
Envia-me a mim SENHOR

24 de novembro de 2011

Proximos Asuntos

elenycesantos.blogspot.com
Queridos Amigos blogueiros, eu agradeço desde já o grande acesso que vocês tem dado ao meu blog;

não tinha como ficar mais feliz, pois tenho visto o interesse de vocês a cada dia, por coisas que fortalecem a alma; quero agradecer em especial a todos que comentam as postagens que publicam em seus orkuts e emails...
Agradeço também ao meu enorme público dos EUA que tem feito 1° lugar acessos , ao meu estimado BRASIL, que infelismente tem me dado o 2° lugar em Acessos, aos Indianos que teem me dado o 3° lugar.
 OBRIGADA!

Mas chegando ao objetivo desta postagem: Quero pedir que mandem Email se desejam que seja postado, algo que ainda nao conseguiu encontrar no blog ou deixem um comentario sobre o que desejas ler.

Vote na que você tem mais interesse e será a de frente.
Deixe seu comentario.

Próxmos assuntos:
Não Percam!

Assunto: Adolescentes e Jovens Cristaos.
1- Ficadinha Cristã
2- Internet - Benção ou Maldição para a sua Vida
3- Drogas - Quem é o culpado?
4- Chamados para fazer  a diferença !
5- Não suporto meus pais!
6- Ser crente não é ser quadrado!
7- Uma reflexão antes de desistir
8- Virgindade não é opção, é benção!
9- Xuxa e os duendes
10- Como deve ser a vida estudantil do jovem cristão
11- Papo Jovem
12- Desafios da juventude - A influência dos amigos. 

Deixe o comentario Com um destes assuntos que mais ti enteressa.

Missionária Elenyce santos




"Um adolescente chamado Jesus"

elenycesantos.blogspot.com
  
Estudo bíblico para adolescentes

Texto: Lucas 2:42-52.

Introdução: A adolescência deve ser encarada normalmente, como as outras fases da vida: infância, juventude, adulta e velhice. Em todas estas etapas, enfrentamos mudanças com as quais devemos nos adaptar. Devemos entendê-la como um processo normal do indivíduo, em direção à maturidade.

A peculiaridade desta faixa etária é que todas as transformações (físicas, emocionais, psicossociais, intelectuais e espirituais), acontecem ao mesmo tempo e rapidamente.

Com Jesus não foi diferente, Ele também teve a sua adolescência e juventude. A bíblia nos informa apenas um episódio da adolescência de Jesus, episódio este que vamos analisar detalhadamente.

O tema em questão, ?um adolescente chamado Jesus?, não é nada pejorativo, o desejo é fazer uma abordagem acerca da adolescência de Jesus, no intuito de instruir os jovens adolescentes de hoje.

1. Jesus, um adolescente que frequentava os cultos.

A prática de ir ao culto já era comum para Jesus, o versículo (22) diz que Jesus foi ao Templo pela primeira vez quando ainda tinha dias, já no versículo (40) diz que Ele crescia debaixo da sabedoria e graça de Deus. Antes de completar doze anos o filho só podia freqüentar os cultos na sinagoga, e era hábito dos pais levarem os filhos a sinagoga. Quando completou doze anos Jesus foi ao templo.

- A vida de vitória de Jesus, sem dúvida, deve-se ao fato de ele ser criado na sinagoga. O adolescente deve ter suas atividades seculares, como estudar, jogar bola, passear com os colegas, porém sua agenda deve ter como prioridade o culto ao Senhor. Vejam o versículo (46), quando Jesus desapareceu por três dias, o local onde o encontraram foi no templo.

2. Jesus, um adolescente que gostava de conversar(v.46).

É muito comum encontrarmos pessoas dizerem que o adolescente na época da puberdade sem emudece. Não é preciso ser assim. Pode um adolescente se integralizar com outros da mesma idade, porém é de sua importância que o mesmo venha se interessar em dialogar com os mais velhos. Vejamos como pode ocorrer isso:

- Jesus sabia ouvir: Muitos adolescentes não sabem ouvir os mais velhos, desprezam a sabedoria vivida por esses homens. O adolescente não pode esquecer que eles já passaram por esta idade, por sua vez, já tiveram filhos adolescentes, vivenciaram duas vezes a realidade que você (adolescente), está vivendo.

- Jesus sabia perguntar:

Tem um ditado que diz assim ?quem tem boca vai a Roma?. Jesus, não estava perdido, embora seus pais pensavam que Ele havia se perdido. A melhor forma de começar um diálogo é perguntando, interrogando, não se limite tire suas dúvidas cruéis, pergunte aos pais, tios, avós, aos presbíteros, pastores, em fim pergunte, não engula qualquer coisa, não viva introvertido, solte suas dúvidas, faça como Jesus. Talves você está pensando se Jesus era como você, não tenha dúvida que sim. Ele era homem, tinha suas necessidades fisiológicas, desejos diversos, brincava quando criança.Jesus, diferente de Samuel não foi criado dentro do templo, pelo contrário foi criado com seus pais, com os colegas de Nazaré, Ele era um adolescente como você, o que Ele talves é diferente de muitos adolescente hoje é que Ele sabia ?ouvir e perguntar?.

3. Jesus, um adolescente envolvido com as coisas de Deus. (v.49a).

Quando sua mãe e seu pai o encontraram manifestaram a preocupação; ?que é isso que fizeste conosco?. Jesus dá a resposta mais profunda que se possa ouvir da boca de um adolescente, ?me convém cuidar das coisas do Pai celestial?. Queridos adolescentes a vida é bela porque foi dada por Deus, e Ele deseja que a vivamos felizes. O que ocorre, é que o mundo vem mudando cada dia, e estas mudanças são para pior. Você vê todos os dias na mídia, o mundo fervilhando, como um grande caldeirão em erupção, e alguém gritando ?Salve-se quem puder!!? para o adolescente do século 21, a salvação é se envolver nas coisa do Pai.Paulo ao escrever aos crentes de Colosso disse assim: ?Pensai das coisas que são de cima (alto), e não nas coisas que são da terra?. (Cl. 3:2). Como pode um adolescente se envolver:
- Participar da escola bíblica: A diferença da escola dominical para a escola secular, é que nela você tem instrução para toda a eternidade, enquanto na secular só te prepara para esta vida, profissionalmente e socialmente. Jesus disse ?fazei esta sem omitir aquela? (Mt. 23:23c).

- Se envolver na evangelização: Um garotinho que se converteu ainda na adolescência, tornou-se um grande ganhador de almas ?Charles Haddon Spurgeon? aos 15 anos, ocorreu seu verdadeiro encontro com Jesus.
- Se possível não perder nem um culto: algumas igrejas realizam poucos cultos. Numa semana, às vezes são apenas 2 ou 3 dias de cultos, porque perde-los.

- Eu diria ainda mais uma coisa, faça tudo o que você tem direito na adolescência, se não faça aquilo que vai te roubar das coisas do Pai, que vai demove-lo dos prazeres celestiais.

4. Jesus, um adolescente que sabe obedecer aos pais:

Em último lugar, o versículo (51) ?... desceu com eles... era-lhe sujeito?. Devemos acabar com aqueles jargões, ?adolescentes são terríveis?, ou ?aborrecentes?. Querido adolescente, Jesus foi um adolescente como você, teve todas as mudanças em seu corpo, pois Ele era humano, porém o que marcou a adolescência de Jesus, foi a sua submissão aos pais. Estamos vivendo uma época em que a rebeldia tem se intensificado. Quais os tipos de rebeldia mais comum:

- Adolescentes respondões: é humilhante para os pais que tanto fez por você, vê-lo agredir com palavras. Você pode pergunta, interrogar, fazer algo que até agrade a Deus, mas não responda para seus pais.

- Adolescentes desobedientes: quantas vezes os pais dizem não, e mesmo assim você faz. O horário de chegar em casa e desobedecido, o tipo de roupa, ou o tipo de usos e costumes mundanos são ignorados, quando os pais dizem não ser bom para você. O salmista diz assim: ?Bem aventurado o homem que não anda..., nem se detém no caminho dos pecadores?. (Sl. 1:1).No original caminho significa estilo de vida. Qualquer moda que os pecadores passam a usar, logo as moças e moços querem imitar. Pedro diz: ?não imites o que é mau...?. (3 João 11). São os que usam piercing, tatuagens, roupas extravagantes provocando sensualismo etc.

5. Conclusão:

Deus escolheu você querido adolescente, não tenha dúvida disso. A questão é se você está disposto a pagar o preço. O maior preço sempre será o Amor. Leia esta ilustração:

Uma tarde, um menino aproximou-se de sua mãe, que preparava o jantar, e entregou-lhe uma folha de papel com algo escrito.

Depois que ela secou as mãos e tirou o avental, ela leu:

* Cortar a grama do jardim: R$3,00
* Por limpar meu quarto esta semana R$1,00
* Por ir ao supermercado em seu lugar R$2,00
* Por cuidar de meu irmãozinho enquanto você ia às compras R$2,00
* Por tirar o lixo toda semana R$1,00
* Por ter um boletim com boas notas R$5,00
* Por limpar e varrer o quintal R$2,00
* Totalda dívida R$16,00

A mãe olhou o menino, que aguardava cheio de expectativa.

Finalmente, ela pegou um lápis e no verso da mesma nota escreveu:

* Por levar-te nove meses em meu ventre e dar-te a vida - Nada
* Por tantas noites sem dormir, curar-te e orar por ti - Nada
* Pelos problemas e pelos prantos que me causastes - Nada
* Pelo medo e pelas preocupações que me esperam - Nada
* Por comidas, roupas e brinquedos - Nada
* Por limpar-te o nariz - Nada
* Custo total de meu amor - Nada

Quando o menino terminou de ler o que sua mãe havia escrito tinha os olhos cheios de lágrimas.

Olhou nos olhos da mãe e disse:

"Eu te amo, mamãe!!!"

Logo após, pegou um lápis e escreveu com uma letra enorme:

"Totalmente pago"

Assim somos nós adultos, como crianças, querendo recompensa por boas ações que fazemos.

É difícil entender que a melhor recompensa é o Amor que vem de Deus.

E para sorte nossa é Grátis.

Basta querermos recebê-lo em nossas vidas.

Deus te abençoe.

Adolescentes que aprendem na palavra de Deus

elenycesantos.blogspot.com


Ao passarmos em frente de uma banca de revistas ou de uma livraria, encontramos exemplares específicos sobre determinados assuntos, por exemplo: Decoração, moda, pescaria, culinária, trabalhos artesanais e uma infinidade de outros interesses humanos. É necessário considerar que o apredizado mais importante que precisamos, só encontramos na palavra de Deus.

Só temos respostas para os nossos questionamentos mais íntimos na Bíblia. "Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, afim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança" Romanos 15:4. Na Bíblia temos aprendido sobre a salvação em Cristo. "e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus." 2ª Timóteo 3:15. "Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego;" Romanos 1:16. "Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal." 1ª Timóteo 1:15.

A Palavra de Deus:

1º - Nos ensina o que é certo e errado. "Toda a Eescritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça," 2ª Timóteo 3:16. "Porque o pecado, prevalecendo-se do mandamenrto, pelo mesmo fundamento, me enganou e me matou. Por conseguinte, a lei é santa; e o mandamento, santo, e justo, e bom." Romanos 7:11-12.

2º - Trouxe a existência das coisas. "Porque, deliberadamente, esquecem que, de longo tempo, houve céus bem como a terra, a qual surgiu da água e através da água pela palavra de Deus. 2ª Pedro 3:5.

3º - É poderosa e age nos corações. "Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir a alma espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração." Hebreus 4:12. "pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente." 1ª Pedro 1:23.

4º - Traz fé. "Como, porém, invocarão aquele em que não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?" Romanos 10:14. "E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo." Romanos 10:17.

Os principios da palavra do Senhor são válidos para todos os tempos e pessoas. Deus está comprometido com sua palavra e não deixa que nenhuma de suas promessas fiquem sem cumprir. Nos Salmos 19:8 (ler) diz que a palavra é pura e limpa, porque revela o caráter de Deus. Ainda nos Salmos 19:9-10 assegura que é doce e desejável, por isso nos faz bem.

Há pessoas que ouvem o conselho dos ímpios e acabam em caminhos errados, caindo numa maneira sútil e atraente, onde idéias aparentemente "bonitas e convidativas" são aceitas sem nenhum questionamento. A desculpa passa a ser "Todo mundo faz isso, qual é o problema?"

Não podemos nos deixar enganar por argumentos de pessoas sem base bíblica, nos oferecendo coisas falsas.

Concluindo, devemos evitar de nos associarmos com idéias mundanas, de uma sociedade sem Cristo. Mas o nosso interesse deve ser totalmente voltado para a Palavra do Senhor. Não podemos ser levados por ideologias e costumes que não tem qualquer relação com o evangelho de Jesus Cristo.

Adolescente que vive para Deus

elenycesantos.blogspot.com

A sua vida é um dom de Deus para você. Não importam quão difíceis seja as suas circunstâncias.

Mas você, ganhando a VIDA DE CRISTO, em troca da sua vida, que é tão conflitante e egoísta, com Cristo no controle, tudo pode ser muito melhor. "O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10:10. "Porque eu, mediante a própria lei, morri para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. Gálatas 2:19-20.

Suas decisões diárias têm conseqüências eternas. "Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna. E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos." Gálatas 6: 7 a 9

Deus tem um plano maravilhoso, para você adolescente. "Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de maln para vos dar o fim que desejais. Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis e me achereis quando me buscardes de vosso todo coração. Serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei mudar a vossa sorte; congregar-vos-ei de todas as nações e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar donde vos mandei para o exílio; Jeremias 29:11 a 14.

A adolescência é uma pequena fração de sua existência, aqui neste mundo, no entanto a vida que Jesus quer te dar é eterna. Não podemos deixar as propostas erradas de um mundo pecaminoso e mau nos ditar ordens para comandar a nossa vida.

Muitas vezes o "herói" no conceito do mundo é um tolo (insensato) para Deus, ou seja, aquele que desconhece algo (inépto). Porém, Deus quer nos ensinar e instruir dando um Espírito novo, para vivermos em novidade de vida. "E, assim, se alguem está em cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas." 2ª Coríntios 5:17. "Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios," Efésios 5:15. "Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho." Salmos 32:8.

O sistema do mundo é de uma apresentação mentirosa, que traz somente a morte e a decepção. "Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte." Provérbios 14:12. O Senhor Jesus Cristo reprovou a maneira do mundo. "Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no maligno. 1ª João 5:19.

Somente atravéz de Jesus Cristo, nosso Salvador, podemos ser libertos do mundo mal e do pecado. Por isso Deus Pai enviou o Deus Filho Jesus Cristo a este mundo, para tirar do nosso interior a natureza rebelde, desobediente e perversa que nos causa tanto prejuízo. Jesus Cristo, na hora de sua morte ,na cruz, nos incluiu em seu corpo, levando o nosso pecado (natureza pecaminosa) ou vida velha para destruí-la. "sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos;" Romanos 6:6.

É bom saber e cres neste fato, recebendo o plano de Deus, que troca o nosso coração. "Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. Ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressucitou." 2ª Coríntios 5:14-15. "E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. 2ª Coríntios 5:17

Agora podemos viver para Deus! Isso é maravilhoso! "Porque eu, mediante a própria lei, morri para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo. Gálatas 2:19.

22 de novembro de 2011

tirem as duvidas e respondam a Enquete!

elenycesantos.blogspot.com
Mensagens Diarias: Casal cristão em motel? É pecado?: “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes” (Apóstolo Paulo). Não há pecado para o casal fazer amor seja lá onde
for. O problema é a aparência do mal que isto pode ter. Há um
princípio bíblico sobre isto. Vejamos: “abstende-vos de toda
forma de mal” I Ts. 5:22.
Este texto recomenda ao cristão não praticar coisas
que possam ter a aparência do mal.
Quando digo que não há pecado para o casal fazer
amor seja lá onde for, digo por que são casados. O proble-
ma está no fato de que o motel é usado para a traição e o
adultério, isto sim pode prejudicar a imagem do casal cristão,
pois o motel, na mente das pessoas, está relacionado com a
promiscuidade.
O aconselhável é que o casal junte mais dinheiro e vá a
um bom HOTEL, desfrutar de sua vida conjugal.

19 de novembro de 2011

Você não é Salomão, mas pode orar como ele !

elenycesantos.blogspot.com

Não existe um modelo especial de oração; seria uma reza. A Palavra de Deus nos dá uma série de exemplos de como podemos, se quisermos, balizar as nossas orações. Pareando com a do Rei, ?Pai Nosso?, temos a famosa ?Oração de Salomão? (1 Rs 8.22-53). Apenas para despertar o interesse do leitor em um aprofundamento do texto da oração do rei, escrevi este artigo que está longe de ser considerado fabuloso, mas a Oração de Salomão, sim.

Resolvi compartilhar com os irmãos algumas lições que extraí do texto, como a seguir:

22 - A oração deve ser feita com postura adequada para cada situação.
Salomão pôs-se publicamente diante do altar do Senhor e estendeu as mãos aos céus.

23,24 ? Deus deve ser enaltecido.
Salomão reconheceu que Deus é soberano sobre tudo, cumpre promessas e é misericordioso para com todos os que têm um coração reto.

25,26 ? Deus é fiel em cumprir promessas, mas deve ser invocado.
Salomão cobrou promessa já feita por Deus sobre Israel, condicional à obediência de seu povo.

27 ? Deus é Espírito e não pode ser delimitado.
Salomão reconheceu que o Criador não pode se sujeitar à sua própria criação; muito menos, a um templo edificado por mãos humanas.

28,29 ? A oração deve ser acompanhada de súplica e clamor.
Salomão fez uma oração apurada visando obter a atenção diuturna de Deus.

30 ? Oração pode ser coletiva.
Salomão rogou a Deus que ouvisse a oração do povo e o perdoasse.

31,32 ? Pedido de julgamento de litígio entre justo e injusto.
Salomão rogou a Deus que defendesse o seu povo diante de ameaças e pressão inimiga.

33.34 ? Pedido de vitória mediante conversão.
Salomão sabia que a derrota é evidente quando se peca, embora sabendo disto ele pedia a Deus que atentasse para o desejo dos que se arrependem, dando-lhes posse na terra prometida.

35,36 ? Pedido de suprimento natural a terra.
Salomão rogou a Deus que enviasse a chuva, retida devido à desobediência do povo, depois de uma real conversão pelos pecados cometidos.

37-40 ? Pedido de proteção na fome, pragas e pressão inimiga.

Salomão rogou o favor de Deus quando nas adversidades, desde que o povo reconhecesse as chagas no coração e estendesse as mãos para o rumo da casa. Salomão pediu também que Deus trate a cada um segundo o seu próprio caminho. O rei desejava que o nome do Senhor fosse respeitado e temido.

41-43 ? Pedido para que o estranho seja atendido.
Salomão não tinha Deus como senhor exclusivo de Israel e por isso rogou a bênção sobre todos os estrangeiros, para que o nome de Jeová fosse conhecido entre todos os povos da terra.

44,45 ? Oração por quem está pelejando na orientação de Deus.
Salomão rogou a Deus que ouvisse a oração dos guerreiros, desde que eles estivessem dentro do plano divino.

46-50 ? Oração por quem se arrepende no cativeiro.
Salomão pediu a Deus que perdoasse o Seu povo quando ?caísse em si? e se arrependesse de seus pecados, mesmo estando em condição adversa em cativeiro.

51-53 - Declaração de propriedade.
Salomão declara que o povo é propriedade exclusiva de Deus (herança), tirado do Egito em situação de vida precária. Pede a Deus que ?veja? a súplica do povo para que possa atentar para os seus pedidos, porque o povo de Deus foi eleito para Sua herança.

Pode Uma Alma Afogar-se?

elenycesantos.blogspot.com

Alguém já falou que existem dois tipos de mortes agonizantes: a morte por queimaduras e a morte por afogamento.

A Bíblia fala de uma situação diferente, de águas passando sobre a nossa alma.

O salmista começa o seu cântico no Salmo 124 afirmando por duas vezes que o Senhor "esteve" ao seu lado (versos 1 e 2), denotando firmeza e segurança, isto é, se não fosse o Senhor, a situação poderia ser diferente.

Em seguida ele fala de problemas: "homens se levantam contra nós", "teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós", indicando a luta, a adversidade e o perigo (versos 2 e 3).

Passado o perigo causado pelos homens, vem o perigo das águas. Águas transbordantes, correntes, altivas, passando sobre a alma (versos 4 e 5). Aqui surge a expressão implícita de "afogamento da alma". Como pode uma alma afogar-se? É possível isso?

O afogamento normal de uma pessoa constitui-se de um acidente em que é caracterizado pela falta de habilidade de saber nadar ou quando esta pessoa encontra-se a lutar contra ondas ou correntezas, vindo a ingerir grande quantidade de água em seu sistema respiratório e morrendo.

Para ser salvo de uma situação de afogamento é preciso estar munido de um colete de salva-vidas ou estar próximo a um salva-vidas, ou ainda tentar agarrar-se ou segurar alguma coisa firme, caso não haja nenhuma embarcação disponível para efetuar o resgate.

Davi em seu salmo diz que sua alma escapou. Escapou de quê? Escapou dos homens e das águas! Como foi possível? Ele escapou "porque o Senhor estava ao seu lado". O Senhor é aquele salva-vidas que está atento a olhar aonde estamos "nadando" ou se afogando. Ele livra-nos das adversidades humanas e de toda sorte de dificuldades espirituais. Ele está ao lado.

Quando alguém se afoga grita por SOCORRO, SALVA-VIDAS, ou qualquer outra palavra que possa falar e ser entendido naquele momento de agonia.

O salmista já possuía experiência disso e disse que o "nosso socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra". Quaisquer que sejam os problemas o Senhor está ao nosso lado. Aleluia! É preciso chamar e invocar o nome do Senhor nos momentos difíceis para receber Dele a salvação e o livramento.

Aproveite este momento e invoque o NOME do Senhor! A Bíblia diz : "buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto" (Is 55:6) e "ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação: eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação" (II Cor 6:2).

Memorial ou estátua ?

elenycesantos.blogspot.com
Aqueles que temiam ao Senhor conversaram com os outros, e o Senhor os ouviu com atenção. Foi escrito um livro como memorial na sua presença acerca dos que temiam o Senhor e honravam o seu nome? ? Malaquias 3:16.


Duas das formas mais utilizadas para se preservar a memória de um evento, seja ele positivo ou negativo, são o memorial escrito, ou, a estátua - a peça de escultura que representa a figura de um homem, mulher, divindade ou animal.

No capitulo 3 do livro de Malaquias Deus confronta uma parte do seu povo por causa do mesmo dilema que o salmista viveu no Salmo 73 e com o qual nós, de vez em quando também somos atormentados, ou seja, a aparente prosperidade dos ímpios e arrogantes em contraste com o sofrimento daqueles que temem ao Senhor.

?Vocês dizem: ?É inútil servir a Deus. O que ganhamos quando obedecemos aos seus preceitos e ficamos nos lamentando diante do Senhor dos Exércitos? Por isso, agora consideramos felizes os arrogantes, pois tanto prosperam os que praticam o mal como escapam ilesos os que desafiam a Deus!? ? Malaquias 3:14-15.

Uma parte do povo de Judá murmurava pois ainda não havia percebido o segredo que Asafe revela no Salmo 73:

?Até que entrei no santuário de Deus, e então compreendi o destino dos ímpios. Certamente os pões em terreno escorregadio e os fazes cair na ruína?.

Outra parte ? ?aqueles que temiam ao Senhor? ? ao invés de murmurarem, ?conversavam uns com os outros e o Senhor os ouvia com atenção?. Daí a razão do memorial: destacar aqueles que o temiam e honravam o seu nome.
   
O louvor e a gratidão produzem memoriais que ficam para a eternidade. O máximo que a murmuração e a falta de temor a Deus pode produzir são estátuas.

Ló que o diga. Sua mulher não temeu a palavra do Senhor e cometeu a pior das murmurações que aquele que se propõe a servir ao Senhor pode cometer: olhou para trás.

?Assim o Senhor destruiu aquelas cidades e toda a planície, com todos os habitantes das cidades e a vegetação. Mas a mulher de Ló olhou para trás e se transformou numa estátua de sal?. ? Gênesis 19:25-26.

Uma das características da estátua é a sua imobilidade; apenas traz o fato à memória, sem maiores explicações. O memorial escrito é vivo, ensina e exorta. É um legado para as gerações que virão.

Estamos, com a nossa vida e com as nossas palavras, deixando um memorial para aqueles que convivem conosco e para os que virão. O quanto confiamos no Senhor, ou, olhamos para trás, determinará o tipo de memorial que estamos levantando.

Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o Reino de Deus, Jesus enfatizou-lhes novamente sobre o perigo da apostasia, de voltar atrás por qualquer que seja o motivo e concluiu: ?Lembrem-se da mulher de Ló? - Lucas 17:32.

O pior cego é aquele que não quer ver...

elenycesantos.blogspot.com
Depois chegaram a Jericó. E, ao sair ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, estava sentado junto do caminho um mendigo cego, Bartimeu filho de Timeu.? ( Mc 10:46 )


    Estamos vivendo momentos difíceis hoje em dia, lutas e mais lutas em busca da felicidade, estamos sofrendo perseguições por todos os lados, estamos diante de um quadro caótico no que diz respeito a nossa economia e na economia mundial, fatores que interverem no nosso modo de viver, no nosso relacionamento para com as outras pessoas, enfim, passamos por momentos em que só podemos confiar em um homem, homem este que mudou o rumo da história e continua mudando o rumo da vida de muitas pessoas. Esse homem é Jesus Cristo, que vive e reina em nossos corações. Aleluia!

    Conta a bíblia, no evangelho de Marcos no capítulo 10 do versículo 46 em diante, a história de um homem cego, que estava mendigando à beira do caminho. Podemos, mais uma vez, comparar esta história com a nossa vida, mas como? Leia o trecho em questão e verás que este homem, como a própria Bíblia nos conta e já relatado acima, era cego e mendigo. Mas, além destes dois adjetivos, podemos encontrar outro no que concerne a vida de Bartimeu: desprezo da sociedade para com ele. Quantos de nós em outro tempo andávamos mendigando um pouco de felicidade? Queríamos encontrá-la de qualquer jeito, das mais variadas formas, nos mais variados atalhos, sem saber que só podíamos encontrar a verdadeira felicidade e a verdadeira paz no nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. E você sabe porque andávamos mendigando esta felicidade?

Porque estávamos cegos. Isso mesmo, quando não conhecemos a Palavra de Deus, quando não conhecemos ou aceitamos a Jesus Cristo como único e suficiente Salvador de nossas almas, o diabo nosso adversário, que veio tão somente para roubar, matar e destruir a nossa alma, nos cega de um modo que não conseguimos entender porque Deus atua na vida de certas pessoas e não na nossa. E quando, então, a Palavra de Deus inunda o nosso ser de alegria, de gozo, de felicidade, de uma paz verdadeira, passamos a ver o mundo de um outro modo, estamos então, vendo não com os nossos próprios olhos, mas com os olhos de Deus. E já não estaremos mais mendigando felicidade, já não estaremos cegos espiritualmente, e já não seremos mais desprezados pela sociedade que nos cerca.

    Ainda sobre Bartimeu, em meio aos problemas que ele estava atravessando, ele ouviu que Jesus estava passando, e começou a clamar ?Jesus filho de Davi tenha compaixão de mim? , Deus conhece os nossos problemas mas ele quer que você clame a ele ?clama a mim e eu te responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não o sabes? ( Jr 33:3 ). E Bartimeu não perdeu tempo, logo começou a clamar o nome que é sobre todo o nome, aleluia! Apesar de cego, ele não era mudo e muito menos surdo! Desenvolva os sentidos que você possui na obra de Deus.

Tome uma atitude, não continue cego espiritualmente, vá de encontro ao mestre, ele com certeza, quer resolver os teus problemas, ele quer te curar. Não importa o que você esteja passando, não deixe o mundo falar que você é um derrotado, sabe porque? ?Somos mais do que vencedores por meio daquele que nos amou? ( Rm 8:37 ) Viva como a Bíblia quer que você viva, não como o mundo quer que vivamos. ?E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.? ( Rm 12:2 ).

    Que possamos meditar nestas palavras, que possamos ser um referencial neste mundo o qual fazemos parte. Que Deus continue nos abençoando.

J E S U S

elenycesantos.blogspot.com
JESUS CRISTO, NOSSO SALVADOR.
Deus derramou com generosidade o seu Espírito Santo sobre nós, por meio de Jesus Cristo, o nosso Salvador.
Tito 3. 6 (nvi)
A referência de Paulo neste versículo à obra do Espírito Santo relembra o seu derramamento no dia de Pentecoste, e a partir daí (cf. At. 2.33; 11.15), Deus provê um suprimento abundante e adequado da sua graça e poder, como resultado do novo nascimento e da operação do Espírito Santo em nós.
(bep)
É Jesus Cristo quem nos ?salva?; e isso transparece, neste versículo, no seu título de ?Salvador?. Neste ponto, entretanto, a ênfase recai sobre como Ele é o meio e a causa do ?derramamento? do Espírito Santo. (nti)

EMANUEL, DEUS ESTÁ CONOSCO
A virgem ficará grávida e terá um filho que receberá o nome de Emanuel. (Emanuel quer dizer ?Deus está conosco.?)
Mateus 1. 23 (nvi)
Jesus seria chamado de Emanuel (?Deus conosco? ou ?Deus está conosco?), como fora predito pelo profeta Isaías (Is. 7. 14). Jesus era Deus em carne; deste modo, Deus estava literalmente entre nós, ?conosco?. Pelo Espírito Santo, Cristo está presente hoje, na vida de cada crente. Talvez nem mesmo o próprio profeta Isaías tenha compreendido, completamente, a dimensão do significado do termo Emanuel. (beap)

SOBERANO, REI DOS REIS, SENHOR DOS SENHORES
Ele é o bendito e único soberano, o Rei dos reis e Senhor dos senhores.
I Timóteo 6. 15b (nvi)
A exaltação de Jesus Cristo, em razão do que se tornou Cabeça de tudo, unificador e restaurador de todas as coisas, humanas e angelicais, animais e inanimadas, se deveu ao fato que completou a sua missão terrena. E que essa missão ficou terminada foi comprovada pelo fato que ressuscitou dentre os mortos, ascendeu aos céus e foi glorificado.
O nome de Cristo se eleva acima de todo qualquer outro nome ? Ele é a principal autoridade, superior a todos os nomes que possam ser mencionados agora e na eternidade. Isso se deve ao fato que Ele se assentou à mão direita de Deus nos lugares celestiais. (nti ?Fl.2.9)

UNGIDO
Ali farei brotar a força de Davi; preparei uma lâmpada para o meu ungido.
Salmos 132. 17 (arc)
Jesus, o Messias, é descrito como ?ungido?. Essa menção é encontrada nos salmos que profetizam a vinda de Cristo e na pregação do apóstolo Pedro, no livro de Atos. ?Messias? vem da palavra hebraica ?ungido? e ?Cristo? vem do grego. (dib)

SABEDORIA DE DEUS E SANTIDADE
É, porém, por iniciativa dele que vocês estão em Cristo Jesus, o qual se tornou
sabedoria de Deus para nós, isto é, justiça, santidade e redenção.
I Coríntios 1. 30 (nvi)
A sabedoria, conforme o emprego desse termo em Provérbios, significa viver e pensar de conformidade com a verdade de Deus, com seus caminhos e seus desígnios. Importa em considerar a totalidade da vida do ponto de vista de Deus, crendo que tudo quanto Ele diz é certo e verdadeiro, sendo este o único padrão digno para orientar a nossa vida. Obter sabedoria é muito melhor do que possuir prata e ouro. Obtém a sabedoria somente quem a busca através de um relacionamento correto com Deus, e um estudo diligente da sua Palavra. Cristo é, segundo diz o NT, a suprema sabedoria de Deus (1 Co 1.30; Cl. 2.3), e Ele nos ensina que obtemos a sabedoria quando permanecemos na sua Palavra, permitimos que ela permaneça em nós (Jo 15.7) e entregamos nossos corações e mentes ao Espírito Santo que em nós habita (Jo 14. 16-26).
(bep ? Prov. 1.2)

Festa de Natal

elenycesantos.blogspot.com

Ao contrário do que muitos pensam o natal não é uma festa cristã. A prática de festejar o natal foi introduzida na igreja em fins do século IV.

A palavra natal em inglês é christmas, a união de duas palavras, christ e mass que significa missa de Cristo ou missa de natal.

O dia 25 de dezembro foi escolhido porque coincidia com os festivais pagãos que celebravam a saturnália 1 e o solstício 2 de inverno, em adoração ao deus-sol 3, o sol invictus. Este festival de inverno era chamado a natividade do sol. A festa solar do natalis invicti (natividade do sol inconquistado) era celebrada em 25 de dezembro.

A prática de trocar presentes era, segundo nos informa Tertuliano, parte da saturnália. Não há nada de errado em dar presentes. Os israelitas davam presentes uns aos outros em tempos de celebração (Et.9:22). Mas alguns têm procurado ligar os presentes de natal com aqueles que Jesus recebeu dos magos.

A árvore de natal também tem suas origens no paganismo. Segundo uma fábula babilônica, um pinheiro renasceu de um antigo tronco morto. O novo pinheiro simbolizava que Ninrode tinha vindo a viver novamente em Tamuz. Entre os druidas o carvalho era sagrado. Entre os egípcios era a palmera, e em Roma era o abeto, que era decorado com cerejas negras durante a saturnália. O deus escandinavo odim era crido como um que dava presentes especiais na época de natal àqueles que se aproximassem de seu abeto sagrado. Em inúmeras passagens bíblicas a árvore é associada a idolatria e a adoração falsa: Porque também os de Judá edificaram altos, estátuas, colunas e postes-ídolos no alto de todos os elevados outeiros, e debaixo de todas as árvores verdes (I Rs.14:23). Não estabelecerás poste-ídolo, plantando qualquer árvore junto ao altar do Senhor teu Deus que fizeres para ti (Dt.16:21). Portanto a árvore de natal recapitula a idéia da adoração de árvore, sendo que castanhas e bolas simbolizam o sol.

A fim de justificar a celebração do natal muitos tentaram identificar os elementos pagãos com símbolos bíblicos. Jesus, por exemplo, foi identificado com o deus-sol. Tertuliano teve que assegurar que o sol não era o Deus dos cristãos, e Agostinho denunciou a identificação herética de Cristo com o sol.

Na basílica dos apóstolos muitos cristãos, identificando Cristo com o deus-sol, viravam seus rostos para o oriente a fim de adorá-lo. O próprio papa Leão I reprovou o ressurgimento desta prática, como já havia acontecido com o povo de Israel: "...e com os rostos para o oriente, adoravam os sol virados para o oriente" (Ez.8:16).

É bom lembrarmos das advertências do profeta: Porque os costumes dos povos são vaidade; pois cortam do bosque um madeiro, obra das mãos do artífice com machado; com prata e ouro o enfeitam, com pregos e martelos o fixam, para que não oscile (Jr.10:3,4).

Com o passar do tempo muitos outros costumes foram sendo introduzidos nas festividades do natal. O papai noel, por exemplo, é uma representação de São Nicolau, um santo da igreja católica romana. O presépio foi inserido por São Francisco.

Não devemos jamais nos esquecer que como cristãos verdadeiros somos ordenados a comemorar a morte de Cristo, sua ressurreição e sua vinda (I Co.11:25,26). Em nenhum lugar das Escrituras é ordenado aos cristãos que comemorassem o nascimento de Cristo. Talvez porque o nascimento de Cristo é um fato histórico aceito por todos os homens, é algo que ninguém se opõe. Não é assim porém com relação a sua ressurreição. Todos comemoram o nascimento de Cristo, mas somente os cristãos comemoram a sua ressurreição. Devemos ainda lembrar que acerca de Jesus, identificado na pessoa de Melquisedeque, se diz que era "...sem pai, sem mãe, sem genealogia; que não teve princípio de dias, nem fim de existência..." (Hb.7:3).

Em todos os período da história da cristandade uma minoria de líderes eclesiásticos tem se colocado contra a observância do natal. Uns ou mais fatores está relacionado a essa oposição: (1) uma rejeição da autoridade eclesiástica na sua tentativa de estabelecer dias oficiais de festas dos quais o natal é um; (2) uma objeção às bebidas, festas e imoralidade associadas às festividades do natal em todos os períodos da história; (3) as associações antigas e contínuas entre o natal e as idéias e práticas religiosas pagãs.

Alguns protestantes, especialmente os de tradição calvinista - inclusive Calvino, Knox, os puritanos ingleses e norte-americanos e muitos presbiterianos - recusavam-se a celebrar o natal.

DROGAS - Uma só palavra... tantos destinos

elenycesantos.blogspot.com

A Organização Mundial de Saúde define como droga toda a substância que sendo introduzida no organismo pode modificar uma ou mais funções alterando o sistema nervoso com a introdução da dependência física e/ou psíquica do indivíduo. Se olharmos pelo lado etimológico desta palavra de origem persa que significa "demónio" recordamos que a Bíblia diz que ele veio para matar, roubar e destruir. Um exemplo desta realidade é o que uma revista "Veja" de 1995 diz de Abrão Levin. Com 31 anos de idade este homem herdeiro de uma cadeia de empresas, é viciado em cocaína desde os 15 anos e admite que se tornou numa pessoa sem escrúpulos. Já roubou o seu pai, surrou a sua esposa e deixou de pagar dividas para comprar droga. Hoje diz que o seu futuro é a morte ou a loucura total.

Existem dois tipos de drogas: Aquelas que se comercializam livremente (álcool,tabaco e alguns medicamentos) e as outras que sendo proibidas são consumidas muitas vezes com o beneplácito das autoridades (cocaína, crack, heroína, maconha, ópio,etc.). Podem ser ingeridas, inaladas ou injectadas que sempre irão produzir dependência no uso.

Os sinais externos de um drogado são: A sua apetência para o estado de má disposição, perda de apetite, desinteresse pela escola, trabalho, família, jogos e amizades, sonolência ou dificuldade de dormir, tendência para mentir, cheiro incaracterístico, manchas ou marcas no seu corpo e acima de tudo modificações periódicas no seu comportamento (de um estado feliz passa a triste, calado, lento, etc.).

No nosso país fala-se por vezes em legalizar ou despenalizar a droga, para quê? Pergunto. As drogas são rejeitadas pelos moralistas e pelos verdadeiros cristãos porque elas provocam nefastas doenças no corpo e espirito do ser humano. Não é a despenalização da droga que diminuirá a criminalidade, antes a aumentará com a procura de valores monetários para a sua aquisição.

O drogado precisa de comer, de dormir e de se estimular no vicio para sobreviver, mas devido ao seu estado de inebriamento e alteração psíquica fica impossibilitado de angariar proventos legais através do seu trabalho, por isso, rouba, espanca, mata ou prostitui-se para alcançar os seus objectivos. É esta a sociedade que se perfilha quando se fala em despenalização.

Legalizar as drogas para não ter as prisões cheias de toxico-dependentes e os tribunais carregados de processos é transferir o presente número de casos, multiplicados por números inimagináveis, para os hospitais e para processos de condenação por crimes violentos. Legalizar a droga é tornar a esfera em que vivemos num meio social impuro, onde a prostituição, furto, doenças (sida, hepatite, etc) e a vizinhança desagradável proliferam. A droga escraviza.

Muitas pessoas estão hoje dominadas pelo stress, mau-humor, irritação, explosões de raiva, depressão e sentimentos de culpa por causa da caminhada que realizam no labirinto da droga.

Temos um conselho para ti: Foge da aceitação de prazeres que parecem interessantes, como a busca do desconhecido, a procura do poder, um status diferente de superioridade e a ideia que através de um qualquer pó, fumo ou líquido encontras felicidade e resolves ou esqueces problemas. Só numa experiência de comunhão com a Pessoa de Jesus Cristo se pode encontrar a verdadeira paz, alegria e felicidade. Também a certeza de um futuro de gozo e prazer.

Um convite: lê a bíblia : (João 8:44 - João 8:34 e 36 - João 16:33 - I Tessal. 5:23 - Tiago 4:4).

FELICIDADE !

elenycesantos.blogspot.com
 Todos anseiam ser felizes. Ser feliz é o desejo mais profundo do coração humano. Por isso, na passagem do ano desejamos um Feliz Ano Novo uns aos outros. Quando alguém casa, desejamos felicidades para o futuro do casal. Alguém que se forma nos estudos também recebe os votos de felicidades para sua vida profissional.

Existem muitas coisas que "trazem felicidade" e que podem ter as mais diferentes formas: para o cavaleiro a felicidade deste mundo está no lombo de um cavalo. Se alguém escapou ileso de um acidente, costumamos dizer que ele "teve a felicidade de não se ferir". Quantos buscam sua felicidade no jogo, na loteria ou no esporte? Outros tentam alcançar a felicidade por meios artificiais. Recentemente lemos em uma revista:

A ânsia pela felicidade e por emoções fortes leva milhões de jovens a estenderem suas mãos para a droga Ecstasy. Mas depois da euforia vem a ressaca – física e emocional... A ânsia por felicidade, por sentimentos intensos e o contato com outras pessoas leva muitos jovens a consumirem a droga regularmente...

A busca da felicidade e da alegria de viver mostra com extrema clareza que o ser humano de modo geral é infeliz. Até as pessoas que parecem ter alcançado tudo o que este mundo pode oferecer em brilho e glória, muitas vezes dão provas de sua infelicidade. O mundo da música e do cinema fala de felicidade, amor e alegria, mas a vida de muitos artistas prova que eles próprios são tudo menos felizes. Todos falam de felicidade, mas tão poucos são felizes.

Onde reside a causa da infelicidade?

Sem Deus, seu Criador, o homem não consegue ser realmente feliz. Enquanto tentar viver longe de Deus, enquanto se esconder de Deus e tentar viver sua vida como se Deus não existisse, ele não conseguirá ser feliz de verdade. Lemos em Judas 16a: "Esses homens são exploradores constantes, eternos insatisfeitos..." (A Bíblia Viva). A causa de toda infelicidade está no pecado! Lemos na Bíblia: "...o pecado traz vergonha e desonra para uma nação" (Pv 14.34b, A Bíblia Viva).

Quanta infelicidade se origina em um caráter desconfiado ou infiel. Quanto sofrimento vem do egoísmo, porque cada um quer viver só para si. Mas quantos são infelizes por serem negligenciados, preteridos, desconsiderados pelos outros. E quantas pessoas vivem infelizes porque carregam uma culpa tão grande, um fardo tão pesado que os faz sucumbir. Davi reconheceu certa vez no Salmo 38: "Pois já se elevam acima da minha cabeça as minhas iniqüidades; como fardos pesados, excedem as minhas forças. Sinto-me encurvado e sobremodo abatido, ando de luto o dia todo. Estou aflito e mui quebrantado; dou gemidos por efeito do desassossego do meu coração. Bate-me excitado o coração, faltam-me as forças" (vv. 4,6,8 e 10a).

Não viver em comunhão com Deus, não ter perdão, ter de conviver com constante sentimento de culpa significa ser infeliz. O ser humano procura preencher esse vácuo se atirando nas aventuras mais extravagantes. Tenta fazer carreira, planeja sua vida até nos mínimos detalhes e busca segurança de todas as formas. Mas em seu coração continua infeliz. O príncipe Talleyrand, cujo patrimônio foi avaliado em 30 milhões de francos, escreveu na véspera de sua morte:

Eis que 83 anos se passaram! Quanta preocupação! Quanta inimizade! Quantas complicações! E tudo sem outro resultado a não ser uma grande inquietação quanto ao passado e uma profunda sensação de desânimo e desespero em relação ao futuro.

O que o ser humano precisa para a verdadeira felicidade?

Ele precisa de um relacionamento com Deus através de Jesus Cristo. Por essa razão o salmista diz: "Tu és o meu Senhor; outro bem não possuo."(Sl 16.2) Chamar a Jesus Cristo de meu Senhor, nisso reside a felicidade permanente. Por isso o salmista continua confessando: "Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente" (v. 11).

O caminho para uma vida plena de felicidade e alegria se chama Jesus Cristo e consiste naquilo que Ele realizou na cruz por nós, que é o perdão dos pecados. Outra passagem da Bíblia diz: "Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniqüidade" (Sl 32.1-2a). Exatamente para isto Jesus veio a este mundo, morreu na cruz, foi sepultado e ressuscitou dos mortos, para nos colocar outra vez em comunhão com Deus pelo perdão dos pecados. Existe um hino que exprime isso de maneira muito acertada: "Vivo feliz pois sou de Jesus..."

Um hindu muito rico buscava a paz:

Ele se banhava no rio sagrado, fazia peregrinações estafantes – seu coração continuava sem paz. Até que um missionário lhe mostrou a cruz. Aí ele exultou: "Sorvi a mensagem como mel. Agora cheguei ao alvo de todo o meu anseio." (W. B. em "Spuren um Kreuz").

Viver em comunhão com Deus significa ser feliz. Jesus Cristo diz a todos os que crêem nEle: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração" (Jo 14.27b). O que Jesus conquistou na cruz para nós vai muito além daquilo que o mundo poderia nos oferecer. Ele nos trouxe a paz de Deus, perdão dos pecados e vida eterna. Quem vem a Ele e nEle crê recebe uma paz de espírito que não se acaba quando chegam dias difíceis, e que nos dá segurança para o futuro, porque o próprio Senhor é o nosso futuro.

A felicidade que Jesus nos dá não é um constante "andar nas nuvens", uma contínua sensação de bem-estar, livre de todos os desconfortos, mas é a certeza de estarmos abrigados nEle. Seguindo a Jesus, um filho de Deus não é poupado de todos os sofrimentos. Mas a felicidade não consiste exatamente em sabermos que, no meio de todo sofrimento, no meio de toda angústia estamos ancorados em Jesus Cristo? Que nEle temos uma esperança viva e que o sofrimento jamais é o fim, e sim, a vida com Jesus; vê-lO um dia e estar com Ele por toda a eternidade?! A Bíblia diz: "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra" (Sl 34.19). Todo aquele que se tornou propriedade de Jesus não precisa sucumbir quando vem o sofrimento. Todo filho de Deus tem uma esperança viva que o sustém. E no final, todo verdadeiro cristão estará livre do todo sofrimento e verá ao Senhor Jesus assim como Ele é.

Por isso o Salmo 1.1 diz sobre a verdadeira felicidade: "Como é feliz o homem que não vai atrás da opinião das pessoas desligadas de Deus" (A Bíblia Viva). E o Salmo 34.9 nos anima: "Se você pertence ao Senhor, ame e obedeça a Ele; para quem faz isso nada falta" (A Bíblia Viva). (Norbert Lieth)   
 

16 de novembro de 2011

Você tem ciúmes?

elenycesantos.blogspot.com
“Quem julga as pessoas não
tem tempo para amá-las”



Dificilmente alguém que ama ou já amou, nunca teve
ciúmes. Quase todos, algum dia na vida, já teve uma crise
de ciúmes; e creio que esta é uma das piores sensações
que sentimos.
Que não se confunda zelo com ciúmes. O ciúme de-
monstra a falta de confiança. O nosso medo de ‘perder’ aguça
o complexo de inferioridade. O complexo de inferioridade en-
tra, quando começamos a ‘imaginar’ como será a outra, ou
quando, por acaso, a conhecemos e começamos a nos com-
parar com ela; e reconhecemos que ela possa ter algo mais
atraente do que nós.
O que é intrigante, nessa história toda, é que o ciúme
não passa de puro delírio nosso, e poucas vezes têm funda-
mento.
A grande verdade é que qualquer pessoa quer viver
“livre, leve e solta” e detestam quando “pegam no seu pé”. E
acredite, quanto mais “pegam no seu pé”, pior se compor tam.
Por tanto desista de procurar ‘provas’, car tinhas, telefones,
’sms’, cheiro na roupa, ou seja lá o que for. Confie em Deus e
em si mesmo.
Se você se sente digno do amor, do carinho de alguém,
por que viver em jogo, sempre temendo, duvidando, apreen-
sivo, inquieto. O ciúme doentio deve ser combatido, antes que
ele se enraíze e torne-se difícil de encarar.
Algumas dicas para superar esse mal:

Y Goste de si, antes de gostar dele (a).
Y Mantenha sua independência ‘psicológica’.
Y Pense bem, antes de brigar, ou fazer uma confu-
são.
Y Busque orientação de casais mais velhos e de
confiança.
Peça a Deus, em oração, para mudar esse compor ta-
mento, que tem tanto prejudicado seu casamento.

Por que os casais brigam?

elenycesantos.blogspot.com
A mulher, olhando no espelho, não feliz com o que vê,
diz para o marido: “Sinto-me horrível; pareço velha,
gorda e feia. Eu realmente preciso de um elogio seu.“
O marido retruca: “Sua visão está per to da perfeição.“
Aí então, a briga começou...

Casal cristão em motel? É pecado?

elenycesantos.blogspot.com
“Não vos enganeis: as más conversações
corrompem os bons costumes”
(Apóstolo Paulo).


Não há pecado para o casal fazer amor seja lá onde
for. O problema é a aparência do mal que isto pode ter. Há um
princípio bíblico sobre isto. Vejamos: “abstende-vos de toda
forma de mal” I Ts. 5:22.
Este texto recomenda ao cristão não praticar coisas
que possam ter a aparência do mal.
Quando digo que não há pecado para o casal fazer
amor seja lá onde for, digo por que são casados. O proble-
ma está no fato de que o motel é usado para a traição e o
adultério, isto sim pode prejudicar a imagem do casal cristão,
pois o motel, na mente das pessoas, está relacionado com a
promiscuidade.
O aconselhável é que o casal junte mais dinheiro e vá a
um bom HOTEL, desfrutar de sua vida conjugal.

Por que os casais brigam?

elenycesantos.blogspot.com
Amor você sabe  qual é o feminino da frase: “Deitadão no
sofasão, vendo televisão?”. Pergunta e esposa. E ele res-
ponde: “Em pezinha na piazinha, lavando louçinha. 
Aí então, a briga começou...

Usar roupa sensual é pecado?

elenycesantos.blogspot.com
“Não existe um caminho para a felicidade.
A felicidade é o caminho”
(Mahatma Gandhi).


É bom explicar que Deus não é contra o prazer entre
o marido e esposa. Pelo contrario, Ele os criou para viverem
este prazer. “Goza a vida com a mulher que amas, todos os
dias de tua vida, os quais Deus te deu debaixo do sol; porque
esta é a tua porção nesta vida pelo trabalho com que te afadi-
gaste debaixo do sol.” (Eclesiastes 9:9 RA)
Quanto a usar roupa sensual, não há problema algum,
se for somente para o casal. Quando conquistar a esposa(o)
para namorar, por favor não use aquelas velhas camisas de
políticos com as famosas frases: Vote no Zequinha, ou; vote
13, para tentar seduzir seu parceiro(a). Use as roupas mais
sensuais que puder, pois isso irá contribuir para um maior prazer.

O Preparo para o ato Sexual

elenycesantos.blogspot.com
“Amar, porque nada melhor para a saúde
que um amor correspondido”
(Vinícius de Moraes).

O ato sexual nada mais é do que o “grande final”, de
um dia cheio de respeito, carinho, caricia, romantismo, amiza-
de e desejos.
Que horas deve começar a relação sexual?
Deve ser bem cedo, pois o centro erótico está no cére-
bro e principalmente da mulher, que tem mais dificuldade para
desper tar.
Y    O marido é estimulado visualmente, por isso capri-
che nos seus cuidados, estando sempre limpinha,
bonita e cheirosa. Ele também é estimulado, quan-
do a esposa elogia sua masculinidade e viribilida-
de. 
Como começar?
Poucos casais estão livres de tabus ou inibições quanto
a demonstrar ao cônjuge que quer fazer amor. O ato sexual
entre os conjugues deve ser visto como algo abençoado por
Deus. No quar to de um casal que se ama, Deus se faz presen-
te. Tudo começa com a higiene pessoal, do quar to, da cama.
Salomão nos ensina fazer declaração de amor ao cônjuge em
Ct. 7.
Y A mulher é estimulada quando ouve elogios e quan-
do é tocada pelo esposo. Então homem, não seja
apressado e bruto, seja gentil.
Y    O marido é estimulado visualmente, por isso capri-
che nos seus cuidados, estando sempre limpinha,
bonita e cheirosa. Ele também é estimulado, quan-
do a esposa elogia sua masculinidade e viribilida-
de. 

Que Tipo de Marido Você é?

elenycesantos.blogspot.com
Adicionar legenda
O único lugar onde o sucesso vem antes
do trabalho é no dicionário.
(Alber t Einstein)

Marido ditador - Ele se utiliza de sua posição para
liderar sua família.

Marido democrático - As decisões são baseadas
em votações.

Marido teimoso - Ele nunca admite estar errado.
Vive empacado, “emburrado”.

Marido silencioso - Ele governa seu lar sem co-
municação verbal. Ninguém nunca sabe o que ele está
pensando.

Marido explosivo – É igual um balão de festa. A
família nunca sabe quando ele vai explodir.

Marido insensível - Ele nunca demonstra uma sábia
percepção no lar. Ele nunca se sensibiliza com os an-
seios e sonhos da esposa.

Marido perfeccionista - Exige tudo com extrema
perfeição.

Marido crítico - Em tudo ele vê algo errado. Para ele
tudo está errado. Reclama exageradamente.

Marido brincalhão - Não leva nada a sério.

Marido indeciso - Nunca toma decisões, sua lide-
rança é omissa. Nunca sabe onde quer chegar.

Marido passivo – Não toma decisões e não assume
responsabilidades

Marido DVD – É aquele que: Deita, Vira e Dorme.

Marido DVD + R – É aquele que: Deita, Vira, Dorme
e Ronca.

Que Tipo de Mulher Você é?

elenycesantos.blogspot.com
O importante não é vencer todos os
dias, mas lutar sempre.
(Waldemar Valle Mar tins)

Raquel, mulher amada, Gn 29.18

Leia, mulher rejeitada, Gn 29.32,33

Mirian, mulher ambiciosa, Nm 12.1,2

Débora, mulher patriota, Jz 4.4

Rute, mulher constante, Rt 1.16

Ana, mulher ideal, I Sm 1.20 e 2.19

Abigail, mulher capaz, I Sm 25.3,18,19

Maria Madalena, mulher transformada, Mc 16.1,9

Isabel, mulher humilde, Lc 1.43

Maria, mulher escolhida por Deus, Lc 1.30-38

Marta, dona de casa preocupada, Lc 10.40

Hagar, Mulher desprezada, Gn 21.14-19

Ana, mulher humilhada, I Sm 1.6

Noemi, mulher amargurada, Rute 1.20

Eva, mulher enganada I Tm 2.14

Joquebede, mulher que enfrentou o decreto real, Êx
1.22; 2.1,2

A lista continua:

Esposa Feminista - Faz qualquer coisa para impor
seu valor. Usa a força.

Esposa Passiva - Não tem opinião, não se interage.

Esposa Dominadora – Quer ter o controle de tudo.  Tudo tem que passar pelas mãos dela.
Esposa Insubmissa – Não aceita posição do marido
como sacerdote do lar. Faz tudo ao contrário do que o
marido pede a fim de contrariá-lo.

Esposa super vaidosa – nunca sai de casa antes
de uma seção intensa de maquiagem, de ter trocado
de roupas uma porção de vezes, de ter feito umas 3
chapinhas pra garantir um cabelo solto, e etc.

Esposa Agressiva – De vez enquanto “cobre” o ma-
rido de tapas. 

Esposa Relaxada – Sua casa esta sempre dos aves-
sos, desorganizada e suja. Preguiça faz par te do seu
dia-a-dia .

Fonte: Livro A Linguagem do Amor (Valter e Cida)

Por que os casais brigam?

elenycesantos.blogspot.com
Minha esposa e eu estávamos sentados num restau-
rante, e eu fiquei olhando para uma moça bêbada que
balançava seu drinque enquanto estava sozinha numa
mesa próxima. Minha esposa perguntou: “Você a co-
nhece ?”
“Sim,” disse eu, “Ela é minha antiga namorada...Eu sei
que ela começou a beber logo depois que nos separa-
mos há tantos anos, e pelo que sei ela nunca mais ficou
sóbria.”
“Meu Deus!”, disse minha esposa, “quem pensaria que
uma pessoa poderia ficar celebrando por tanto tem-
po?”
Aí então, a briga começou...

AS 10 BEM-AVENTURANÇAS DO CASAL

elenycesantos.blogspot.com
“Das mais belas coisas que ja senti,
uma delas foi te amar”
Grazzy

1º - Bem-aventurado o casal que consegue renovar-se
em amor e carinho, mesmo depois de muitos anos
de casamento.
2º - Bem-aventurado o casal que mantém a chama do
desejo acesa, sempre.
3º - Bem-aventurado o casal que têm senso de humor
e esperança mesmo em momentos de crises entre
os dois.
4º - Bem-aventurado o casal que ama seu companheiro
mais do que qualquer outra pessoa no mundo.
5º - Bem-aventurado o casal que alcança a paternida-
de, pois os filhos são presentes de Deus.
6º - Bem-aventurado o casal que busca a Deus, juntos.
7º - Bem-aventurado o casal que se respeita e que
mantém a harmonia no lar.
8º -  Bem-aventurado o casal que protege seus filhos
através da oração e bons exemplos.
9º -  Bem-aventurado o casal que sabe lidar com suas
diferenças e se ajustam sem a interferência dos
parentes.
10º - Bem-aventurado é o casal que busca sempre o
melhor um para o outro.

Fonte: Livro A linguagem do Amor ( Valter e Cida)

Pense e descreva como é sua casa:

elenycesantos.blogspot.com
Belas flores, não escolhem a beleza
dos vasos, mas, solo fértil.
(Elanklever)


Uma pensão – Onde todos apenas dormem e vão
embora no dia seguinte.
Um campo de batalha – Onde prevalece a lei do
mais for te.
Um deserto – Um lugar sem vida. Falta o suprimento
que nutre a alma.
Um elevador de um prédio de muitos anda-
res – Ninguém se fala, apesar de estarem tão per to
um do outro.
Um Jardim – Onde cada um é uma flor regada com
carinho e amor.

Fonte: Livro A linguagem do Amor ( Valter e Cida)

Por que os casais brigam?

elenycesantos.blogspot.com
Minha esposa sentou-se no sofá, junto a mim, enquanto
eu passava pelos canais.
Ela perguntou, “O que tem na TV? “
Eu disse, “Poeira. “
Aí então, a briga começou...

Fases do Casamento
“O segredo é não correr atrás das borboletas...
É cuidar do jardim para que elas
venham até você”
(Mário Quintana).
Y   Fase do encantamento - É quando o romantismo
esta à flor da pele. A admiração é muito grande
(o máximo), a sensação dos recém casados é
uma delícia.
Y Fase das revelações ou do conhecimento: Com
o passar do tempo vai se descobrindo vir tudes
e defeitos, gostos e preferências, aptidões e
temperamentos.
Y   Fase da decepção ou arrependimento: Quando
aparecem as frustrações, ofensas, implicâncias, im-
paciências, cobranças e decepções.
Y Fase da aceitação e da maturidade: Quando os côn-
juges têm consciência da realidade e mais compre-
ensão das necessidades mútuas, sentem-se mais
preparados para encorajar um ao outro, confor tar
e serem gratos.
Fonte: Livro A Linguagem do Amor ( Valter e Cida)

Deus manda, até o diabo obedece!

elenycesantos.blogspot.com
Uma senhora
muito pobre telefonou para um programa
cristão
de rádio pedindo ajuda.
Um bruxo do mal que ouvia o programa

resolveu pregar-lhe uma peça.
Conseguiu seu endereço, chamou seus
secretários
e ordenou que fizessem
uma compra e levassem para a
mulher, com
a seguinte orientação:
Quando ela perguntar quem mandou,
respondam
que foi o DIABO! Ao
chegarem na casa, a mulher os recebeu
com
alegria e foi logo guardando
alimentos. Os secretários do bruxo,

conforme a orientação recebida, lhe
perguntaram:

- A senhora
não
quer saber quem lhe enviou estas coisas?

A mulher, na
simplicidade da
fé, respondeu:

- Não, meu
filho.. Não é preciso. Quando
Deus manda, até o diabo obedece!

Repasse se vc tiver muita fé em
nosso 
DEUS ..

12 de novembro de 2011

Venha o Teu Reino no meu casamento

elenycesantos.blogspot.com
Leitura: Colossenses 3.12-17

Por esta razão, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne. (Mc 10.7)

O plano de Deus é um plano para a família. Foi dele a idéia de unir um homem e uma mulher, e Ele quer fazer parte desta união tão especial. Jesus quer reinar em seu casamento. Meu sogro compartilhou uma frase importante no dia do nosso casamento: ?Amor não consiste em duas pessoas olhando carinhosamente uma nos olhos da outra, mas as duas olhando juntas na mesma direção?. Um casamento é abençoado quando marido e mulher olham juntos para Jesus e para sua Palavra a fim de receber orientação. Pois ao convidar Jesus a reinar diariamente no nosso relacionamento receberemos forças para enfrentar os desafios da vida. Quando, porém, olhamos em direções diferentes ou nos esquecemos de olhar para Jesus, individualmente ou como casal, experimentamos dificuldades.

Juarez e Célia, pais de quatro filhos, tinham decidido separar-se. Problemas financeiros e com alcoolismo lhes haviam tirado qualquer esperança de manter o casamento. Ao testemunhar-lhes o evangelho eu tive o privilégio de renovar as suas esperanças na pessoa de Jesus Cristo. Os dois aceitaram Jesus e decidiram fazer um novo compromisso de viver juntos para a glória de Deus.

Jesus está reinando no seu casamento hoje? Em Colossenses 3.17 o apóstolo Paulo nos oferece uma dica para proporcionar esperança para vivermos um casamento feliz e abençoado. Ele escreve: Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo. Senhor, venha o teu Reino no nosso casamento!

Oração: Precisamos de tua bênção e tua esperança para vivermos bem como casal e para te servirmos juntos. Amém.

Uma Festa de Casamento

elenycesantos.blogspot.com
(Jo 2,1-11)
Introdução
Queremos partilhar com os leitores a beleza e a profundidade do conhecido episódio de Caná, narrado por João em seu Evangelho. Trata-se de uma festa de casamento.
É sabido que as núpcias eram símbolo da aliança entre Deus e o seu povo (Os 2,16-25; Is 1,21-23; Jr 2; Ez 16). Neste sentido, o texto, da festa de Caná (Jo 2,1-11), nos apresenta uma passagem da antiga para a nova aliança.
Os versículos um e dois (1 e 2) servem de introdução e alusão ao significado genuíno deste acontecimento.
O fato de Maria já estar na festa (cf. 2,1) significa que ela pertencia à antiga aliança. Em vez, “Jesus e os seus discípulos foram convidados às núpcias” (2,2), isto é, eles não pertenciam à antiga aliança. Na seqüência iremos perceber que a chegada de Jesus e seus discípulos criou um novo dinamismo na festa. O que equivale dizer que, de fato, começou ali a atividade de Jesus, do Messias.

1- A Falta de Vinho

“Acabou-se o vinho e a mãe de Jesus lhe disse: ‘Eles não têm vinho’. Respondeu-lhe Jesus: ‘Que queres de mim, mulher? Ainda não chegou a minha hora’. A mãe disse aos serventes: ‘Fazei o que ele vos disser’” (2,3-5).
Nestes versículos aparecem explicitamente a falta de vinho e a intervenção da mãe.
O vinho, “elemento indispensável nas núpcias”, era “sinal de alegria” e “simbolizava o amor entre o esposo e a esposa”. Portanto, a falta de vinho é a evidência de que, na antiga aliança (representada pelas núpcias) não existe mais relação de alegria e amor “entre Deus e o povo”.
Quanto à intervenção da mãe é importante notar que ela não chama a Jesus de filho e nem ele a reconhece como mãe, mas como mulher. Esta aparente distância entre a mulher que intervém e Jesus que responde, demonstra a ruptura entre a antiga e a nova aliança. Jesus deixa claro “que aquela aliança caducou e não será revitalizada; sua obra não se apoiará nas antigas instituições, mas representa novidade radical”. Nem a ele nem a ela compete a intervenção numa aliança sem amor, sem alegria e sem vida.
A expressão de Jesus “Ainda não chegou a minha hora” correlaciona “a novidade radical que ele traz” com o momento futuro da sua paixão, morte e ressurreição. A nova aliança não pode acontecer de imediato, mas depende de uma caminhada a ser feita que culminará com a Cruz.
Ao dar a ordem aos discípulos, “Fazei o que ele vos disser”, a mãe (mulher) revela não conhecer os planos de Jesus, no entanto “afirma que se deve aceitar o seu programa sem condições e estar preparado para seguir qualquer indicação sua”. Descobrimos aqui o papel da mãe como representante da pequena parte de Israel que ainda permanecia fiel a Deus e acreditando na espera messiânica.

2- As Talhas Vazias

“Havia lá seis talhas de pedra destinadas à purificação dos judeus; cabiam uns cem litros cada uma” (2,6).
Ao iniciar com a expressão “havia lá”, o texto acentua a estaticidade e a fixidade das talhas.
Biblicamente, sabemos que o número que representa a perfeição e a plenitude é o sete (7). Portanto, ao dizer que “havia lá seis talhas” se afirma que as talhas que lá estavam, além de estáticas e fixas, eram também imperfeitas e incompletas.
“O determinativo ‘de pedra’ evoca imediatamente as tábuas ou lousas de pedra em que foi escrita a Lei”. Assim sendo, as talhas de pedra simbolizam “a Lei de Moisés, código da antiga aliança”. Evidencia-se, deste modo, a rigidez da Lei e a sua inflexibilidade.
A finalidade das talhas era a purificação dos judeus. Todavia, o versículo seguinte apresenta Jesus pedindo para encherem as talhas, do que se presume estarem vazias. Mais uma vez a Lei é ineficaz, é só por fora, dentro não tem nada. Com isto, podemos afirmar que a Lei (representada nas talhas), além de estática, inflexível e incompleta, também era vazia e ineficaz à renovação da vida e da relação do homem com Deus.

3- O Vinho Novo

“Jesus lhes disse: ‘Enchei as talhas de água’. Eles as encheram até as bordas. Jesus lhes disse: ‘Agora tirai um pouco e levai ao mestre-sala’. E eles levaram. Quando o mestre-sala provou a água transformada em vinho (sem saber de onde procedia, embora os serventes soubessem porque haviam retirado água), dirigiu-se ao noivo e lhe disse: ‘Todos servem primeiro o vinho melhor (...) Tu guardaste até agora o melhor vinho’” (2,7-10).
A ordem de Jesus para encher as talhas “indica que ele oferecerá a verdadeira purificação”. Se a Lei não podia purificar, a partir de agora, Jesus vai purificar. No entanto, Jesus não vai purificar com água (ineficaz) que só lava por fora, mas sim com vinho novo que penetra no interior da pessoa. A purificação que Jesus oferece é eficaz porque acontece por dentro e em plenitude.
Jesus pede para levarem ao mestre-sala, que representava os dirigentes religiosos. Por sinal, o mestre-sala nem sabia da falta de vinho, isto é, da necessidade do povo, da falta de amor na relação com Deus.
Outro detalhe importante está no versículo nove (9), que mostra, que a água se converteu em vinho depois de retirada das talhas. Com isto, podemos afirmar que a novidade radical de Jesus (vinho novo = amor e alegria verdadeiros) não depende da antiga Lei (talhas).
Se o vinho é o símbolo do amor, então o que Jesus dá é “a relação de amor entre Deus e o homem que se estabelece na nova aliança, relação direta e pessoal, sem intermediários”. Deste modo, “o amor como dom é o Espírito (1,16.17) e é ele quem purifica”. Este vinho do Espírito cria na pessoa uma nova condição. Sem dúvida, “esta é a Lei da nova aliança, não código exterior, como a antiga, mas vinho que penetra no interior do homem e o transforma, a Lei escrita no coração” (Jr 31,33; Jo 1,17).
A frase “tu guardaste até agora o melhor vinho” (2,10) salienta “a superioridade do vinho novo e a surpresa de que o novo seja melhor do que o antigo”. Jesus inaugurou um era superior à passada. A qualidade da nova aliança é inegável, pois, até o mestre-sala (representante dos dirigentes religiosos) sentiu a diferença, embora não a compreendeu. O fato de achar estranho e não entender o porque do vinho melhor ter ficado por último revela que os líderes religiosos dos judeus não estavam abertos à mudança, à novidade messiânica. E no entanto, a verdade é esta mesmo, Jesus chegou para mudar tudo, para fazer diferença. Ele é o Messias, o inaugurador da nova aliança.

Conclusão

“Em Caná da Galiléia Jesus fez este primeiro sinal, manifestou sua glória e os discípulos creram nele” (2,11).
A bem da verdade, este versículo apresenta a interpretação do evangelista quanto ao episódio da festa de Caná.
Ao dizer que este foi o “primeiro sinal” João “anuncia uma série de sinais que realizará Jesus”, conforme poderemos constatar ao longo do seu Evangelho.
O sinal da nova aliança, segundo o texto, é a manifestação da glória e a razão pela qual os discípulos passaram a crer em Jesus. Retomando o prólogo (1,14), a manifestação da glória é a revelação do pleno amor de Deus em Jesus. É a nova relação entre Deus e o homem, pautada no amor, na alegria e na gratuidade. Os discípulos reconheceram este amor de Deus, manifestado em Jesus, por isso, aderiram à pessoa do Messias.
Saltando aos tempos hodiernos é oportuno questionar:
- como está nossa relação com Deus, a nível pessoal e comunitário?
- buscamos uma transformação interior ou apenas nos preocupamos com as mudanças externas?
- que tal experimentar um vinho novo, que purifica por dentro?
Também hoje, nossas festas precisam de vinho novo para que nossa alegria seja verdadeira e plena.
Vinho novo, novo amor...
Vinho novo, nova aliança...
Vinho novo, nova alegria...
Vinho novo, transformação interior...

07 fundamentos para se ter um casamento feliz.

elenycesantos.blogspot.com
Texto Base: Gn 2:18-24

"Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. Havendo pois o senhor Deus formado da terra todos os animais do campo, e todas as aves dos céus, trouxe-os ao homem, para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem deste a todos os seres viventes, esse seria o nome deles. Deu nome o homem a todos os animais domésticos, as aves dos céus, e a todos os animais selváticos; para o homem tadavia não se achava uma auxiliadora que lhe se já idônea. Então o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu: Tomou uma das suas costelas, e fechou o lugar com carne. E a costela que o Senhor Deus tomara ao homem transformo-a numa mulher e lhe trouxe. E disse o homem: esta afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne, chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne. Ora, um e outro o homem e a mulher estavam nus e não se envergonhavam."

Afirmação: O casamento é uma instituição que foi Criada e elaborada por Deus.

07 fundamentos para se ter um casamento feliz e bem sucedido:

1- Co-igualdade: A mulher foi feita de uma costela tirada ao lado de Adão; não de sua cabeça para governar sobre ele, nem de seu pé para ser pisada por ele; mas de seu lado, para ser igual a ele, debaixo de seu braço para ser protegida, e perto de seu coração para ser amada.

2- Fidelidade - O Mundo não acredita mais na fidelidade. Todavia, um casamento alicerçado neste princípio tem muito mais possibilidades de subsistir diante das pressões do dia a dia. A fidelidade é uma atitude "sine Qua non"pra que se tenha um casamento feliz e bem sucedido.

3- Verdade - A verdade deve sempre prevalecer independente do conflito em questão. Aonde existe verdade existe confiança, e aonde existe confiança não existe possibilidade de incoerências e "achismos".

"A Verdade é sempre forte, não importa quão fraca pareça, e a falsidade é sempre fraca, não importa o quão forte pareça."( Phillips Brooks)

4- Amor: - I Co 13- 4-7. " O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes , não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

5- Aliança - O que faz o casamento uma instituição duradoura, não são os bens que possuímos, as boas relações que desenvolvemos, ou o amor que temos um pelo outro. O que sustenta o matrimônio é a aliança que fazemos um com outro diante de Deus, familiares e amigos.

6- Compreensão e determinação: Existem 02 fatores que comumente agem de forma implacável e persistente sobre o casamento nos dias de hoje:

A incompreensão entre os cônjuges. Duas pessoas que se amam tem que desenvolver a habilidade de compreender uma à outra. Isto é, desenvolver uma atitude compreensiva e madura para com as fraquezas de seu cônjuge, não intencionando mudá-lo(a) com críticas ou insinuações maldosas. O casamento é um ajustamento Contínuo.

Falta de determinação de se permanecer casado. O casamento se mantém não pelo amor somente, mais sobretudo pela aliança feita pelo casal diante Deus.

7- Ter Jesus como âncora e socorro. Com certeza os conflitos virão, e ainda que nós desenvolvamos todos os princípios citados, sem Jesus, estamos fadados ao fracasso.

Milagre no Casamento

elenycesantos.blogspot.com
A Bíblia narra um milagre extraordinário, operado por Jesus Cristo, nosso Senhor. É o relato de como um casamento foi tocado pelo poder de Deus, e de como o seu casamento poderá ser tocado também! Observemos o relato bíblico:

"Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, e estava ali a mãe de Jesus; e foi também convidado Jesus com seus discípulos para o casamento. E, tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm vinho. Respondeu-lhes Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Disse então sua mãe aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.

Ora, estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam duas ou três metretas. Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. Então lhes disse: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E eles o fizeram.

Quando o mestre-sala provou a água tornada em vinho, não sabendo donde era, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o mestre-sala ao noivo e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.

Assim deu Jesus início aos seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele." (João 2:1-11).

Este foi o primeiro milagre que Jesus realizou, e não é em vão que tenha acontecido justamente num casamento! As Escrituras dão testemunho através disto, mostrando-nos que antes de Jesus realizar qualquer outro milagre de cura, libertação, etc. está interessado em agir nos casamentos. A família tem prioridade no plano de Deus, pois Ele não a criou para o fracasso, e sim para ser bem sucedida.

Percebemos também que o milagre ocorrido deu-se em torno de haver ou não VINHO, que na Bíblia é uma figura de alegria (Salmo 104:15). Nos casamentos, o que vemos e ouvimos é que o vinho sempre acaba. Pessoas que viviam embriagadas de amor pelo cônjuge, assistem perplexas seus sentimentos desaparecerem. O matrimônio, de maneira geral está falido, pois o vinho sempre acaba. Mas quando Jesus está presente aí é que se estabelece a diferença! Milagres acontecem e ele traz vinho novo aonde já não mais existia.

Mas perceba que o milagre aconteceu porque Jesus estava lá. Ele e seus discípulos foram convidados para simplesmente estarem nas bodas; não receberam um chamado de última hora só porque os noivos precisavam de um milagre. Ele havia sido chamado para estar junto... E porque estava presente, operou o milagre! De maneira semelhante, se você quer um casamento que dure, que sobreviva à falta do vinho (alegria), convide o Senhor Jesus para estar presente.

Não espere a crise chegar, cultive sempre a presença dele por meio de oração e leitura da Sua Palavra, a Bíblia Sagrada. E não apenas leia, mas pratique a Palavra, pois o milagre acontece aonde há obediência; foi dito aos serventes que fizessem tudo o que Jesus mandasse, e porque fizeram sem questionar se era racional ou não, receberam o milagre.

Podemos observar ainda algumas figuras neste texto:

- O número 6 - Havia seis talhas. Na Bíblia, este número sempre fala de algo que é humano. É chamado número de homem (Ap.13:18). Portanto, percebemos que o milagre não depende só de Deus, mas há uma participação e um fator humano ligado a este milagre no casamento.

- As talhas - o significado espiritual destas talhas estão apontando para a parte que nos toca no que tange a receber o milagre de Deus. O seis fala do homem, e aqui entendemos nossa participação no milagre. As talhas eram o recipiente para o vinho que o Senhor Jesus transformaria. Normalmente eram pedras talhadas, cavadas.

Isto sugere o quão duro somos no que tange aos relacionamentos e o quanto precisamos ser trabalhados por Deus em nossa forma de ser e agir no matrimônio. Quanto mais cavados nos deixamos ser pelo agir de Deus, maior será nosso potencial para receber o vinho. Uma pedra pouco cavada, comporta pouco vinho, mas uma pedra bem trabalhada comporta mais vinho!

- A água - Era a matéria prima necessária para que o milagre pudesse acontecer. Não havia água nas talhas, Jesus foi quem mandou enchê-las. A água simboliza a Palavra e também o Espírito Santo. Nos lares onde o vinho chega a acabar, e todo o prazer do relacionamento desaparece, temos percebido que além dos erros cometidos na esfera natural, havia também falta de água; não havia o cultivo diário da presença de Deus por sua Palavra (lida e praticada) e a presença viva de seu Espírito.

Creio ser esta a chave do milagre. É importante se deixar ser trabalhado (o que é diferente de ser manipulado pelo cônjuge) na forma de se relacionar, mas se estas talhas não forem cheias da presença de Deus o vinho não aparecerá! Vale também ressaltar que quanto mais água aqueles servos colocassem nas talhas, mais vinho haveria; ou seja, o milagre de Deus em nosso casamento esta diretamente relacionado com o investimento que fazemos em cultivar Sua presença.

Finalizando, quero chamar sua atenção para a qualidade do milagre. Jesus deu o que havia de melhor em matéria de vinho, a ponto de o mestre-sala se impressionar e comentar que normalmente se bebe o melhor vinho e, depois de o terem desfrutado, oferece-se o inferior. Assim é com a maioria dos relacionamentos conjugais; bebem o melhor vinho nos primeiros anos, depois a qualidade cai e assim é até que acabe.

Mas quando Deus faz um milagre, o que se experimenta é algo inédito, muito superior a tudo o que já se experimentou até então. Deus nos dá o melhor, sempre! Tenho visto isto no dia-a-dia dos casamentos que tenho acompanhado como pastor, portanto sei do que estou falando. Deixe Deus ser não apenas o Criador do matrimônio, mas aquele que oferece toda manutenção necessária. Quando isto acontece, não somente somos beneficiados com um lar melhor, mas Deus recebe glória. O vinho dos lares cristãos deve ser o da mais alta qualidade...

Se você reconhece que o vinho acabou (ou está quase acabando) em seu matrimônio, creia na vontade de Deus de agir nos casamentos. Renove o convite ao Senhor Jesus para estar em seu lar, pratique estes princípios espirituais e seja feliz como o Pai Celestial sempre quis que cada casal fosse!

Intimidade sexual no casamento

elenycesantos.blogspot.com
A intimidade sexual é limitada ao matrimônio. Somente nesta condição ela é aceita e abençoada por Deus. Mediante o casamento, marido e mulher tornam-se uma só carne, segundo a vontade de Deus. Os prazeres físicos e emocionais normais, decorrentes do relacionamento conjugal fiel, são ordenados por Deus e por Ele honrados?. (bep)


UMA SÓ CARNE
Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.
Gêneses 2. 24 (nvi)

Deus presenteou Adão e Eva com o matrimônio. Eles foram criados perfeitos um para o outro. O casamento não foi uma conveniência, tampouco foi criado por qualquer cultura. Ele foi instituído por Deus e possui três aspectos básicos: (1) o homem deixa seus pais e, em ato público, promete-se a si mesmo à sua esposa; (2) o homem e a mulher são unidos, assumindo responsabilidades pelo bem-estar mútuo e amando um ao outro antes das outras pessoas; (3) ambos tornam-se um na intimidade e no comprometimento de união sexual que são reservados para o casamento. Casamentos sólidos incluem estes três aspectos. (beap)

MANTENHA O LEITO CONJUGAL PURO
Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.
Hebreus 13. 5 (ara)
Respeitar o casamento, seus votos sagrados e sua intimidade física é um outro aspecto da vida santificada à qual Deus chama o seu povo. O ?leito sem mácula? é um eufemismo para a intimidade e as relações sexuais entre o marido e a esposa. Ao contrário do estilo de vida sexualmente promíscuo do mundo, o alto padrão de Deus para a sexualidade humana consiste na pureza e na fidelidade. A união e a intimidade sexual são reservadas para o casamento, e Deus as considera como honradas e puras. A intrusão sexual de uma terceira pessoa na relação do casamento a contamina, e é condenada por Deus. (cbp)

A fim de prevenir-se contra a imoralidade sexual, Deus ordenou o sagrado relacionamento do matrimônio. SEM MÁCULA contém mais do que uma aprovação do relacionamento conjugal, mas também vincula a responsabilidade do casal de preservar sua intimidade das práticas perversas e degradantes de uma sociedade lasciva. (bep)

DESFRUTE DA INTIMIDADE SEXUAL
O marido deve cumprir os seus deveres conjugais para com a sua mulher, e da mesma forma a mulher para com o seu marido. - A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. ? Não se recusem um ao outro, exceto por mútuo consentimento e durante certo tempo, para se dedicarem à oração. Depois, unam-se de novo, para que Satanás não os tente por não terem domínio próprio.
I Coríntios 7. 3 a 5 (nvi)

Estes são versículos notáveis porquanto revelam pontos de vista que parecem estar muito adiantados para o seu tempo: uma saudável percepção da sexualidade da mulher, e a compreensão da completa igualdade existente entre um homem e uma mulher, na área mais íntima de seu relacionamento. As Escrituras não dão qualquer apoio à noção de que as relações sexuais visam unicamente o aprazimento do marido. (beg)

A relação sexual é uma expressão íntima de afeição entre marido e esposa. O apóstolo sublinha sua importância no casamento declarando aquilo que, na verdade, é um dever: o marido deve estar disponível para sua esposa quando ela desejar, e a esposa, para seu esposo quando ele desejar. (bep)
Dentro do casamento, a união sexual é natural, saudável e prazerosa, não somente durante um momento, mas durante toda a vida conjunta. (bm)

O LIVRO DE CANTARES
Cantares é uma canção de amor que honra o matrimônio. As alusões mais explícitas sobre sexo na Bíblia podem ser encontradas neste livro, que, muitas vezes, tem sido criticado por causa da linguagem sensual empregada pelo escritor. Contudo, a pureza e a santidade do amor representado nele são muito necessárias nos dias de hoje, nos quais o amor, o sexo e o casamento são banalizados. Deus criou o sexo e a intimidade; mas para serem desfrutados dentro do casamento. Um marido e uma esposa honram a Deus quando se amam e desfrutam um do outro (beap)

AME E SEJA FELIZ
Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho.
Cantares 1. 2 (arc)

Essa vívida descrição de um relacionamento amoroso começa com a figura do próprio amor, que é ?melhor do que o vinho?; faz com que aqueles que se amam sejam felizes. O texto em Atos 10. 9-16 nos ensina que não devemos interpretar mal ou chamar de comum aquilo que Deus criou e purificou. Podemos desfrutar o amor. Deus o criou como um presente para nós e um deleite para todos os nossos sentidos. (beap)

TENHA TEMPO PARA SEU CÔNJUGE
Aparecem flores na terra, e chegou o tempo de cantar; já se ouve em nossa terra o arrulhar dos pombos. - A figueira produz os primeiros frutos; as vinhas florescem e espalham sua fragrância. Levante-se, venha, minha querida; minha bela, venha comigo.
Cantares 2. 12 e 13 (nvi)

Aqueles que se amam celebram sua alegria na criação e em seu amor. Deus criou o mundo, a beleza da natureza, presenteou-nos com o amor e o sexo e nos deu os sentidos para que desfrutemos deles. Nunca deixe os problemas, os conflitos ou as assolações do tempo arruinarem sua capacidade de alegrar-se com os presentes de Deus. Tenha tempo para desfrutar aquilo que Deus criou. (beap)

PERTENCER E SER DESEJADA
Eu pertenço ao meu amado, e ele me deseja.
Cantares 7.10 (nvi) Ver 7 a 13
Quando o relacionamento amadurece, deve haver mais amor e liberdade entre os cônjuges. Aqui, vemos que a jovem tomou a iniciativa de convidar seu esposo para o amor. Muitas culturas têm estereótipos sobre o papel que o homem e a mulher devem desempenhar no ato sexual. Porém a segurança do verdadeiro amor dá a ambos os cônjuges a liberdade de tomar a iniciativa de exprimir seus sentimentos e desejos. (beap)

PERTENCER UM AO OUTRO
Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu.
Cantares 6.3a (nvi)

O amor que os dois enamorados têm um pelo outro é genuíno e fiel. Não há desejo nem espaço para outra pessoa. No casamento, deve haver tal amor mútuo e dedicação, que a fidelidade conjugal seja da máxima importância na vida do casal. (bep 2.16)

ELOGIE SEMPRE O SEU CÔNJUGE
Tu és toda formosa, querida minha, e em ti não há defeito.
O seu falar é muitíssimo doce; sim, ele é totalmente desejável. Tal é o meu amado, tal, o meu esposo, ó filhas de Jerusalém
Cantares 4. 7 e 5. 16; ver 4.1 a 7 e 5.10 a 16 (ara)

Como espectadores, é possível que fiquemos embaraçados ao ler estas passagens em que os amantes expõem sua intimidade. No êxtase de seu amor, eles se elogiam mutuamente, usando belas imagens. Suas palavras podem ser estranhas para os leitores de uma cultura diferente, porém o intenso sentimento de amor e de admiração são universais. Comunicá-los através de palavras e ações fortalecem qualquer relacionamento. (beap)


REFLETINDO:

SEXUALIDADE, UM DOM DO CRIADOR: Embora a palavra ?sexo? não apareça na Bíblia, a linguagem bíblica descreve o plano de Deus para o comportamento sexual humano, inclusive para a geração de uma descendência e para o prazer sexual no casamento. O sexo foi planejado pelo Criador como um presente especial, que permite ao marido e à esposa expressarem sua unidade em amor íntimo e exclusivo e compartilhar do plano dele para a procriação. Os impulsos sexuais são dados por Deus como um meio de atingir o êxtase natural mais elevado que o corpo humano pode experimentar. (bm)

CÔNJUGES: Aprendam a arte perdida do amor verbal. Aprendam a dizer palavras de amor que acariciam a alma do seu/sua companheiro/a.
Entenda e creia que o Senhor continua a ver o relacionamento sexual dentro da santidade do casamento como ?muito bom? e o abençoa.
Exalte, no casamento, as virtudes do seu cônjuge acima das virtudes de outros.
Reserve momentos regulares, periódicos, com seu cônjuge para revigorar e renovar o romance em seu casamento.