10 de setembro de 2011

Deus coloca uma vírgula onde existe um ponto final.

“Deus ouviu o choro do menino, e o anjo de Deus, do céu, chamou Hagar e lhe disse: “O que aflige, Hagar? Não tenha medo; Deus ouviu o menino chorar, lá onde você o deixou. Levante o menino e tome-o pela mão, porque dele farei um grande povo”. Então Deus lhe abriu os olhos, e ela viu uma fonte. Foi até lá, encheu de água a vasilha e deu de beber ao menino”. Gênesis 21:17-19.

Quantas vezes você passou por uma situação desesperadora como a de Hagar? Quantas vezes você se sentiu abandonado em meio a um deserto? Deserto é um lugar seco, árido, quente, sem expectativas. É um lugar de solidão, de angústia. Os desertos que enfrentamos na vida são assim: cruéis. Eles machucam, marcam, magoa... Outro dia li uma frase impactante: “ Deus coloca uma vírgula onde existe um ponto final”. Todas as vezes que se sentir perdido, no meio do deserto, lembre-se disso. Para Hagar e Ismael aquele era o fim, mas Deus decidiu que ali seria um recomeço. Essa é uma grande lição para nós. Podemos aprender algumas verdades a partir do texto.
Deus usa o deserto para nos atrair até Ele
Num jardim há tantas flores, tantas variações de cores e formas... No deserto não existe nada. É areia por todos os lados. A paisagem não muda! Quando está tudo bem em nossas vidas, quando tudo parece caminhar conforme desejamos, muitas vezes nos esquecemos de agradecer a Deus. Existe tanta coisa para se fazer, tantas pessoas em nossa volta, tanta distrações. Nos momentos difíceis, quando atravessamos os “desertos” nas nossas vidas, temos somente Deus. Nesses momentos nosso clamor vem do fundo do coração.
Deus quer que você faça a sua parte
O anjo disse a Hagar: “ Ergue-te, levanta-te!”. Deus não se agrada de pessoas que desistem, que ficam prostradas. Diante das dificuldades, não devemos parar. Devemos acelerar nossos passos, com os olhos firmes, fitos no Senhor. Deus providenciou a água, mas Ele não levou ali, onde Hagar estava prostrada. Ela precisou levantar-se, ir até a fonte, encher de água o odre. Ela precisou fazer a parte dela. Precisou agir!.
Deus faz infinitamente mais do que
pedimos ou pensamos
Naquele momento, um copo de água seria a salvação de Hagar e Ismael. A sede deveria ser tanta que um só copo já seria o bastante. Mas Deus faz infinitamente mais. Ele não providenciou um copo, Ele deu um poço! Eles saciaram não só seus corpos para aquele momento, mas ainda tiveram provisão para continuar a jornada. O nosso Deus é Jeová-jireh, “Deus proverá”. Se Ele fez por Hagar e Ismael, fará também infinitamente mais por mim e por você!