31 de agosto de 2011

Dez Razões por que não Tomo Banho

elenycesantos.blogspot.com

(Paralelo a “10 razões porque não vou à igreja”)

Pessoas que não freqüentam os cultos sempre dão algumas desculpas razoavelmente interessantes para justificarem-se. Para mostrar a fraqueza dessas desculpas, alguém elaborou uma lista bem humorada chamada:

“DEZ RAZÕES POR QUE NUNCA TOMO BANHO”.

1 – Fui forçado a tomar banho quando era criança.

2 – Pessoas que se banham são hipócritas – elas se acham mais limpas que as outras.

3 – Há muitos tipos de sabonete, eu nunca decidiria qual usar.

4 – Eu costumava tomar banho, mas tornou-se uma coisa chata.

5 – Nenhum dos meus amigos toma banho.

6 – Tomo banho apenas no Natal ou na Páscoa.

7 – Começarei a tomar banho quando ficar mais velho.

8 – Não tenho tempo.

9 – O banheiro é muito frio.

10 – Os fabricantes de sabonete estão somente atrás do meu dinheiro.

A comparação é óbvia. A maioria das desculpas para não se ir à Casa de Deus, são furadas. Assim também são os motivos pelos quais as pessoas não dão atenção para os assuntos espirituais.

Pena que isso aconteça… Pena que muitos inventam tantas desculpas… Agora, pense um pouco: O que essas pessoas vão ouvir de Deus (O SENHOR; O criador do Céu e da terra) na hora da sua morte? “Vinde benditos do meu Pai?”. Mesmo crendo no imenso amor, na graça e na misericórdia de Deus, creio também no seu juízo e creio que Deus não vai fechar os olhos para aqueles que se fez de surdos e de cegos durante a curta vida aqui neste mundo. Pense: “De Deus não se zomba, aquilo que uma pessoa plantar, isso colherá” (Gálatas 6.9).

“HOJE SE OUVIRDES A VOZ DO SENHOR, NÃO ENDUREÇA O SEU CORAÇÃO” (Hb 4.7).

Entregue sua vida ao Senhor Jesus.

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

(Isaias 55:6.)

O Barbeiro

elenycesantos.blogspot.com

Era uma vez um homem que foi ao barbeiro.

Enquanto tinha seus cabelos cortados, conversava com o barbeiro.
Falava da vida e de Deus.
Daí a pouco, o barbeiro incrédulo não agüentou e falou:
- Deixa disso, meu caro, Deus não existe!
- Por quê?
- Ora, se Deus existisse não haveria tantos doentes, mendigos, pobres, etc… Olhe em volta e veja quanta tristeza. É só andar pelas ruas e enxergar!
- Bem, esta é a sua maneira de pensar, não é?!…
- Sim, Claro!
Concluído o corte, o freguês pagou e foi saindo,
quando avistou um maltrapilho imundo,
com longos e feios cabelos, barba desgrenhada, suja e longa.
Não agüentou, deu meia volta e interpelou o barbeiro:
- Sabe de uma coisa? Não acredito em barbeiros!…
- Como?!…
- Sim! Se existissem barbeiros, não haveria pessoas de barbas e cabelos compridos!
- Ora, existem tais pessoas porque evidentemente elas não vêm a mim!…
- Agora você me respondeu porque as pessoas sofrem tanto… Simplesmente porque não buscam a Deus completamente.

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto

(Is 55:6)

os Lençois da Vizinha

elenycesantos.blogspot.com


O jovem casal mudou-se para um bairro muito tranqüilo. Na primeira manhã que passavam em sua nova casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou no varal que a vizinha pendurava os lençóis lavados e comentou com o marido:
- Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado. Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava seus lençóis e novamente a mulher comentou com o esposo:
- Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês, a jovem esposa se surpreendeu ao ver os lençóis muito brancos sendo estendidos e, empolgada foi dizer ao marido:
- Veja! Ela aprendeu a lavar as roupas! Será que outra vizinha lhe deu sabão? Porque você não fez nada, não é mesmo?
O marido lhe respondeu calmamente:
- Não, eu não lhe dei sabão nem fui ensiná-la a lavar roupas, meu bem. Acontece que hoje eu levantei mais cedo e lavei os vidros da nossa janela!
Como é que você vê o mundo ao seu redor?
Se, de vez em quando, o mundo lhe parecer um tanto escuro, preste muita atenção, pois pode não ser bem assim.
Tantas vezes, o que pensamos ser uma mancha escura no vizinho, não passa de um ponto de vista equivocado ou de uma visão distorcida.
A nossa visão de mundo, portanto, depende da janela através da qual observamos os fatos. Ela pode estar manchada pelo lodo da inveja, pela poeira da incompreensão, pelos respingos do orgulho, ou algumas nódoas de mágoa.
Por essa razão, é importante que antes de lançar qualquer comentário infeliz sobre os outros, olhemos primeiro se a nossa janela está bem limpa e transparente.
muitas vezes olhamos tanto para a vida dos outros, e fazemos criticas e esquecemos de olhar para nós mesmo.

O miolo do pão

elenycesantos.blogspot.com


Um casal tomava café no dia das suas bodas de ouro. A mulher passou a manteiga na casca do pão e deu para o seu marido, ficando com o miolo. Pensou ela: – Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais meu
marido e, por 50 anos, sempre lhe dei o miolo. Mas hoje quis satisfazer o
meu desejo”.
Para sua imediata surpresa o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse:
- Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante 50 anos, sempre quis comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, eu jamais ousei pedir !
Assim é a vida… Muitas vezes nosso julgamento sobre a felicidade alheia pode ser responsável pela nossa infelicidade… Diálogo, franqueza, com delicadeza sempre, são o melhor remédio

Uma mensagem para você Refletir

elenycesantos.blogspot.com

Buscai ao Senhor enquanto se pode achar invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, por que grandioso é em perdoar. (“Is 55:6-7)

Certa mãe disse a filha: vamos buscar a Deus! A filha disse mãe sou jovem vou curtir minha vida, depois vou para o Senhor! Insistindo ainda a mãe, a jovem insistia dizendo a mesma coisa, vou curtir a vida pois sou jovem, depois vou para Deus!

Um dia um pastor estava na casa da mãe e foi lhe oferecido um café, nisso a filha chegou em casa. E o pastor tomando o café deixou um resto e disse, filha toma este café!

Ela ficou indignada e revoltada, dizendo, pastor isto é resto! E ele falou, é o mesmo que você tem feito com Deus, querendo dar o resto de sua vida!

Da mesma maneira que queremos o melhor, temos que dar o nosso melhor

Diario de Uma Bíblia

elenycesantos.blogspot.com

20 de janeiro – Passei uma semana calma. Nas primeiras noites do Ano Novo, meu proprietário me leu diariamente, mas agora parece que me esqueceu.

16 de fevereiro – Hoje foi faxina geral de final de verão. Fui desempoeirada como outros objetos e recolocada em meu lugar.

24 de março – Fui utilizada depois do café pelo meu proprietário. Ele analisou alguns trechos e me levou ao culto.

08 de maio – Hoje foi um dia duro de trabalho. Meu proprietário dirigiu um estudo Bíblico e teve que procurar vários versículos. Raras vezes os encontrava, mesmo estando todos no velho lugar.

01 de junho – Hoje alguém colocou um trevo de quatro folhas entre minhas páginas.

29 de junho – Fui colocada, juntamente com roupas e outros objetos, dentro de uma mala. Parece que estamos em viagem de férias.

10 de julho – Ainda estou na mala, embora quase todos os outros objetos já tenham sido retirados.

15 de julho – Estou novamente em casa, no meu velho lugar. Foi uma viagem cansativa. Não entendo porque tive que participar dessa viagem.

10 de agosto – Hoje fui utilizada por Maria. Ela escreveu para sua amiga e procurou um versículo para ela, pois seu pai faleceu.

20 de agosto – Novamente fui desempoeirada.

* Seria esta a sua Bíblia? *

“Creio que unicamente a Bíblia tem as respostas para nossas perguntas e que nós apenas devemos ter tempo para parar e, humildemente perguntar, para dela receber a resposta certa.”

Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.
Lucas 11:28

30 de agosto de 2011

elenycesantos.blogspot.com

Telefone:(013) 3013 0781
*ID: 142*2792

*Av.: Dr Augusto Severo- 678 loja B
*Parque São Vicente / são vicente SP

Melhor Preço e Atendimento do Mercado...

Qualidade é o nosso Lema!

Quanto pesa uma oração?

elenycesantos.blogspot.com
Uma pobre senhora, com visível ar de derrota estampado em seu rosto,
entrou num armazém, se aproximou do proprietário (conhecido pelo seu
jeito grosseiro) e lhe pediu fiado alguns mantimentos. Ela explicou que o
seu marido estava muito doente e não podia trabalhar; e que tinha 7 filhos
para alimentar. O dono do armazém zombou dela e pediu que se retirasse do seu
estabelecimento. Pensando na necessidade de sua família ela implorou: “Por favor
senhor, eu lhe darei o dinheiro assim que eu tiver…” Ao que lhe respondeu
que ela não tinha crédito e nem conta na sua loja. Em pé, no balcão ao lado, um freguês que assistia à conversa entre os dois se aproximou do dono do armazém e lhe disse que ele deveria dar o que aquela mulher necessitava para a sua família por sua conta. Então, o comerciante, meio relutante, falou para a pobre mulher:
“Você tem uma lista de compras?” “Sim”, respondeu ela. “Muito bem, coloque a sua lista na balança e o quanto ela pesar eu lhe darei em mantimentos.”
A pobre mulher hesitou por uns instantes e, com a cabeça curvada, retirou da bolsa um pedaço de papel, escreveu alguma coisa e o depositou suavemente na balança. Os três ficaram admirados quando o prato da balança com o papel desceu
e permaneceu embaixo. Completamente pasmado com o marcador da balança,
o comerciante virou-se lentamente para o seu freguês e comentou contrariado:
“Não posso acreditar!” O freguês sorriu e o homem começou a colocar
os mantimentos no outro prato da balança. Como a escala da balança não
se equilibrava, ele continuou colocando mais e mais mantimentos, até não caber mais nada. O comerciante ficou parado ali, olhando para a balança por uns instantes, tentando entender o que havia acontecido… Finalmente, ele pegou o pedaço de papel da balança e ficou espantado, pois não era uma lista de compras e sim uma prece que dizia: “Meu Senhor, tu conheces as minhas necessidades e eu estou deixando isto em tuas mãos…” O homem deu as mercadorias para a pobre mulher no mais completo silêncio; ela agradeceu e deixou o armazém. O freguês pagou a conta e disse: “Valeu cada centavo…” …Só mais tarde o comerciante pode reparar que a balança havia quebrado; entretanto, só Deus sabe quanto pesa uma oração…

Voce é capaz

elenycesantos.blogspot.com

Diz certa lenda, que estavam duas crianças
patinando num lago congelado.
Era uma tarde nublada e fria e as
crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu,
ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso e se congelando,
tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças,
conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido,
perguntaram ao menino:
- Como você conseguiu fazer isso?
É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo,
sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:
- Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram:
- Pode nos dizer como ?!….
- É simples – respondeu o velho – Não havia ninguém ao seu redor,
para lhe dizer que não seria capaz.

Mas aquele que perseverar até ao fim, será salvo
Mateus 24:13

O Homem do Penhasco

elenycesantos.blogspot.com

Contavam que Deus, um dia, marcou um encontro com um homem muito religioso no alto de uma montanha sagrada. O homem se preparou para o encontro com muito recolhimento, oração, jejum e, no dia determinado, subiu a montanha cheio de fervor.

O caminho era íngreme, a subida estava levando muito tempo, e o homem começou a ter medo de perder a hora marcada. Rogou a Deus que lhe desse forças para não chegar atrasado. Aí viu um homem caído na beira do penhasco, machucado e pensou: “Estou atrasado, depois eu volto para socorrê-lo.”

Ao chegar no topo da montanha, esperou, esperou, e Deus nada de aparecer. “Que pena! Pensou ele desolado, por que não subi mais depressa?”

Desceu desanimado.

Ao passar pelo penhasco, não viu mais o homem caído, mas havia um bilhete junto à rocha, que dizia:

- Quem sabe outro dia, quando estiver menos apressado, você consiga me reconhecer?

Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
sendo forasteiro, não me hospedastes; estando nu, não me vestistes; achando-me enfermo e preso, não fostes ver-me.
E eles lhe perguntarão: Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, forasteiro, nu, enfermo ou preso e não te assistimos?
Então, lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que o deixastes de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer.
E irão estes para o castigo eterno, porém os justos, para a vida eterna.

Mateus 25:41-46

Nosso Deus está no controle de tudo

elenycesantos.blogspot.com

Um homem conheceu um menino numa viagem de avião, ao observá-lo numa sala de espera, enquanto aguardava o vôo.
Na hora do embarque o menino foi colocado na frente da fila p/ achar o seu assento.
Por coincidência, o homem sentou-se ao lado do garoto. Puxou conversa e o menino foi cortês. Depois ficou colorindo um livro. Não demonstrava nenhuma ansiedade.
Durante o vôo, o avião entrou numa tempestade muito forte, o que, fez balançar-se muito, assustando os passageiros. O menino parecia encarar tudo com naturalidade e continuou a colorir seu livro.
Uma das passageiras ao lado perguntou-lhe
- Você não está com medo?
- Não.
- Meu pai é o piloto!
Essa resposta serve para fazer a gente pensar! Existem situações na vida que lembram o avião na turbulência. A sensação é q estamos pendurados no ar sem nada para sustentar.
Na tempestade pare, pense e acredite que Nosso PAI É O PILOTO
Estamos nas mãos de Deus, ele está no controle

`ressa que leva à morte

elenycesantos.blogspot.com

Conta-se a historia de um médico francês que tinha um filho com um doença incurável.

O menino muito doente, de vez em vez chorava por causa de suas dores.

O pai já havia falado com todas as juntas medicas procurando pela cura do garoto.

O pai pensando em acabar com as dores do garoto, decidiu optar pela injeção que terminaria com a vida do garoto.

Ele aplicou a injeção no garoto e ele morreu.

O pai levou o filho para o cemitério e fez seu enterro.

Na volta quando chegou em casa viu uma carta de baixo da porta.

Quando abriu a carta, ele leu:

Dr. alegre-se. Achamos a cura para seu filho.

Hebreus 10:36

Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa

Professor Batata

elenycesantos.blogspot.com

O professor de religião pediu aos seus alunos que levassem batatas e um saco plastico a aula e escrever nas batatas o nome de cada pessoa de quem sentiam magoas ou tivessem ressentimentos. Uma batata para cada nome.

Pediu, também, para colocar as batatas dentro do saco plastico e guarda-las na mochila, junto com seus livros e cadernos.

A tarefa consistia em levar as batatas a todos os lugares onde fossem, por tempo indeterminado, ate que o professor os autorizasse a se livrar delas.

Naturalmente, elas foram-se deteriorando. Alem do peso, logo, tb, o mal cheiro começou a incomodar os alunos, ate o ponto em que não agüentaram mais:

-Professor, por favor, não da mais. Podemos jogar esse lixo fora?

-Sim, podem jogar as batatas fora, mais, se junto com elas vocês também nao jogarem fora toda a magoa e ressentimentos que elas representam, o peso e o mau cheiro nao sairá de seus coracoes!! REFLITA NISSO!!

29 de agosto de 2011

Auto Elétrica JM

elenycesantos.blogspot.com

tel é 13 3013 0781
*ID: 142*2792

*av.: Dr Augusto Severo- 678 loja B
*Parque São Vicente / são vicente SP

Melhor Preço e Atendimento do Mercado...

Qualidade é o nosso Lema!
elenycesantos.blogspot.com

elenycesantos.blogspot.com

O seu Valor

elenycesantos.blogspot.com
Quanto vale uma nota de 100 reais?

Ela vale 100 reais.

Agora e se você pegar ela e dobrar no meio, quanto ela vale? 100 reais.

E se amassar essa nota toda, quanto ela passa a valer? 100 reais.

Se pegar, jogar no chão e pisar em cima. Sabe o que acontece com ela? Continua tendo o mesmo valor de 100 reais.

Muitas vezes enfrentamos situações em que somos dobrados, amassados, tentam pisar em nós e desvalorizar-nos.

Muitas vezes tentam te jogar pra baixo mas na verdade não podem.

Por mais que tentem não podem tirar o seu valor.

Você tem o seu valor e ele continua com você apesar de tudo que os outros possam fazer.

Deus fez você com um valor incalculável, saiba disso.

Você tem o seu valor mesmo que te digam o contrário. Passe a se valorizar mais. Dê a você mesmo o seu devido valor e não deixe os outros tentarem tirar isso de você.


O seu real valor.

Não estrague o seu dia

elenycesantos.blogspot.com
A sua irritação não resolverá problema algum.
As suas contrariedades não alternarão a natureza das coisas.
Os desapontamentos não farão o trabalho
que só o tempo poderá fazer.
O seu mau humor não modificará a vida.
A sua dor não impedirá que o sol brilhe sobre
os bons e os maus.
A sua tristeza não iluminará os caminhos.
O seu desânimo não edificará a ninguém.
As suas reclamações, mesmo efetivas, não acrescentarão
nos outros um grama de simpatia por você.
Aprenda com sabedoria a desculpar infinitamente,
  construindo e reconstruindo para o
INFINITO.

Uma pequena história de amor

elenycesantos.blogspot.com
Era uma vez uma ilha onde moravam os seguintes sentimentos:
a Alegria, a Tristeza, a Vaidade, a Sabedoria, o Amor e outros.
Um dia avisaram aos moradores dessa ilha que ela ia ser inundada. Apavorado, o Amor cuidou
que todos os sentimentos se salvassem; ele então falou:

"Fujam todos. A ilha vai ser inundada".
Todos correram e pegaram os seus barquinhos, para irem a algum
lugar seguro em um morro bem alto. Só o Amor não se apressou,
pois queria ficar um pouco mais com a sua ilha.
Quando já estava se afogando, correu para pedir ajuda.
Estava passando, nesse momento, a riqueza e ele disse:
"Riqueza me leva com você". Ela lhe respondeu:
"Não posso, meu barco está cheio de ouro e prata e
 você não vai caber dentro dele".
Passou, logo a seguir, a vaidade e, ele lhe pediu e
ela lhe respondeu o seguinte:
"Infelizmente, não posso, você vai sujar o meu barco".
Logo atrás vinha a tristeza e um outro pedido de ajuda foi feito.
"Tristeza posso ir com você? "Ela retrucou e respondeu-lhe:

"Ah! Amor, estou tão triste que, sinceramente, prefiro ir sozinha".
Logo mais adiante vinha chegando a Alegria que, de tanto alegria e contentamento que
estava, nem ouviu o Amor e este começou a chorar.

Finalmente, eis que surge, passando perto de si um velhinho
navegando a sua embarcação e este lhe falou:
"Sobe Amor eu te levo".
O Amor radiante de felicidade nem se lembrou de perguntar
o nome daquela boa alma.
Chegando ao alto do morro, onde estavam os sentimentos, perguntou o amor à Sabedoria
quem era o velhinho que o trouxera até aquele local.

Ela lhe respondeu:
 

"O Tempo".

O Amor voltou a perguntar:
"O Tempo? Mas por que só o Tempo me trouxe até aqui?" A Sabedoria, então, respondeu-lhe:
"Porque só o Tempo é capaz de ajudar a entender um grande Amor".

o que você não vê

elenycesantos.blogspot.com
Muitas vezes você se encontra desanimado.
Tem vezes que o que se passa pela sua cabeça é desistir, se entregar.
Não consegue entender porque certas coisas acontecem com você,
porque te perseguem no trabalho, em casa, no bairro.
Se incomodam com você.
Você vê muita derrota, muita perseguição, muita tristeza.
Mas o que você não vê?
Talvez seus olhos não vejam que por mais que te persigam você continua de pé.
Por mais que tentem de derrubar você sempre levanta.
Por mais que te atrapalhem você segue seu caminho em frente.
Talvez você não veja que alguém muito maior está em sua defesa.
Então levante a cabeça e acredite que você não está sozinho.
Ore, converse, abra o que acontece no seu coração.
Talvez você nem precise ver. Talvez você apenas precise sentir.
Pois o maior golpe que você pode dar nesses que se incomodam com você
é estar firme e seguir em frente.
Eles não vão ver motivos pra isso.
Mas você vai.

O Recomeço

elenycesantos.blogspot.com
Não importa onde você  parou,

Em que momento da vida você cansou...

O que importa é que sempre é possível

E necessário RECOMEÇAR.

Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...

É renovar as esperanças na vida e,

o mais importante...

Acreditar em você de novo.

Sofreu muito neste período?

Foi aprendizado...

Chorou muito?

Foi limpeza da alma...

Ficou com raiva das pessoas?

Foi para perdoá-las um dia...

Sentiu-se só por diversas vezes?

É porque fechaste a porta para os anjos...

Acreditou em tudo que estava perdido?

Era o ínicio da tua melhora...

Onde vc quer chegar?

Ir alto?

Sonhe alto...

Queira o melhor do melhor.

Se pensamos pequeno...

Coisas pequenas teremos.

Mas se desejarmos fortemente o melhor e

principalmente lutarmos pelo melhor...

O melhor vai se instalar em nossa vida.

Porque  sou do tamanho daquilo que vejo.

O seu Valor

elenycesantos.blogspot.com
Quanto vale uma nota de 100 reais?
Ela vale 100 reais.
Agora e se você pegar ela e dobrar no meio, quanto ela vale? 100 reais.
E se amassar essa nota toda, quanto ela passa a valer? 100 reais.
Se pegar, jogar no chão e pisar em cima. Sabe o que acontece com ela? Continua tendo o mesmo valor de 100 reais.
Muitas vezes enfrentamos situações em que somos dobrados, amassados, tentam pisar em nós e desvalorizar-nos.
Muitas vezes tentam te jogar pra baixo mas na verdade não podem.
Por mais que tentem não podem tirar o seu valor.
Você tem o seu valor e ele continua com você apesar de tudo que os outros possam fazer.
Deus fez você com um valor incalculável, saiba disso.
Você tem o seu valor mesmo que te digam o contrário. Passe a se valorizar mais. Dê a você mesmo o seu devido valor e não deixe os outros tentarem tirar isso de você.

O seu real valor.

28 de agosto de 2011

Auto Elétrica JM

elenycesantos.blogspot.com

tel é 13 3013 0781
*ID: 142*2792

*av.: Dr Augusto Severo- 678 loja B
*Parque São Vicente / são vicente SP

Melhor Preço e Atendimento do Mercado...

Qualidade é o nosso Lema!

SABES QUEM SOU?”

elenycesantos.blogspot.com
Na solidão, te acompanho.
Na tristeza, te acalento.
Quando você cai, te apanho.
Quando você precisa, estou perto.

Nas trevas, sou a luz.
Nas dificuldades, a ajuda.
Nas incertezas, sou quem conduz.
Nas doenças, sou quem cuida.

Nas dúvidas, sou quem esclarece.
Nas A l e g r i a s, nem sempre sou o motivo.
Quando peço, nem sempre me obedeces.
Mas com certeza, sempre estou contigo.

Faço tudo e você não vê,
Quero te agradar e você nem percebe
Quanto mais luto por você
Mais você me esquece.

Mas estarei sempre por perto
Em todos momentos seus.
Pois, sou...Teu DEUS

A Arte de viver

elenycesantos.blogspot.com
Já perdoei erros quase imperdoáveis,

tentei substituir pessoas insubstituíveis

e esquecer pessoas inesquecíveis.


Já fiz coisas por impulso,

já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.


Já abracei pra proteger,

já dei risada quando não podia,

fiz amigos eternos,

amei e fui amado,

mas também já fui rejeitado,

fui amado e não amei.


Já gritei e pulei de tanta felicidade,

já vivi de amor e fiz juras eternas,

"quebrei a cara muitas vezes"!


Já chorei ouvindo música e vendo fotos,

já liguei só para escutar uma voz,

me apaixonei por um sorriso,

já pensei que fosse morrer de tanta saudade

e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).


Mas vivi, e ainda vivo!

Não passo pela vida…

E você também não deveria passar!


Viva!

Bom mesmo é ir à luta com determinação,

abraçar a vida com paixão,

perder com classe

e vencer com ousadia,

porque o mundo pertence a quem se atreve

e a vida é "muito" pra ser insignificante.

27 de agosto de 2011

Auto Elétrica JM

elenycesantos.blogspot.com

tel é 13 3013 0781
*ID: 142*2792

*av.: Dr Augusto Severo- 678 loja B
*Parque São Vicente / são vicente SP

Melhor Preço e Atendimento do Mercado...

Qualidade é o nosso Lema!

EU APRENDI:

elenycesantos.blogspot.com
EU APRENDI:
- Que eu não posso exigir o amor de ninguém. Posso apenas das boas razões para que gostem de mim e ter paciência para que a vida faça o resto;
- Que não importa o quanto certas coisas são importantes para mim - tem gente que não dá a mínima e jamais conseguirei convencê-las;
- Que posso passar anos construíndo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos;

EU APRENDI:
- Que posso usar meu charme por apenas 15 minutos; depois disso, preciso saber do que estou falando;
- Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida;
- Que, por mais que você corte um pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos de nosso caminho;

EU APRENDI:
- Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência;
- Que posso ir além dos limites que eu próprio me coloquei;
- Que eu preciso escolher entre controlar meu pensamento ou ser controlado por ele.

EU APRENDI:
- Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem;
- Que perdoar exige muita paciência;
- Que há muita gente que gosta de mim, mas que não consegue expressar isso.

EU APRENDI:
- Que, nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar minha vida;
- Que eu posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel;
- Que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são impossíveis. Será uma tragédia para o mundo se eu conseguir convencê-la disso.

EU APRENDI:
- Que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e eu tenho que me acostumar com isso;
- Que não é o bastante ser perdoado pelos outros; eu preciso me perdoar primeiro;
- Que não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

EU APRENDI:
- Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que sou, mas não pelas escolhas que eu fiz quando adulto;
- Que, numa briga, eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver;
- Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem. E quando duas pessoas não discutem, não significa que elas se amem;

EU APRENDI:
- Que minha existência pode mudar para sempre em poucas horas, por causa de gente que nunca vi antes;
- Que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio.

EU APRENDI:
- Que a palavra "amor" perde o seu sentido, quando usada sem critério;
- Que certas pessoas vão embora de qualquer maneira;
- Que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que eu acredito.

(Autor desconhecido)

Adversidade

elenycesantos.blogspot.com

Uma filha se queixou ao pai sobre sua vida e de como as coisas estavam difíceis para ela. Ela já não sabia mais o que fazer e queria desistir.Estava cansada de lutar. Parecia que assim que um problema estava resolvido um outro surgia.
Seu pai, levou-a até a cozinha.
Encheu três panelas com água e colocou cada uma em fogo alto.
Logo as panelas começaram a ferver.
Em uma ele colocou cenouras, em outra colocou ovos e, na última, pó de café.
Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra.
A filha esperou impacientemente, imaginando o que ele estaria fazendo.
Cerca de vinte minutos depois, ele apagou o gás. Pescou as cenouras e as colocou em uma tigela. Retirou os ovos e então pegou o café.
Virando-se para ela, perguntou: - O que você está vendo?
- Cenouras, ovos e café, respondeu.
Ele pediu para experimentar as cenouras.
Ela notou que as cenouras estavam macias.
Ele, então, pediu-lhe que pegasse um ovo e o quebrasse.
Ela obedeceu e depois de retirar a casca verificou que o ovo endurecera com a fervura.
Finalmente, ele lhe pediu que tomasse um gole do café.
Ela sorriu ao provar seu aroma delicioso e perguntou:
- O que isto significa, pai?
Ele explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade, a água fervendo, mas que cada um reagira de maneira diferente.
A cenoura entrara forte, firme e inflexível.
Mas depois de ter sido submetida à água fervendo, amolecera e se tornara frágil.
Os ovos eram frágeis. Sua casca fina havia protegido o líquido interior, mas depois de terem sido colocados na água fervendo, seu interior se tornou mais rijo.
O pó de café, contudo, era incomparável.
Depois de colocado na água fervente, havia mudado a água.
- Qual deles é você, minha filha? - perguntou o pai.
Quando a adversidade bate a sua porta, como você responde? Você é uma cenoura, um ovo ou pó de café? Você é como a cenoura que parece forte, mas com a dor e a adversidade murcha e se torna frágil e perde sua forças? Ou como o ovo, que começa com um coração maleável , mas depois de alguma dificuldade se torna mais difícil e duro? Ou será que você é como o pó de café? Ele muda a água fervente, a coisa que está trazendo a dor, para conseguir extrair dela o máximo de seu sabor. Quanto mais quente estiver a água, mais gostoso se torna o café. Quando as coisas se tornam piores, você se torna melhor e faz com que tudo em torno de você também melhore. Como você lida com a adversidade?

O que é o amor?

elenycesantos.blogspot.com


"Amor é quando uma menina coloca perfume e o menino coloca loção pós-barba. Aí eles saem juntos e se cheiram". - Carlos, 5 anos
"Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela". - Cristina, 6 anos
"Amor é quando minha mãe faz café para o meu pai e toma um gole antes para ter certeza que está do gosto dele". - Danny, 6 anos
"Amor é quando mamãe vê o papai suado e mau cheiroso e ainda fala que ele é mais bonito que o Gianechinni. - Jane, 8 anos
"Durante minha apresentação de piano, eu vi meu pai na platéia me acenando e sorrindo. Era a única pessoa fazendo isso e eu já não sentia medo". - Cindy, 8 anos
"Quando você ama alguém, seus olhos sobem e descem e pequenas estrelas saem de você". - Karen, 7 anos
"Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro". - Maria, 4 anos
Qual é a sua forma de amar, hein?

deixe seu comentário dizendo sua forma de interpretar o amor..
precisamos terminar esta mensagem...

viver...

elenycesantos.blogspot.com
Não é doar um pouco... É doar sempre !
Não é superar uma ofensa... É esquecê-la !
Não é se compadecer... É ajudar mesmo que seja um grande incômodo !
Não é apenas sorrir... É fazer sorrir as pessoas que estiverem ao seu lado !
Viver não é medir a sua ajuda... É ajudar sempre sem medidas...
Não é ajudar apenas os que estão por perto... Mas estar sempre perto de todos aqueles que precisam de ajuda !
Quem realmente vive e ama,
Não faz apenas o que pode,
Mas ama as pessoas de verdade,
Como se não houvesse um amanhã por vir !!!

o velho sábio

elenycesantos.blogspot.com


Conta a lenda que um velho sábio, tido como mestre da paciência, era capaz de derrotar qualquer adversário.
Certa tarde, um homem conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu com a intenção de desafiar o mestre da paciência. O velho aceitou o desafio e o homem começou a insultá-lo. Chegou a jogar algumas pedras em sua direção, cuspiu em sua direção e gritou todos os tipos de insultos.
Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o homem se deu por vencido e retirou-se.
Impressionados, os alunos perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade.
O mestre perguntou: Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?
A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.
O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos. Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carregava consigo. A sua paz interior depende exclusivamente de você. As pessoas não podem lhe tirar a calma. Só se você permitir... bom dia.
elenycesantos.blogspot.com

26 de agosto de 2011

Quando voce diz:

elenycesantos.blogspot.com
“Não posso resolver…”
Deus diz:
“EU dirijo os teus passos”(Provérbios, 3:5-6)
Quando você diz:
“É impossível…”
Deus diz:
“Tudo é possível”(Lucas 18:27)
Quando você diz:
“Me sinto só…”
Deus diz:
“Não Te deixarei,nem Te desamparei”(Hebreus 13:5)
Quando você diz:
“Eu não posso fazer…”
Deus diz:
“Tudo podes”(Filipenses 4:13)
Quando você diz:
“Não mereço perdão…”
Deus diz:
“Eu Te perdoo”(1o. João 1:9, Romanos 8:1)
Quando você diz:
“Tenho medo…”
Deus diz:
“Não Temas,EU estou contigo”(Isaias 41:10)
Quando você diz:
“Estou muito cansado…”
Deus diz:
“EU te farei descansar”(Mateus 11:28-30)
Quando você diz:
“Ninguém me Ama de Verdade…”
Deus diz:
“EU TE AMO”(João 3:16 – João 13:34)
Quando você diz:
“Não sei como seguir…”
Deus diz:
“EU Te ensinarei o Caminho”(Salmo 32:5)
Quando perguntares:
“Que Caminho me conduz a Deus?”
Deus diz:
“Meu Filho Amado Jesus Cristo”(1. Timóteo 2:5-Atos 4:12-João 3:16)…
Fique com DEUS….

uma formiga me levou a orar

elenycesantos.blogspot.com
Outro dia, vi uma formiga que carregava uma enorme folha. A formiga era pequena e a folha devia ter, no mínimo, dez vezes o tamanho dela. A formiga a carregava com sacrifício.
Ora a arrastava, ora a tinha sobre a cabeça. Quando o vento batia, a folha tombava, fazendo cair também a formiga.
Foram muitos os tropeços, mas nem por isso a formiga desanimou de sua tarefa. Eu a observei e acompanhei, até que chegou próximo de um buraco, que devia ser a porta de sua casa.
Foi quando pensei: “Até que enfim ela terminou seu empreendimento”. Ilusão minha. Na verdade, havia apenas terminado uma etapa.
A folha era muito maior do que a boca do buraco, o que fez com que a formiga a deixasse do lado de fora para, então, entrar sozinha.
Foi aí que disse a mim mesmo: “Coitada, tanto sacrifício para nada.”
Lembrei-me ainda do ditado popular: “Nadou, nadou e morreu na praia.” Mas a pequena formiga me surpreendeu. Do buraco saíram outras formigas, que começaram a cortar a folha em pequenos pedaços.
Elas pareciam alegres na tarefa. Em pouco tempo, a grande folha havia desaparecido, dando lugar a pequenos pedaços e eles estavam todos dentro do buraco.
Imediatamente me peguei pensando em minhas experiências. Quantas vezes desanimei diante do tamanho das tarefas ou dificuldades?
Talvez, se a formiga tivesse olhado para o tamanho da folha, nem mesmo teria começado a carregá-la.
Invejei a persistência, a força daquela formiguinha. Naturalmente, transformei minha reflexão em oração e pedi ao Senhor:
Que me desse a tenacidade daquela formiga, para “carregar” as dificuldades do dia-a-dia.
Que me desse a perseverança da formiga, para não desanimar diante das quedas.
Que eu pudesse ter a inteligência, a esperteza dela, para dividir em pedaços o fardo que, às vezes, se apresenta grande demais.
Que eu tivesse a humildade para partilhar com os outros o êxito da chegada, mesmo que o trajeto tivesse sido solitário.
Pedi ao Senhor a graça de, como aquela formiga, não desistir da caminhada, mesmo quando os ventos contrários me fazem virar de cabeça para baixo, mesmo quando, pelo tamanho da carga, não consigo ver com nitidez o caminho a percorrer.
A alegria dos filhotes que, provavelmente, esperavam lá dentro pelo alimento, fez aquela formiga esquecer e superar todas as adversidades da estrada.
Após meu encontro com aquela formiga, saí mais fortalecido em minha caminhada. Agradeci ao Senhor por ter colocado aquela formiga em meu caminho ou por me ter feito passar pelo caminho dela.
Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente.

A conversao do mineiro

elenycesantos.blogspot.com
Um mineiro de carvão se converteu. Seus amigos acharam graça. Ficaram tirando onda com ele. Ele bebia muito, e não acreditaram na conversão dele.
- “Ô Carlos, você acredita que Jesus virou água em vinho naquela festa?” perguntaram.
- Carlos respondeu. “Não sei se Jesus realmente virou água em vinho naquela casa. Mas, eu sei que na minha casa ele virou cachaça em comida na mesa.”
Qual a maior prova de milagres? A transformação na vida dele.
Por que eu acredito nos milagres de Jesus? Por causa dos milagres que ele fez na minha vida.
Não vi Jesus virar água em vinho. Não o vi transaformar cinco pães num banquete para cinco mil. Mas, eu o vi converter um homem violento, revoltado, e vingativo numa pessoa que até seus velhos amigos dizem – “Só Deus pode ter feito isso.”
Há pessoas violentas, corruptas, entregues a todo tipo de paixão e vício. Jesus as mudou.
Elas acreditam em milagres? Elas acreditam em transformação?
Acreditam sim! Porque elas viram milagres nas suas próprias vidas. Você acredita em milagres? –
Autor desconhecido

Os forasteiros e as pedrinhas

elenycesantos.blogspot.com
Certa vez, um grupo de forasteiros, viajando no mato se deitaram para dormir. De repente, eles viram no céu uma grande luz.

Se recuperando do susto, eles perceberam que estavam na presença de um ser celestial. Com muita expectativa, eles esperaram uma mensagem divina. Eles esperaram que um anjo ou até Deus mesmo falasse com eles.

Finalmente, uma voz falou: “Junte tantas pedrinhas quanto puder. Coloque-as nas suas malas. Viaje por mais um dia e amanhã a noite vocês se encontrarão felizes e tristes.”

Depois que a luz desapareceu, os forasteiros reclamaram entre si. Eles ficaram desapontados e alguns até com raiva. Eles haviam esperado uma grande revelação, algo que talvez daria a eles condições de riqueza ou saúde ou uma mensagem que daria um futuro melhor para a humanidade.

Ao em vez disso, eles receberam uma tarefa chata, sem o menor sentido.

Contudo, a memória do brilho da visita levou cada um a pegar algumas pedrinhas e colocar na sua mala, em meio as reclamações.

Eles viajaram por mais um dia. Aquela noite, enquanto se prepararam seu acampamento eles abriram suas malas e descobriram que cada pedrinha havia virado um diamante. Eles ficaram felizes que tinham os diamantes. Mas, também eles ficaram tristes, que não levaram mais pedrinhas.

Jesus disse: “Onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.”

Uma boa maneira de medir o lugar verdadeiro do nosso tesouro é essa:


“O Senhor mede o que nós damos, não por aquilo que nós entregamos a ele, mas por aquilo que guardamos para nós.”
- Na sua vida, irmão, aonde está o tesouro maior?

Mat 7:13-14; Marc 12:41-4

Amando o inimigo

elenycesantos.blogspot.com
Certa vez um homem foi visitar o pastor dizendo que queriam se divorciar da sua mulher.
O pastor disse, “Mas a Bíblia diz que você deve amar sua esposa como Cristo amou a igreja.”(Efé 5:25).
O homem respondeu, “Mas, eu não consigo. E, de qualquer forma, eu não sou perfeito como Cristo.”
O pastor disse, “Então, se não conseguir assim, lembre que Jesus nos mandou amar o nosso próximo. Você não pode continuar a amar ela como seu próximo?” (Mar 12:33)
O homem disse “Mas, ela me traiu, ela não me trata como próximo dela. Não consigo amar ela como meu próximo.”
“Então,” disse o pastor, “Só tenho mais uma palavra do Senhor. ‘Amai os vossos inimigos’.” (Mat 5:44; Luc 6:27)

22 de agosto de 2011

O Passaro e a Oração

elenycesantos.blogspot.com

Você já viu um passarinho dormindo num galho ou num fio, sem cair? Como é que ele consegue isso? Se a gente tentasse dormir assim iríamos cair e quebrar o pescoço.
O segredo está nos tendões das pernas do passarinho. Eles são construídos de forma que, quando o joelho está dobrado, o pezinho segura firmemente qualquer coisa. Os pés não irão soltar aquela coisa até que ele desdobra o joelho para voar. O joelho dobrado é o que dá ao passarinho a força de segurar qualquer coisa.
É uma maravilha, não é? Que desenho incrível que o Criador fez para segurar o passarinho. Mas, não é tão diferente de nós. Quando nosso “galho” na vida fica precário, quando tudo é ameaçado de cair, a maior segurança, a maior estabilidade nos vem de um joelho dobrado – dobrado em oração.
Salmo 34:15-18

Doce Reunião

elenycesantos.blogspot.com
Você alguma vez testemunhou uma cena como esta?
Pais jovens desesperados ansiosamente procuram numa grande loja de departamentos sua criança de dois anos. Quem sabe como ou onde, a criancinha deles se perdeu enquanto eles olhavam móveis. O segurança da loja está tomando informações dos pais apavorados… estranhos se unem os esforços de busca… a jovem mãe está à beira de histeria.
Quando ninguém espera, uma mulher com aparência de avó apareça com a criança nos braços dela. Ela salvou o dia! Mas mesmo quando o pequeno menino vê a mãe dele, ele continua chorando incontrolavelmente. O medo que ele sentiu que ele perdeu a mamãe e o papai dele o consumiu. Entre suspiros e soluços, ele literalmente luta para respirar. Seu coração sai para a criança e os pais.
Um evento como este aconteceu comigo e minha esposa quando nossa filha mais nova, Kendra, tinha cerca de quatro anos. Nós a perdemos em um estádio de futebol! Levou vários minutos de procura frenética antes que nós a localizamos. A reunião foi tão doce!
Você alguma vez se viu como uma criança perdida, lutando desesperadamente para respirar … almejando os braços de seu Pai amando?
Isso é um retrato incrível de nossa dependência em Deus que nós nunca devemos superar.
Corra aos braços dele… e respire fundo!
Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus?
- Salmo 42:1-3

O cimento do Amor

elenycesantos.blogspot.com
Quando o salão do prédio onde a igreja se reúne foi construído foram usados centenas de tijolos. Um em cima do outro. Sem estes tijolos não teríamos este salão. Podemos até dizer que o tijolo é a matéria prima da construção numa edificação como esta. Mas, para levantar estas paredes, só é preciso de tijolos? Pode imaginar dezenas de tijolos um em cima do outro.
O que mais é preciso? Cimento. Pode imaginar estas paredes aqui, um tijolo em cima do outro, centenas de tijolos ao seu redor, mas sem cimento? Ou com cimento de má qualidade?
Nós somos os tijolos que Jesus usa para construir sua igreja. A palavra até nos chama de “pedras”. 1 Pedro 2:5 diz “também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual… ” Cada um de nós somos a matéria prima da edificação da Igreja de Jesus. Mas, há um material fundamental que nos mantém juntos – o amor. Este amor é o que? É a paciência, a consideração, a confiança um no outro. Sem o cimento do amor, todas estas pedras um dia caem. Basta o inimigo bater um pouco na parede que ela cede. Ele bate um pouco mais e ela cai para o chão.
Na verdade, o cimento que liga dois tijolos aqui em baixo na parede, é tão importante quanto o cimento e os tijolos ligados ali em cima. De fato, todos os tijolos desta parede estão de certa forma em contato com todos os outros. Todos dependem, uns dos outros – como nós dependemos uns dos outros.
Quando nós começamos a brigar, a discutir, a medir ou até retirar nosso amor uns dos outros, o que é que acontece? A parede começa a ceder. Alguns tijolos começam a cair. Basta uma rachadura aqui, e outro ali, e outro ali, e em pouco tempo, a casa toda cai. Por outro lado, basta que o cimento que segura os tijolos seja bem feito, bem forte, e todos ficam juntos. Podem resistir qualquer investida do inimigo.
Você não tem que segurar todos os irmãos na igreja. Você não tem que visitar todos.
Mas, você tem que amar pessoalmente aqueles que Deus colocou próximo de você.
Tem que tratar todos com a mesma consideração. Tem que amar igualmente todos.
Mas, haverão alguns, bem próximos de você que você terá que ter um amor muito forte para eles.
Elas podem ser próximos porque são da sua casa, ou do seu pequeno grupo, ou da sua área de serviço na igreja. Ou, pode ser que é com eles que você se acha em constante atrito. Seja qual for o motivo, são os tijolos que Jesus, o grande construtor desta casa, colocou próximo de você. Ame eles, com o mesmo amor que você ama a Jesus. E, a igreja dEle ficará bem forte para sempre. Quando falamos uns com os outros, vamos falar como quem está falando com o próprio Senhor Jesus.

Por que as ovelhas não chafurdam?

elenycesantos.blogspot.com
Era uma vez uma ovelinha que, junto com sua mãe, passava em frente de um chiqueiro todos os dias a caminho do pasto. Os porcos se divertiam tanto rolando na lama que num dia de muito calor a ovelinha pediu à mãe que a deixasse pular a cerca e chafurdar na lama fresca.
A mãe respondeu que não. A ovelinha fez a clássica pergunta: “Por que não?” A resposta foi simples: “Porque ovelhas não chafurdam.”
A ovelinha não se contentou. Achou que a mãe havia feito pouco caso dela e abusado de sua autoridade quando não devia. Assim que a mãe se afastou, a ovelinha correu para o chiqueiro e pulou a cerca. Sentiu a lama fria em seus pés, suas pernas e barriga. Pouco depois achou que já era hora de voltar para junto da mãe, mas não conseguiu! Estava presa!
Lama e lã não combinam. Seu prazer havia se transformado em prisão. A ovelinha estava desesperadamente presa em conseqüência de sua tolice. Ela pediu socorro e foi resgatada por um lavrador caridoso.
Depois de ter sido limpa e estar de volta ao aprisco, a mãe relembrou: “Não se esqueça de que ovelhas não chafurdam!”
O mesmo acontece com o pecado. Parece tão gostoso, tão fácil de ser abandonado quando bem entendermos. Mas não é assim! Os prazeres nos aprisionam. Os cristãos não devem chafurdar (2 Pedro 2:14-22).

21 de agosto de 2011

Frutos do espírito e frutos da carne.

elenycesantos.blogspot.com
“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: caridade (amor), gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra essas coisas não há lei.” Gl 5.19-23

Nenhum trecho da Bíblia apresenta um mais nítido contraste entre o modo de vida do crente cheio do Espírito e aquele controlado pela natureza humana pecaminosa do que 5.16-26. Paulo não somente examina a diferença geral do modo de vida desses dois tipos de crentes, ao enfatizar que o Espírito e a carne estão em conflito entre si, mas também inclui uma lista específica tanto das obras da carne, como do fruto do Espírito.

OBRAS DA CARNE.

“Carne” (gr. sarx) é a natureza pecaminosa com seus desejos corruptos, a qual continua no cristão após a sua conversão, sendo seu inimigo mortal (Rm 8.6-8,13; Gl 5.17,21). Aqueles que praticam as obras da carne não poderão herdar o reino de Deus (5.21). Por isso, essa natureza carnal pecaminosa precisa ser resistida e mortificada numa guerra espiritual contínua, que o crente trava através do poder do Espírito Santo (Rm 8.4-14; ver Gl 5.17).

As obras da carne (5.19-21) incluem:

(1) “Prostituição” (gr. pornéia), i.e., imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, também, gostar de quadros, filmes ou publicações pornográficos (cf. Mt 5.32; 19.9; At 15.20,29; 21.25; 1Co 5.1). Os termos moichéia e pornéia são traduzidos por um só em português: prostituição.

(2) “Impureza” (gr. akatharsia), i.e., pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5.3; Cl 3.5).

(3) “Lascívia” (gr. aselgeia), i.e., sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12.21).

(4) “Idolatria” (gr. eidololatria), i.e., a adoração de espíritos, pessoas ou ídolos, e também a confiança numa pessoa, instituição ou objeto como se tivesse autoridade igual ou maior que Deus e sua Palavra (Cl 3.5).

(5) “Feitiçarias” (gr. pharmakeia), i.e., espiritismo, magia negra, adoração de demônios e o uso de drogas e outros materiais, na prática da feitiçaria (Êx 7.11,22; 8.18; Ap 9.21; 18.23).

(6) “Inimizades” (gr. echthra), i.e., intenções e ações fortemente hostis; antipatia e inimizade extremas.

(7) “Porfias” (gr. eris), i.e., brigas, oposição, luta por superioridade (Rm 1.29; 1Co 1.11; 3.3).

(8) “Emulações” (gr. zelos), i.e., ressentimento, inveja amarga do sucesso dos outros (Rm 13.13; 1Co 3.3).

(9) “Iras” (gr. thumos), i.e., ira ou fúria explosiva que irrompe através de palavras e ações violentas (Cl 3.8).

(10) “Pelejas” (gr. eritheia), i.e., ambição egoísta e a cobiça do poder (2Co 12.20; Fp 1.16,17).

(11) “Dissensões” (gr. dichostasia), i.e., introduzir ensinos cismáticos na congregação sem qualquer respaldo na Palavra de Deus (Rm 16.17).

(12) “Heresias” (gr. hairesis), i.e., grupos divididos dentro da congregação, formando conluios egoístas que destroem a unidade da igreja (1Co 11.19).

(13) “Invejas” (gr. fthonos), i.e., antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos e queremos.

(14) “Homicídios” (gr. phonos), i.e., matar o próximo por perversidade. A tradução do termo phonos na Bíblia de Almeida está embutida na tradução de methe, a seguir, por tratar-se de práticas conexas.

(15) “Bebedices” (gr. methe), i.e., descontrole das faculdades físicas e mentais por meio de bebida embriagante.

(16) “Glutonarias” (gr. komos), i.e., diversões, festas com comida e bebida de modo extravagante e desenfreado, envolvendo drogas, sexo e coisas semelhantes.

As palavras finais de Paulo sobre as obras da carne são severas e enérgicas: quem se diz crente em Jesus e participa dessas atividades iníquas exclui-se do


reino de Deus, i.e., não terá salvação (5.21; ver 1Co 6.9).

O FRUTO DO ESPÍRITO.

Em contraste com as obras da carne, temos o modo de viver íntegro e honesto que a Bíblia chama “o fruto do Espírito”. Esta maneira de viver se realiza no crente à medida que ele permite que o Espírito dirija e influencie sua vida de tal maneira que ele (o crente) subjugue o poder do pecado, especialmente as obras da carne, e ande em comunhão com Deus (ver Rm 8.5-14 nota; 8.14 nota; cf. 2Co 6.6; Ef 4.2,3; 5.9; Cl 3.12-15; 2Pe 1.4-9).

O fruto do Espírito inclui:

(1) “Caridade” (amor) (gr. agape), i.e., o interesse e a busca do bem maior de outra pessoa sem nada querer em troca (Rm 5.5; 1Co 13; Ef 5.2; Cl 3.14).

(2) “Gozo” (gr. chara), i.e., a sensação de alegria baseada no amor, na graça, nas bênçãos, nas promessas e na presença de Deus, bênçãos estas que pertencem àqueles que crêem em Cristo (Sl 119.16; 2Co 6.10; 12.9; 1Pe 1.8; ver Fp 1.14).

(3) “Paz” (gr. eirene), i.e., a quietude de coração e mente, baseada na convicção de que tudo vai bem entre o crente e seu Pai celestial (Rm 15.33; Fp 4.7; 1Ts 5.23; Hb 13.20).

(4) “Longanimidade” (gr. makrothumia), i.e., perseverança, paciência, ser tardio para irar-se ou para o desespero (Ef 4.2; 2Tm 3.10; Hb 12.1).

(5) “Benignidade” (gr. chrestotes), i.e., não querer magoar ninguém, nem lhe provocar dor (Ef 4.32; Cl 3.12; 1Pe 2.3).

(6) “Bondade” (gr. agathosune), i.e., zelo pela verdade e pela retidão, e repulsa ao mal; pode ser expressa em atos de bondade (Lc 7.37-50) ou na repreensão e na correção do mal (Mt 21.12,13).

(7) “Fé” (gr. pistis), i.e., lealdade constante e inabalável a alguém com quem estamos unidos por promessa, compromisso, fidedignidade e honestidade (Mt 23.23; Rm 3.3; 1Tm 6.12; 2Tm 2.2; 4.7; Tt 2.10).

(8) “Mansidão” (gr. prautes), i.e., moderação, associada à força e à coragem; descreve alguém que pode irar-se com eqüidade quando for necessário, e também humildemente submeter-se quando for preciso (2Tm 2.25; 1Pe 3.15; para a mansidão de Jesus, cf. Mt 11.29 com 23; Mc 3.5; a de Paulo, cf. 2Co 10.1 com 10.4-6; Gl 1.9; a de Moisés, cf. Nm 12.3 com Êx 32.19,20).

(9) “Temperança” (gr. egkrateia), i.e., o controle ou domínio sobre nossos próprios desejos e paixões, inclusive a fidelidade aos votos conjugais; também a pureza (1Co 7.9; Tt 1.8; 2.5).

O ensino final de Paulo sobre o fruto do Espírito é que não há qualquer restrição quanto ao modo de viver aqui indicado. O crente pode — e realmente deve — praticar essas virtudes continuamente. Nunca haverá uma lei que lhes impeça de viver segundo os princípios aqui descritos.

Fonte: Bíblia De Estudo Pentecostal

Aprendendo com a Ostra

elenycesantos.blogspot.com

Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas?
As pérolas são uma ferida curada.
Pérolas são produto da dor, resultado da
entrada de uma substância estranha ou
indesejável no interior da ostra,
como um parasita ou um grão de areia.
A parte interna da concha de uma ostra
é uma substância lustrosa chamada nácar.
Quando um grão de areia penetra, as
células do nácar começam a trabalhar e
cobrem o grão de areia com camadas e mais
camadas para proteger o corpo indefeso da
ostra. Como resultado, uma linda pérola é formada.
Uma ostra que não foi ferida, de algum modo,
não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada:
a.. Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo?
b.. Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?
c.. Suas idéias já foram rejeitadas?
Então produza uma pérola… cubra suas mágoas
e as rejeições sofridas com camadas e camadas de amor.
Lembre-se apenas de que uma ostra que não foi ferida,
não produz pérolas.

Onde Fica o WC?

elenycesantos.blogspot.com
COMO UMA INFORMAÇÃO ERRADAS ÀS VEZES SE TORNA PERIGOSA

Um casal italiano, viajando pela Inglaterra, se encantou com uma bela casa de campo, de propriedade de um pastor inglês. Entraram em contato com o pastor e ficou combinado que alugariam a casa para passarem lá o verão seguinte com a família.
De volta à Itália, o casal começou a contar aos filhos, com entusiasmo, o acordo feito com o pastor inglês e os detalhes da encantadora propriedade, quando a senhora italiana percebeu que não se lembrava da localização do banheiro da casa e que conforto ofereceria, pois a família era numerosa e precisava de, pelo menos, dois banheiros. Imediatamente escreveu uma carta ao pastor. A carta tinha o seguinte conteúdo:

Prezado pastor,
ao regressarmos para casa, surgiu uma dúvida a qual gostaríamos que nos esclarecesse. Onde fica o W.C. e que conforto oferece?

O pastor, ao receber a carta da senhora italiana, e supondo que W.C. fosse abreviatura de White Chapel, uma igreja, respondeu da seguinte maneira:

Prezada senhora,
deu-me um imenso prazer receber a sua carta e espero
esclarecer a contento sua dúvida. O local da sua indagação fica a apenas 12 km da casa. Trata-se de um espaço amplo, que acomoda 200 pessoas sentadas e 100 pessoas em pé. Aconselho que a senhora chegue cedo com sua família para
conseguir um lugar sentada. Algumas pessoas costumam levar lanche para passar lá algumas horas. Na entrada, são distribuídas folhas de papel para as pessoas. Caso não haja folhas para todos, não tem problema, pois as pessoas costumam usar a folha com o vizinho. Na saída, as folhas são devolvidas para que possam ser utilizadas durante todo o mês. O ambiente está decorado com assentos de veludo vermelho e amplas janelas, que permitem a visualização
dos jardins ao redor. Tem ainda amplificadores de som instalados em pontos estratégicos, que possibilitam a propagação do mesmo para toda a vizinhança. Se a senhora tem o hábito de ir lá com freqüência, recomendo a utilização de bicicletas, que estão guardadas na garagem da casa. Costumamos contratar fotógrafos dos jornais locais para registrarem a passagem e a permanência das pessoas no cumprimento de uma função tão humana.
Esperando ter sanado suas dúvidas, aguardo-os no próximo verão, onde teremos oportunidade de encontros periódicos no local em referência e, quem sabe, poderemos combinar horários para que a senhora e sua família participem das minhas atividades dentro desse recinto.

20 de agosto de 2011

Dê Valor ao que você tem

elenycesantos.blogspot.com
Um homem caminhava pela praia numa noite
de lua cheia e pensava:

Se tivesse um carro novo, seria feliz…
Se tivesse uma casa grande, seria feliz…
Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz……
Se tivesse uma parceira perfeita, seria feliz…

Nesse momento, tropeçou em uma pequena sacola
cheia de pedras e começou jogá-las uma a uma no mar.
E a cada vez dizia: Seria feliz se tivesse…
Assim fez até que restou apenas uma pedrinha,
que decidiu guardar.
Ao chegar em casa percebeu que aquela pedrinha tratava-se
de um diamante muito valioso.
Quantos diamantes teria jogado ao mar sem parar para pensar?
Muitas vezes nós também jogamos fora nossos preciosos tesouros,
esperando o que acreditamos ser perfeito.
Se você ainda não pode ter o que sonha,
Dê valor ao que você já conseguiu conquistar.

A Cerca

elenycesantos.blogspot.com
Era uma vez um menino com temperamento muito forte. Seu pai deu-lhe um saco de pregos, dizendo-lhe que cada vez que ele ficasse furioso (bravo) pregasse um prego na cerca do fundo da casa.

No primeiro dia o garoto pregou 37 pregos, mas gradualmente ele foi se acalmando. Descobriu que era mais fácil "segurar" seu temperamento do que pregar os pregos na cerca.

Finalmente chegou o dia em que o garoto não se enfureceu nenhuma vez. Contou ao pai o que havia sucedido e pai sugeriu-lhe que, de agora em diante por cada dia que conseguisse segurar seu temperamento retirasse um dos 37 pregos.

Passou-se o tempo e o garoto finalmente pode dizer ao pai que tinha retirado todos os pregos.

O pai tomou o filho pela mão e levou-o até a cerca dizendo-lhe:

- Você fez muito bem meu filho, mas a cerca nunca mais será a mesma. Quando você diz coisas quando está furioso, elas deixam uma cicatriz assim como as marcas da cerca. Você pode fincar e retirar uma faca em um homem. Não importa quantas vezes você possa dizer; "desculpe", a ferida mesmo assim permanecerá. Uma ferida verbal é tão ruim (maligna) quanto uma ferida física. Amigos são uma jóia muito rara. Eles fazem você sorrir e estimulam você a ter sucesso. Eles emprestam um ouvido amigo, repartem uma palavra de elogio, eles querem sempre abrir seus corações para nós."

Alem das Aparencias

elenycesantos.blogspot.com
Antônio, um pai de família, um certo dia, quando voltava do trabalho dirigindo num trânsito bastante pesado, deparou-se com um senhor que dirigia apressadamente vinha cortando todo o mundo e, quando se aproximou do carro de Antonio, deu-lhe uma tremenda fechada, já que precisava atravessar para a outra pista.
Naquela hora, a vontade de Antônio foi de xingá-lo e impedir sua passagem, mas logo pensou :
- Coitado ! Se ele está tão nervoso e apressado assim…
Vai ver que está com um problema sério e precisando chegar logo ao seu destino.
Pensando assim, foi diminuindo a marcha e o deixou passar.
Chegando em casa, Antônio recebeu a notícia de que seu filho de três anos havia sofrido um grave acidente e fora levado ao hospital.
Imediatamente seguiu para lá e, quando chegou, sua esposa veio ao seu encontro e o tranqüilizou dizendo :
- Graças a Deus está tudo bem, pois o médico chegou a tempo para socorrer nosso filho.
Ele já está fora de perigo.
Antonio, aliviado, pediu que sua esposa o levasse até o médico para agradece-lo.
Qual não foi sua surpresa quando percebeu que o médico era aquele senhor apressado para o qual ele havia dado passagem !
Procure ver as pessoas além das aparências.
Imagine que por trás de uma atitude, existe uma história, um motivo que leva a pessoa a agir de determinada forma.

A Bilia como um Aplicativo

elenycesantos.blogspot.com

Você se lembra quando os telefones eram usados somente para fazer ligações? Com a chegada do telefone inteligente, o que antes era usado para falar com alguém, agora tornou-se um banco de dados. Ao adicionar aplicativos(programas de computador) ao seu celular, você pode ler notícias de esportes, jogar, planejar viagens, encontrar um apartamento ou qualquer coisa dentro dos mais de 100 mil outros serviços disponíveis com um aplicativo.

É muito surpreendente, porem os aplicativos para telefones não se comparam aos oferecidos pelas Escrituras.

As aplicações da Bíblia são notas diretas de Deus para nos ensinar a utilizar as verdades da sua palavra em todas as áreas de nossa vida.

Considere Filipenses 2, por exemplo: o aplicativo de unidade(Filipenses 2:2), o da humildade(2:3), o da murmuração(2:14), o de brilhar como luzes(2:15). Veja também as instruções de Efésios 5: de imitar Deus(5:1), andar em amor(5:2), pureza (5:3), e da língua(5:4); E o livro de Provérbios? Está cheio de instruções.

Você não precisa esperar que alguém lhe ofereça isso na internet, apenas abrir a Bíblia e ver as centenas de maneiras de aplicação das Escrituras em sua vida. Você tem dúvidas sobre a vida cristã? Examine a Bíblia. As respostas estão lá, aguardando para serem descobertas – JDB

A Bíblia tem tesouros de sabedoria para você- leia e aplique-os!

A Conciencia

elenycesantos.blogspot.com
Certa vez houve um concurso de pintura e o primeiro lugar seria dado ao quadro que melhor representasse a paz.
Ficaram, dentre muitos, três finalistas igualmente empatados.
O primeiro retratava uma imensa pastagem com lindas flores e borboletas que bailavam no ar acariciadas por uma brisa suave.
O segundo mostrava pássaros a voar sob nuvens brancas como a neve em meio ao azul anil do céu.
O terceiro mostrava um grande rochedo sendo açoitado pela violência das ondas do mar em meio a uma tempestade estrondosa e cheia de relâmpagos.
Mas para surpresa e espanto dos finalistas, o escolhido foi o terceiro quadro, o que retratava a violência das ondas contra o rochedo.
Indignados, os dois pintores que não foram escolhidos, questionaram o juiz que deu o voto de desempate:
- Como este quadro tão violento pode representar a paz, Sr. Juiz?
E o juiz, com uma serenidade muito grande no olhar, disse:
- Vocês repararam que em meio à violência das ondas e à tempestade há, numa das fendas do rochedo, um passarinho com seus filhotes dormindo tranqüilamente?
E os pintores sem entender responderam: sim, mas…
Antes que eles concluíssem a frase, o juiz ponderou:
- Caros amigos, a verdadeira paz é aquela que mesmo nos momentos mais difíceis nos permite repousar tranqüilos.
Talvez muitas pessoas não consigam entender como pode reinar a paz em meio à tempestade, mas não é tão difícil de entender.
Considerando que a paz é um estado de espírito podemos concluir que, se a consciência está tranqüila, tudo à volta pode estar em revolução que conseguiremos manter nossa serenidade.
Fazendo uma comparação com o quadro vencedor, poderíamos dizer que o ninho do pássaro que repousava serenamente com seus filhotes, representa a nossa consciência.
A consciência é um refúgio seguro, quando nada tem que nos reprove. E também pode
acontecer o contrário: tudo à volta pode estar tranqüilo e nossa consciência arder em chamas.

Caindo o peso das costas

elenycesantos.blogspot.com

Mas agora, libertos do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna” (Romanos 6:22).
Certo homem, um cristão conhecido da localidade, caminhava com dificuldades por levar uma pesada bolsa de batatas em suas costas. Um homem incrédulo, ao vê-lo passar, interrompeu-o com uma pergunta: “Como você sabe que é um salvo?” O homem deu mais alguns passos, e soltou a bolsa no chão. Disse ele: “Eu não me virei e nem olhei ao redor, mas sei que soltei a bolsa de batatas. Como pude eu saber disso?” “Você sabe porque o peso diminuiu em suas costas,”
respondeu o incrédulo. “Sim,” continuou o homem, “e é pelo mesmo motivo que sei que sou um homem salvo. Eu não tenho mais o peso do sentimento de culpa pelos pecados e tenho paz e satisfação em meu Senhor e Salvador.”Muitas vezes não somos capazes de achar a paz verdadeira e a felicidade tão ansiosamente buscada simplesmente porque continuamos carregando, nas costas, a bolsa pesada dos prazeres mundanos que tem nos feito andar curvados sem poder enxergar a luz do Senhor à nossa frente. Estamos tão envolvidos com o pecado que não aproveitamos a liberdade de poder passear pelos campos suaves e abençoados que Deus tem preparado para Seus filhos.
O homem de nossa história carregava um saco de batatas para vender na cidade, mas desfrutava da alegria verdadeira e da vida abundante que são características daqueles que tem Cristo no coração. O peso era apenas material, pois, espiritualmente ele podia flutuar como uma pena, com um sorriso nos lábios e louvando a Deus em seu espírito.Quando a bolsa de batatas que carregamos é espiritual, nosso semblante mostra tristeza, a alegria não acha espaço em nosso coração, caminhamos curvados sem poder olhar para o alto de onde vem as bênçãos que podem transformar toda a nossa aflição em paz e felicidade.Deixe, de uma vez por todas, cair a bolsa do pecado que você carrega nas costas. Sem este peso, você poderá seguir mais rapidamente em busca dos seus sonhos.

Autor Desconhecido

19 de agosto de 2011

Carta de uma Amiga...

elenycesantos.blogspot.com

Amiga:
Conforme minha promessa, estou enviando um e-mail
contando as novidades da minha primeira semana depois de
ser transferida pela firma para o Rio de Janeiro.
Terminei hoje de arrumar as coisas no meu novo
apartamento.


Ficou uma gracinha, mas estou exausta. São dez da
noite e já estou pregada.


Segunda-Feira: Cheguei na firma e já adorei. Entrei no
elevador quase no mesmo instante que o homem mais lindo
desse planeta. Ele é loiro, tem olhos verdes e o corpo
musculoso parece querer arrebentar o terno.


Lindooooo! Estou apaixonada. Olhei disfarçadamente a hora
no meu relógio de pulso e fiz uma promessa de estar
parada defronte ao elevador todos os dias a essa mesma
hora. Ele desceu no andar da engenharia. Conheci o
pessoal do setor, todos foram atenciosos comigo.


Até o meu chefe foi super delicado. Estou maravilhada com
essa cidade.


Cheguei em casa e comi comida enlatada. Amanhã vou a um
mercado comprar alguma coisa.


Terça-Feira: Amiga! Precisava contar. Sabe aquele homem
de quem falei?


Ele olhou para mim e sorriu quando entramos no elevador.
Fiquei sem ação e baixei a cabeça. Como sou burra! Passei
o dia no trabalho pensando que preciso fazer um regime.
Me olhei no espelho hoje de manhã e estou com uma
barriguinha indiscreta. Fui no mercado e só comprei
coisinhas leves:biscoitos, legumes e chás. Resolvido!
Estou de dieta.


Quarta-Feira: Acordei com dor-de-cabeça. Acho que foi a
folha de alface ou o biscoito do jantar. Preciso
manter-me firme na dieta.


Quero emagrecer dois quilos até o fim-de-semana. Ah! O
nome dele é Marcelo. Ouvi um amigo dele falando com ele
no elevador. E ainda tem mais: ele desmanchou o noivado
há dois meses e está sozinho. Consegui sorrir para ele
quando entrou no elevador e me cumprimentou. Estou
progredindo, né? Como faço para me insinuar sem parecer
vulgar?


Comprei um vestido dois números menor que o meu. Será a
minha meta.


Quinta-Feira: O Marcelo me cumprimentou ao entrar no
elevador. Seu sorriso iluminou tudo! Ele me perguntou se
eu era a arquiteta que viera transferida de Brasília e eu
só fiz: 'U-hum'... Ele me perguntou se eu estava gostando
do Rio e eu disse: 'U-hum'. Aí ele perguntou se eu já
havia estado antes aqui e eu disse: 'U-hum'. Então ele
perguntou se eu só sabia falar 'U-hum' e eu respondi:
'Ã-hã'. Será que fui muito evasiva? Será que eu deveria
ter falado um pouco mais?


Ai, amiga! Estou tão apaixonada! Estou resolvida!Amanhã
vou perguntar se ele não gostaria de me mostrar o Rio de
Janeiro no final de semana. Quanto ao resto, bem...ando
com muita enxaqueca. Acho que vou quebrar meu regime
hoje. Estou fazendo uma sopa de legumes. Espero que não
me engorde demais.


Sexta-Feira: Amiga! Estou arruinada! Ontem à noite não
resisti e me empanturrei. Coloquei bastante batata-doce
na sopa, além de couve, repolho e beterraba. Menina, saí
de casa que parecia um caminhão de lixo.


Como eu peidava! (nossa! Você não imagina a minha
vergonha de contar isto, mas se eu não desabafar, vou me
jogar pela janela!).


No metrô, durante o trajeto para o trabalho, bastava um
solavanco para eu soltar um futum que nem eu mesma
suportava.


Teve um momento em que alguém dentro do trem gritou: 'Aí!
Peidar até pode, mas jogar merda em pó dentro do vagão é
muita sacanagem!' Uma senhora gorda foi responsabilizada.
Todo mundo olhava para ela, tadinha. Ela ficou vermelha,
ficou amarela, e eu aproveitava cada mudança de cor para
soltar outro. O meu maior medo era prender e sair um
barulhento. Eu estava morta de vergonha.


Desci na estação e parei atrás de uma moça com um bebê no
colo, enquanto aguardava minha vez de sair pela roleta.
Aproveitei e soltei mais um. O senhor que estava na
frente da mulher com o bebê virou-se para ela e disse:
'Dona! É melhor a senhora jogar esse bebê fora porque ele
está estragado!'.


Na entrada do prédio onde trabalho tem uma senhora que
vende bolinhos, café, queijo, essas coisas de camelô.
Pois eu ia passando e um freguês começou a cheirar um
pastel, justo na hora em que o futum se espalhou. O
sujeito jogou o pastel no lixo e reclamou:'Pó, dona
Maria! Esse pastel tá bichado!'


Entrei no prédio resolvida a subir os dezesseis degraus
pela escada.


Meu azar foi que o Marcelo ficou segurando a porta,
esperando que eu entrasse. Como não me decidia, ele me
puxou pelo braço e apertou o botão do meu andar. Já no
terceiro andar ficamos sozinhos. Cheguei a me sentir
aliviada, pois assim a viagem terminaria mais rápido.
Pensei rápido demais. O elevador deu um solavanco e as
luzes se apagaram.


Quase instantaneamente a iluminação de emergência
acendeu. Marcelo sorriu (ai, aquele sorriso...) e disse
que era a bruxa da sexta-feira.


Era assim mesmo, logo a luz voltaria, não precisava se
preocupar. Mal sabia ele que eu estava mesmo preocupada.


Amiga, juro que tentei prender.


Mas antes que saísse com estrondo, deixei escapar.


Abaixei e fiquei respirando rápido, tentando aspirar o
máximo possível, como se estivesse me sentindo mal, com
falta de ar. Já se imaginou numa situação dessas? Peidar
e ficar tentando aspirar o peido para que o homem mais
lindo do mundo não perceba que você peidou?


Ele ficou muito preocupado comigo e, se percebeu o mau
cheiro, não o demonstrou.


Quando achei que a catinga havia passado, voltei a
respirar normal.


Disse para ele que eu era claustrófoba. Mal ele me ajudou
a levantar, eu não consegui prender o segundo, que saiu
ainda pior que o anterior.


O coitado dessa vez ficou meio azulado, mas ainda não
disse nada.


Abaixei novamente e fiquei respirando rápido de novo,
como uma mulher em estado de parto.


Dessa vez Marcelo ficou afastado, no canto mais distante
de mim no elevador.


Na ânsia de disfarçar, fiquei olhando para a sola dos
meus sapatos, como se estivesse buscando a origem daquele
fedor horroroso.


Ele ficou lá, no canto, impávido. Nem bem o cheiro se
esvaiu e veio outro.


Ele se desesperou e começou a apertar a campainha de
emergência.


Coitado! Ele esmurrou a porta, gritou, esperneou, e eu
lá, na respiração cachorrinho.


Quando a catinga dissipou, ele se acalmou.


As lágrimas começaram a escorrer pelos meus olhos.


Ele me viu chorando, enxugou meus olhos e disse: 'Meus
olhos também estão ardendo...' Eu juro que pensei que ele
fosse dizer algo bonito.


Aquilo me magoou profundamente. Pensei:'Ah, é, FDP? Então
acabou a respiração cachorrinho...'


Depois disso, no primeiro ele cobriu o rosto com o
paletó.


No segundo, enrolou a cabeça.


No terceiro, prendeu a respiração, no quarto, ele ficou
roxo.


No quinto, me sacudiu pelos braços e berrou: 'Mulher!
Pára de se cagar!'. Depois disso ele só chorava. Chorou
como um bebê até sermos resgatados, quatro horas depois.


Entrei no escritório e pedi minha transferência para
outro lugar, de preferência outro País.


Apague este e-mail depois de ler, tá?


Sua amiga, Ana.