11 de fevereiro de 2010

onde fica o wc?

COMO UMA INFORMAÇÃO ERRADAS ÀS VEZES SE TORNA PERIGOSA

Um casal italiano, viajando pela Inglaterra, se encantou com uma bela casa de campo, de propriedade de um pastor inglês. Entraram em contato com o pastor e ficou combinado que alugariam a casa para passarem lá o verão seguinte com a família.
De volta à Itália, o casal começou a contar aos filhos, com entusiasmo, o acordo feito com o pastor inglês e os detalhes da encantadora propriedade, quando a senhora italiana percebeu que não se lembrava da localização do banheiro da casa e que conforto ofereceria, pois a família era numerosa e precisava de, pelo menos, dois banheiros. Imediatamente escreveu uma carta ao pastor. A carta tinha o seguinte conteúdo:

Prezado pastor,
ao regressarmos para casa, surgiu uma dúvida a qual gostaríamos que nos esclarecesse. Onde fica o W.C. e que conforto oferece?

O pastor, ao receber a carta da senhora italiana, e supondo que W.C. fosse abreviatura de White Chapel, uma igreja, respondeu da seguinte maneira:

Prezada senhora,
deu-me um imenso prazer receber a sua carta e espero
esclarecer a contento sua dúvida. O local da sua indagação fica a apenas 12 km da casa. Trata-se de um espaço amplo, que acomoda 200 pessoas sentadas e 100 pessoas em pé. Aconselho que a senhora chegue cedo com sua família para
conseguir um lugar sentada. Algumas pessoas costumam levar lanche para passar lá algumas horas. Na entrada, são distribuídas folhas de papel para as pessoas. Caso não haja folhas para todos, não tem problema, pois as pessoas costumam usar a folha com o vizinho. Na saída, as folhas são devolvidas para que possam ser utilizadas durante todo o mês. O ambiente está decorado com assentos de veludo vermelho e amplas janelas, que permitem a visualização
dos jardins ao redor. Tem ainda amplificadores de som instalados em pontos estratégicos, que possibilitam a propagação do mesmo para toda a vizinhança. Se a senhora tem o hábito de ir lá com freqüência, recomendo a utilização de bicicletas, que estão guardadas na garagem da casa. Costumamos contratar fotógrafos dos jornais locais para registrarem a passagem e a permanência das pessoas no cumprimento de uma função tão humana.
Esperando ter sanado suas dúvidas, aguardo-os no próximo verão, onde teremos oportunidade de encontros periódicos no local em referência e, quem sabe, poderemos combinar horários para que a senhora e sua família participem das minhas atividades dentro desse recinto.